Análise Press Start – Injustice 2



A Análise Press Start de hoje vai nos levar a um universo repleto de heróis e vilões. Aliás, a um infinito de universos, mas isso é coisa pra mais tarde. Confira o que achamos de Injustice 2.

Coisa de cinema

Injustice 2 deveria servir de exemplo para os produtores de Hollywood e da Netflix de plantão. A Netherrealm realmente conseguiu construir um enredo absolutamente envolvente e digno da DC.

A trama do game é sensacional, repleta de sarcasmo, mas com um tom sombrio, que faz jus ao que vimos no primeiro Injustice, além, é claro, do background de cada um dos vários personagens de seu elenco.

Dando sequência aos acontecimentos do primeiro jogo, Injustice 2 começa com o mundo em paz, após Superman ser destronado. Mas, se o teoricamente mocinho era o vilão, imagina quando seu principal inimigo é a ameaça da vez? Brainiac é o grande antagonista da história, e os heróis devem fazer de tudo para derrotá-lo, inclusive uma impensada aliança com o Homem de Aço.

Após uma campanha relativamente longa, e que conta com dois finais, podemos resumi-la em algo muito bem escrito, coerente e que aproveita ao máximo as características dos personagens e de seus passados para construir uma história intrigante e envolvente.

A Netherrealm é como se fosse vinho…

É de se aplaudir de pé a capacidade da Netherrealm em melhorar consideravelmente o combate de seus jogos a cada lançamento. Injustice 2 parece ter aproveitado tudo que foi correto no primeiro game da franquia e em Mortal Kombat X para criar algo novo, mas que ao mesmo tempo parece familiar.

Ao todo, Injustice 2 conta, em seu lançamento, com 30 personagens jogáveis (Outros nove já estão programados para chegar via DLC). Dentro desse vasto elenco, temos estilos para dar e vender. Seja um lutador que prefere mais o combate corpo-a-corpo, seja um que visa mais magias ou ainda outro que consegue usar um pouco de cada. É impossível você não achar algum que te agrade.

O estilo do combate permanece o mesmo do primeiro Injustice, com apenas três botões para golpes, e um quarto para uma habilidade especial do personagem. Ainda há o botão de agarrão e outro para interagir com partes do cenário.

Mas, é claro que o game não é apenas uma pequena atualização do primeiro. O combate de Injustice 2 apresenta algumas boas novidades para os jogadores. Uma delas é o Clash, disputa que usa as barras EX para definir o vencedor. Além disso ainda existe um novo movimento de corrida, que te permite ir de um lado ao outro da tela sem ser atingido.

E a maior novidade do game está na personalização. O novo sistema de equipamentos faz com que a vida útil de Injustice 2 seja ainda maior. Como o próprio slogan do jogo diz, “Cada batalha define você”, e após cada combate, existe uma chance de receber uma nova peça, que muito mais do que apenas alterar o visual dos personagens, mexe também com seus atributos.

E elas podem ser adquiridas de várias maneiras. Seja apenas lutando com seus amigos ou com o computador, cumprindo desafios diários ou no Multiverso, sempre estamos ganhando os equipamentos de maneira direta ou através das Caixas. Vale ressaltar que é possível desabilitar as alterações de atributos para as partidas competitivas, deixando as batalhas mais justas.

Depois do último parágrafo você deve estar se perguntando: “O que diabos é Multiverso?”. Calma, que o Press Start explica. Trata-se mais uma novidade em Injustice 2, e é um modo similar às Torres Vivas de Mortal Kombat. E nele, você encara personagens controlados pelo computador em diversos desafios, e, em algumas situações, com  modificadores especiais, como mísseis congelantes que caem aleatoriamente na arena ou regeneração de HP para seu inimigo.

O Multiverso ainda se expande para a parte online de Injustice 2, levando seus desafios às Guildas, clãs que podem ser criados por qualquer jogador, e permite que até 50 pessoas lutem entre si ou unam forças para completar desafios e ganhar recompensas para todos os membros.

E por falar em parte online, por enquanto Injustice 2 vai dando conta do recado. O netcode implantado pela Netherrealm suporta bem as conexões aqui no Brasil, e as lutas se desenrolam sem qualquer lag. É possível duelar casualmente, nas ranqueadas ou ainda no clássico King of the Hill.

Visual e áudio incríveis

Até agora, Injustice 2 recebeu diversos elogios em sua história e jogabilidade, e falando de seus gráficos, uma palavra define: fantástico! O visual do jogo está muito bonito, resolvendo um problema que o primeiro game tinha.

A Netherrealm soube utilizar da melhor maneira possível o poder do motor gráfico Unreal 4, e o nível de detalhamento presente, seja nos cenários ou nos personagens é algo que ainda não vimos em jogos de luta nesta geração. Isso tudo rodando a 60 frames por segundo, deixando os combates ‘lisos’. As cutscenes rodam a 30fps, mas por um bom motivo: dar ainda mais sensação de estarmos vendo um filme da DC.

E para fechar o pacote, Injustice 2 é totalmente localizado para o Brasil. Isso quer dizer que o jogo está totalmente em português. Muito mais do que apenas traduzir o game, a Netherrealm usou um elenco absurdo de dubladores, como Marcio Seixas, Priscila Amorim e Guilherme Briggs.

CONCLUSÃO:

Injustice 2 é atualmente o auge dos games de luta no mercado. Muito mais do que apenas isso, o jogo apresenta um modo história envolvente e funcionalidades pra lá de interessantes. O gameplay está ‘redondinho’, os gráficos fantásticos e a dublagem em português é a cereja do bolo.

PONTOS POSITIVOS:

  • História envolvente
  • Jogabilidade divertida e competitiva
  • Gráficos e dublagem sensacionais

PONTO NEGATIVO:

  • Ganhar equipamentos pode ser demorado e frustrante

NOTA: 10

Gostaríamos de agradecer à Warner Brasil, que nos cedeu uma cópia de Injustice 2 para PS4, plataforma usada nesta análise.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Kyrie Irving, NBA 2K18 e a ‘maldição’ da capa do game



Continue Lendo

Cavaleiros do Zodíaco vai ganhar um jogo do gênero MMORPG



Continue Lendo

paiN Gaming e Team oNe disputam a taça do CBLoL e final poderá ser assistida nos cinemas



Continue Lendo