Análise Press Start – LEGO Marvel Super Heroes 2



A Análise Press Start de hoje embarca mais uma vez na onda de super-heróis que tem tomado conta da indústria do entretenimento nos últimos anos. Confira o que achamos de LEGO Marvel Super Heroes 2.

LEGO Marvel Super Heroes 2 já começa mostrando que os jogadores podem esperar muita ação e bom humor. Os primeiros personagens que controlamos são os carismáticos Guardiões da Galáxia. No comando do Senhor das Estrelas, já podemos usufruir da tradicional destrutibilidade dos cenários enquanto coletamos moedas e objetos que podem ser reutilizados para construir coisas que nos ajudam a progredir pelo mapa.

Após uma curta cena que mostra como os Guardiões se depararam com o grande vilão do game, Kang, o Conquistador. Depois disso somos apresentados (ou reapresentados) às mecânicas que o jogo possui. Para quem mora dentro de uma caverna e nunca jogou um título de LEGO antes, é possível pular, voar (em alguns casos), atirar ou usar magias e outros poderes ou habilidades para resolver quebra-cabeças e progredir pelo caminho.

Outra característica já tradicional dos games LEGO que retorna em Marvel Super Heroes 2 é o bom humor. Todas as cutscenes são recheadas de piadinhas e tiradas hilárias. Apesar das bobeiras e trapalhadas que vemos na tela, o estúdio responsável pelo jogo, Traveler´s Tales Games, teve muito cuidado para dosar a quantidade de comédia presente sem que os personagens perdessem suas personalidades dos quadrinhos e filmes.

Comparando LEGO Marvel Super Heroes 2 com seu antecessor, sentimos que há uma exploração mais profunda dessa vez. Enquanto Kang viaja pelas galáxias destruindo o contínuo espaço-tempo, os heróis que controlamos nos levam para diversos lugares. Com isso, temos acesso é várias missões secundárias, itens colecionáveis e minigames.

O mais interessante é que o game te mantém interessado até mesmo após o fim da história principal. Isso porque algumas missões requerem personagens que só são liberados quando você finalmente “termina” o jogo. E são mais 200, sim, você leu certo: MAIS DE DUZENTOS personagens para você desbloquear. Uma pena que não vimos os X-Men por Cronópolis.

Infelizmente, LEGO Marvel Super Heroes 2 não é perfeito. Um problema recorrente da franquia está mais uma vez presente. A câmera segue atrapalhando em muitos momentos. Voar, por exemplo, pode ser bem frustrante quando a câmera fica presa atrás de um prédio. E, apesar de ser superior ao primeiro, LMSH2 não traz nada de muito interessante como novidade.

CONCLUSÃO

LEGO Marvel Super Heroes 2 é um passo a frente em relação aos jogos anteriores da franquia. Apesar de não apresentar grandes novidades, o game consegue divertir com mais de 200 personagens, vários cenários para se explorar e o já tradicional bom humor.

PONTOS POSITIVOS

– Mais de 200 super-heróis e vilões
– Variedade nos cenários
– Bem-humorado

PONTOS NEGATIVOS

– Câmera atrapalha em alguns momentos
– Nada de importantes nas inovações

NOTA: 8/10

Gostaríamos de agradecer à Warner Games Brasil, que nos cedeu uma cópia de LEGO Marvel Super Heroes 2 para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

OneShot é oficialmente lançado no Brasil



Continue Lendo

Showmatch de PUBG atrai fãs e lota arena de eSports na Comic Con Experience 2017



Continue Lendo

e-Sports: Flamengo fecha com importante parceiro



Continue Lendo