Análise Press Start – Overwatch



O game que será avaliado na Análise Press Start de hoje é um dos que tornam as pessoas bem viciadas. Confira o que achamos do inebriante Overwatch.

A Blizzard sabe deixar a gente viciado nos seus jogos…

Sim, mas uma vez a Blizzard conseguiu produzir um game que deixa que o experimente completamente dependente. Quem já jogou World of Warcraft, por exemplo, sabe muito bem do que estamos falando.

Com Overwatch, a Blizzard conseguiu reunir competitividade, estratégia, diversão, gráficos excelentes… Tudo isso em um pacote que mais parece ter saído do forno dos Céus.

Quando o jogo foi anunciado lá em 2014, a expectativa em cima dele logo atingiu patamares estratosféricos. E o hype só aumentou quando a beta foi ao ar, batendo todos os recordes de participação da comunidade gamer.

Agora, com a versão completa já disponível, não se fala de outra coisa, e olha que Overwatch divide os holofotes do momento com simplesmente Uncharted 4.

Mas por que Overwatch é tão bom?

Simples! Porque, ao contrário dos FPS que nós já conhecemos e também amamos, Overwatch é mais ‘puro’, e a própria comunidade encara as partidas com outra atitude, zelando pelo bom relacionamento entre os players.

Não que Call of Duty e Battlefield, por exemplo, sejam ambientes hostis, mas durante toda a nossa experiência com Overwatch, até aqui, o clima foi amplamente amigável, deixando bem mais proveitosa a jogatina.

Além disso, a Blizzard, que demorou 14 anos para lançar uma nova franquia de games, parece ter tomado o tempo necessário para calcular e pensar cada aspecto de Overwatch.

Os mapas são excelentes, os gráficos espetaculares e a jogabilidade te deixa sempre com um gostinho de quero mais. Prepare-se para passar muito tempo com o controle na mão e Overwatch rodando no seu console ou PC.

Como é o gameplay?

Chega de falar apenas superficialmente sobre o game. Vamos nos aprofundar de vez nesse maravilhoso universo criado pela Blizzard em Overwatch.

Logo de cara, você tem total liberdade para escolher qualquer um dos 21 personagens disponíveis no jogo. Cada um deles traz características altamente particulares, portanto, com certeza, pelo menos um, vai fazer o seu estilo, basta testar todos.

Com seis jogadores de cada lado, deve se buscar sempre um equilíbrio no time, tentando sempre usar personagens de cada uma das quatro classes: ataque, defesa, tanque e suporte. Mas isso não quer dizer que seja uma regra. Uma equipe só com ofensivos pode muito bem atropelar, dependendo sempre da habilidade de seus integrantes.

Como dissemos, os mapas são excelentes, casados com os modos de jogo de Overwatch (são poucos, mas muito divertidos). Cada partida parece única, e não há em nossos horizontes a possibilidade de enjoarmos ainda do jogo.

Vem mais por aí!

Se já no lançamento Overwatch é sucesso total, a Blizzard deve manter esse status por um longo tempo. Isso porque a empresa promete novidades a longo prazo para o game.

Para começar, muito em breve deve ser adicionado o modo competitivo, para apimentar ainda mais as disputas dentro do jogo.

Além disso, novos e únicos personagens, trazendo ainda mais diversidade ao gameplay, serão adicionados de maneira gratuita ao game.

CONCLUSÃO:

Overwatch entra para um seleto grupo de games que são sucesso desde seu lançamento e te deixam completamente viciado em seu gameplay. Com personagens carismáticos e variados, mapas bastante equilibrados e funcionais, gráficos espetaculares e uma jogabilidade simplesmente intoxicante, esse é um jogo que não pode faltar na sua prateleira!

PONTOS POSITIVOS:

  • Variedade de personagens
  • Mapas feitos especialmente para os modos de jogo
  • Balanceado e acessível

PONTO NEGATIVO:

  • Não conseguimos parar de jogar!

NOTA: 10

Gostaríamos de agradecer à Blizzard, que nos cedeu uma cópia de Overwatch para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Análise Press Start – Marvel vs. Capcom: Infinite



Continue Lendo

Análise Press Start – Destiny 2



Continue Lendo

Análise Press Start – PES 2018



Continue Lendo