Análise Press Start – Hitman Episódio 6: Hokkaido



A Análise Press Start de hoje volta ao letal mundo do Agente 47. Desta vez, viajamos ao Japão para encarar o tão aguardado final da primeiro temporada de Hitman. Confira o que achamos do Episódio 6: Hokkaido.

O episódio mais forte até agora!

Lançado em março de 2016, Hitman apostou alto ao comercializar seu conteúdo de maneira episódica, algo até então não muito comum no mundo dos games AAA. Viajamos ao redor do planeta na pela do Agente 47, e fomos adquirindo mais habilidades e estratégias que são importantes neste Season Finale.

Assim como no último episódio, no Colorado, Hokkaido é mais focado na narrativa que Hitman vem aos poucos construindo ao longo da temporada. Tudo fica mais claro sobre as intenções de Eric Soders, chairman da ICA. Ele ‘vendeu’ a corporação para conseguir um transplante de coração. Com isso, cabe ao Agente 47 garantir que ele não saia vivo de um hospital no Japão.

E MAIS:
> Análise do Episódio 1: Paris
> Análise do Episódio 2: Sapienza
> Análise do Episódio 3: Marrakesh
> Análise do Episódio 4: Bangkok

> Análise do Episódio 5: Colorado

Mas Soders não é nosso único alvo no Episódio 6. Além dele, temos que dar conta de Yuki Yamazaki, responsável pela venda do coração transplantado ao executivo da ICA.

Mantendo o estilo de Colorado, o mapa de Hokkaido também é numa área fechada, isolada do mundo exterior, mas mesmo assim consegue passar uma forte sensação de estarmos no Japão. Arquitetura, personagens e pequenos detalhes garantem essa atmosfera autenticamente nipônica.

Uma das novidades do Episódio 6 é a KAI, tecnologia que consegue aumentar ainda mais a dificuldade do jogo. No hospital, as roupas de todos os funcionários possui um chip que dá acesso a diferentes setores, sendo assim, a técnica de disfarce é obrigatória para prosseguir.

Também novo, é o fato de que você não tem item algum em seu inventário. O Agente 47 é posto em ação apenas com um kimono e suas habilidades. Elas são necessárias para explorar o mapa de uma maneira diferente das existentes nos episódios anteriores.

O mapa, como dissemos, é um tanto quanto reduzido, mas não perde em nada com relação às oportunidades de matar seus alvos. Muito pelo contrário, são várias chances que se apresentam ao Agente 47, mas também são bem fáceis de passarem despercebidas, e ao contrário de outros episódios, elas não ‘resetam’, portanto, trate de aproveitá-las!

CONCLUSÃO:

Hitman chega ao seu clímax com o Episódio 6. Hokkaido é o teste final para quem vem completando cada uma das missões anteriores, forçando ao máximo nossas habilidades. O capítulo fornece um pouco mais de informação sobre a origem do Agente 47, e seu final bem ao estilo ‘cliffhanger’ nos deixa ansioso pelo o que está por vir pela frente.

PONTOS POSITIVOS:

  • Clima autêntico japonês
  • Dificuldade elevada

PONTOS NEGATIVOS:

  • Não há!

NOTA: 10



MaisRecentes

Análise Press Start – Call of Duty: Infinite Warfare (Retribution)



Continue Lendo

Análise Press Start – Marvel vs. Capcom: Infinite



Continue Lendo

Análise Press Start – Destiny 2



Continue Lendo