Análise Press Start – Just Dance 2016



Muita música, dança e diversão. Assim podemos resumir o game que estrela a Análise Press Start de hoje. Estamos falando de Just Dance 2016, da Ubisoft.

Diversão para ser compartilhada

Just Dance 2016 segue a linha traçada pelo primeiro game da série lá em 2009, e traz muito entretenimento para uma pessoa ou um grande grupo.

Com a adição de novos modos de jogo e, principalmente, da possibilidade de se jogar usando apenas seu smartphone, sem a necessidade de alguma câmera ou controle especial.

Apesar disso, Just Dance 2016 não chega a ser inovador. O que não é algo ruim, não nos entenda mal. Em time que está ganhando não se mexe, e a Ubisoft soube fazer isso muito bem.

Modos de jogo para todos os gostos

A Ubisoft introduziu alguns novos modos de jogo em Just Dance 2016, e mesmo que nem todos sejam tão atraentes, acabam melhorando bastante a experiência do jogador.

Talvez o mais interessante dentre os novos modos seja o World Video Challenge. Trata-se da possibilidade de fazer upload de um vídeo seu para ser desafiado por jogadores do mundo todo. Isso resulta numa batalha hilária.

Fora isso, nada de muito inovador aparece em Just Dance 2016. Dance Party, Dance Quest, Sweat e Playlist são outras maneiras de aproveitar o game.

Lista de músicas curta, mas com grana isso muda…

A lista de músicas de Just Dance 2016 chega a 50 títulos. Mas vocês não disseram que a lista era curta, Press Start? Se você considerar apenas as canções famosas, esse número cai bastante.

Ainda que seja muito divertido aprender os passos de Uptown Funk, do Bruno Mars, uma hora começa a ficar repetitivo, e para combater isso, a Ubisoft apresentou o Just Dance Unlimited.

O Unlimited nada mais é que o serviço de assinatura, que amplia o catálogo de músicas consideravelmente. Apesar de ser interessante para os mais fanáticos por Just Dance, ter que pagar uma taxa além do já alto preço do game pode se transformar em um tiro no pé.

Celular na mão é tudo que você precisa

Diferentemente das versões anteriores, Just Dance 2016 não requer uma câmera ou controle especiais para ser jogado.

Basta um smartphone compatível com o app gratuito da Ubisoft para aproveitar o game em sua totalidade. É isso mesmo, nada de PlayStation Camera ou Kinect.

Usando a mesma conexão wifi do seu console, o aplicativo é bastante responsivo e não apresentou nenhum tipo de falha enquanto jogamos Just Dance 2016.

CONCLUSÃO:

Just Dance 2016 chega com novos modos de jogo, além da fantástica possibilidade de jogar usando apenas um smartphone. Fora isso, o game não apresenta grandes novidades em sua base, mas como já dissemos no início do texto, em time que está ganhando não se mexe, e a Ubisoft é mestre nesse assunto.

PONTOS POSITIVOS:

  • Diversão para todos
  • Dá pra jogar com seu smartphone
  • Novos modos de jogo

PONTOS NEGATIVOS:

  • Lista de músicas conhecidas é curta
  • Assinatura para ter mais músicas

NOTA: 8/10

*Gostaríamos de agradecer à Ubisoft, que nos cedeu uma cópia de Just Dance 2016 para PS4, plataforma usada nesta análise.

 

 

 



MaisRecentes

Bethesda divulga trailer de lançamento de Wolfenstein II: The New Colossus



Continue Lendo

Expansão Corridas Metamorfose já está disponível para GTA Online



Continue Lendo

Atualização de temporada já está disponível em F1 2017



Continue Lendo