Análise Press Start – J-Stars Victory VS+



A Análise Press Start desta semana é voltada para os fãs de animes e mangás. Dragon Ball, Bleach, Cavaleiros do Zodíaco, Naruto e muitos, e eu digo que são MUITOS outros desenhos estão representados em J-Stars Victory VS+. Veja o que achamos do game da Bandai.

Como juntar diversos personagens, de diferentes animes e mangás, com variados estilos de luta em um só game, e fazer isso tudo funcionar de forma perfeita? Pergunte ao pessoal da Bandai, pois eles têm a medida certa com J-Stars Victory VS+. Se você já imaginou um combate épico entre Goku e Seiya, agora chegou a vez de colocá-lo na prática.

Mas para conseguir criar esses combates que antes viviam no reino da imaginação, é preciso muito trabalho. J-Stars traz poucos personagens liberados de início, o que pode  parecer desanimador, a princípio, mas é o principal elemento motivador do game, já que você passará incontáveis horas juntando os pontos necessários para liberar o restante dos mais de 50 lutadores.

Estes pontos podem ser adquiridos em qualquer modo dentro de J-Stars, fazendo valer cada combate. Por falar em modos de jogo, o principal deles, o História é dividido em quatro contos, que se desenvolvem em suas próprias tramas particulares. O universo ‘conspira’ para que os personagens se encontrem com o desenrolar dos fatos, criando conversas e combates inusitados. Alguns elementos de RPG, e, claro, muita pancadaria, são os pontos altos que marcam o story mode.

Apesar de ser um pouco repetitivo, e com uma trama clichê, o modo história traz diálogos engraçados e batalhas devastadoras, que acabam colocando a falta de novidades na narrativa em segundo plano. É claro que o modo Versus está presente, tanto online, quanto offline, para você desafiar seus amigos, ou jogadores ao redor do planeta.

Avaliando o que mais interessa em um jogo de luta, o sistema de combate de J-Stars Victory VS+ é bem simples e acessível. Nada de meia-lua pra trás e soco forte. Usando combinações de Quadrado e Triângulo, os combos vão se formando fluentemente, enquando o Círculo é responsável por trazer ataques especiais de cada lutador. Essa acessibilidade permite ao gamer experimentar, e masterizar, a quantidade absurda de personagens.

Os combates no game podem ser realizados mano a mano, ou time contra time. Usando os mais variados cenários, que são enormes e com partes destrutíveis, as equipes buscam nocautear os inimigos por três vezes para levar a vitória. O ponto alto das lutas é o ‘Victory Burst’, uma espécie de poder máximo dos personagens, capaz de definir o rumo do duelo. Além de extremamente perigosos, são bem bonitos de se ver.

Duas coisas importantes dentro das lutas em J-Stars Victory VS+ são a barra de stamina e os personagens de suporte. A stamina é responsável por bloqueios e movimentos especiais, portanto é recomendável dosar o uso dela. Ao apertar o L2, um lutador de apoio surge, podendo cortar um combo do adversário no meio, ou abrir o caminho para um seu.

Visualmente falando, J-Stars Victory VS+ não deixa a desejar. No PS4 o jogo traz personagens e cenários bem desenhados, com efeitos especiais bacanas e texturas de última geração. O áudio também é satisfatório, tanto na dublagem, quanto no que toca sons do combate e ambientação.

CONCLUSÃO:

J-Stars Victory VS+ é a experiência definitiva para o fã de desenhos japoneses, trazendo mais de 50 personagens, dos mais variados animes e mangás, trazendo a possibilidade da criação de combates épicos e divertidos. Vale muito a compra!

PONTOS POSITIVOS:

– Extenso número de personagens
– Combate acessível
– Visual bonito

PONTO NEGATIVO:

– Modo história repetitivo

 
NOTA: 8,5/10

*Gostaríamos de agradecer à Bandai, que nos cedeu uma cópia J-Stars Victory VS+ para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

SEGA anuncia uma crescente coleção de jogos clássicos para mobile



Continue Lendo

Confira os vencedores da segunda semana do LANCE! de Craque



Continue Lendo

Ubisoft revela na E3 novo jogo de ação e aventura, o Starlink: Battle For Atlas. Conheça!



Continue Lendo