Análise Press Start – F1 2015



Um dos games esportivos mais aguardados do ano chega ao Press Start mostrando suas credenciais e e expectativas para o futuro da franquia na nova geração de consoles. Estamos falando de F1 2015.

Para quem não lembra, a versão 2014 de F1 não chegou aos consoles mais modernos, o que causo um certo rebuliço nos fãs, que ficaram decepcionados com a decisão da Codemasters. Mas, um ano depois, F1 2015 chega com força ao PS4 e ao Xbox One e consegue explorar bem o potencial dos dois.

Nós do Press Start entendemos que F1 2015 é um grande ‘reboot’ da série. Isso porque o game deixa de lado vários dos modos mais populares de outras edições para apostar em uma experiência mais autêntica e acessível a todos os tipos de jogadores. Com gráficos de ponta, e, pela primeira vez, 60 frames por segundo em 1080p, a aposta da Codemasters tem tudo para dar certo.

Um dos modos mais divertidos de qualquer jogo de esporte, o Carreira, foi deixado de lado em F1 2015. Em vez disso, temos a possibilidade de escolher um dos pilotos e simular a temporada 2014 ou a deste ano. Além disso, há o Pro Championship, feito para testar as habilidades dos gamers mais hardcore. Diga adeus aos auxílios de navegação, e prepare-se para vivenciar treinos e corridas com duração real.

Outra grande adição ao game é a possibilidade de usar comandos de voz para solicitar conselhos e informações da sua equipe, como atualizações das condições climáticas, detalhes de pilotos e uma análise geral da corrida.

Pequenos detalhes fazem a diferença, não é mesmo? E a Codemasters entende a afirmação da mesma maneira. A empresa inglesa trouxe inúmeras animações que contribuem para uma maior imersão do gamer no mundo da Fórmula 1. Cenas no pódio após as corridas, grid lotado e entrevistas dos pilotos são algumas dessas adições.

Sobre os gráficos de F1 2015, é simplesmente fantástico. A iluminação foi aprimorada, assim como o sistema de transição de clima. Além disso, os carros são recriados de forma muito fiel. Entrando na parte sonora do game, é de arrepiar ouvir o ronco do motor em uma acelerada na reta.

Infelizmente, F1 2015 não é perfeito, e apresenta algumas falhas. A IA não é tão inteligente assim, causando erros bizarros, como retardatários te atrapalhando. Outra coisa que precisa ser acertada em um patch futuro é a questão do ‘corner cutting’, que é quando você usa ‘atalhos’ nas pistas e é punido pela direção da prova. O problema é que isso acontecia em algumas situações totalmente fora de contexto, como uma derrapada.

CONCLUSÃO:

F1 2015 terá que enfrentar uma parte da crítica que irá considerar o jogo como um retrocesso, mas entendemos que a edição deste ano servirá como base para versões ainda melhores no futuro. Com poder gráfico e sonoro impressionante, o game é compra certo para os fãs do automobilismo.

PONTOS POSITIVOS:
– Gráficos de ponta
– Experiência para todos os níveis
– Detalhes que colaboram com a autenticidade

PONTOS NEGATIVOS:
– Falta do modo carreira
– Problemas com IA

NOTA – 9/10

*Gostaríamos de agradecer à Bandai, que nos cedeu uma cópia de F1 2015 para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Em Budapeste, Eslovênia vence o primeiro Campeonato Mundial de Escape Rooms



Continue Lendo

CBLoL foi mais comentado no Twitter que clássico do Campeonato Paulista



Continue Lendo

Vitórias de Santos Dexterity e V3 Masters marcam o primeiro dia da região LATAM da Pro League de Rainbow Six Siege



Continue Lendo