Análise Press Start – KONA



A Análise Press Start de hoje nos leva a um mistério imersivo no gelado Canadá e a uma busca pela verdade. Confira o que achamos do interessantíssimo KONA.

Uma experiência de tirar o fôlego

KONA nos coloca na pele de um homem chamado Carl. Ao chegar em uma pequena cidade do norte do Canadá, nos deparamos com um local totalmente abandonado, e sem pistas do que pode ter acontecido por ali.

Enquanto investigamos casa a casa, um narrador nos acompanha explicando o que está se passando na cabeça de Carl, contando as coisas de um jeito que indica que o que estamos vendo na verdade já aconteceu, e ele está contando a história enquanto a vivemos.

A jogabilidade de KONA é simples. A perspectiva que temos é na primeira pessoa, e Carl tem acesso a um inventário de itens como kits de primeiros socorros. O combate também é bastante natural, com uma pegada mais parecida com o recente Resident Evil 7.

KONA é, basicamente, um jogo de mistério. Não são muitas as partes em que temos que atirar nos inimigos. Na maior parte do tempo, temos que resolver quebra-cabeças de variados níveis de dificuldade que nos ajudam a melhor entender o que está acontecendo. Ainda que simplista, a jogabilidade é perfeita naquilo em que se propõe.

O que mais gostamos em KONA, sem dúvidas, é seu poder de imersão. Toda a atmosfera do jogo te faz realmente ter a sensação de estar numa cidade fantasma e de que há muitos olhos em você. Sabe aquele medo de dar o próximo passo, temendo levar um susto?

Outro ponto que merece muitos elogios de nossa parte é a história. O roteiro de KONA é incrível, e o que realmente dá vida ao jogo. Os personagens são muito interessantes e a trama se desenvolve de maneira surpreendente. Para quem conhece, o game parece ter saído de um dos excelentes livros do mestre Stephen King.

CONCLUSÃO

KONA é um game perfeito no seu estilo. Gráficos e áudio colaboram com uma narrativa extremamente competente. A atmosfera do jogo é absolutamente imersiva, fazendo com que a experiência seja incrível. Recomendamos que você jogue de noite, com as luzes apagadas!

PONTOS POSITIVOS:

  • Altamente imersivo
  • Trama muito interessante
  • Quebra-cabeças desafiadores

PONTO NEGATIVO:

  • Muito curto

NOTA: 9/10

Gostaríamos de agradecer à Deep Silver, que nos cedeu uma cópia de KONA para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

e-Sports: Flamengo fecha com importante parceiro



Continue Lendo

GOTY: Zelda é eleito o melhor jogo de 2017. Confira todos os vencedores



Continue Lendo

Análise Press Start – LEGO Marvel Super Heroes 2



Continue Lendo