Análise Press Start – Call of Duty: Modern Warfare Remastered



A Análise Press Start de hoje é uma das mais prazerosas que já tivemos a chance de fazer. Colocamos sob nosso microscópio a remasterização de um game que redefiniu os parâmetros de um gênero. Confira o que achamos de Call of Duty: Modern Warfare Remastered.

É como vinho: quanto mais velho, melhor!

Por anos a comunidade vem pedindo aos produtores que levem as botas dos soldados de Call of Duty de volta ao chão. Desde Advanced Warfare, fomos apresentados ao sistema avançado de movimentação, que definitivamente não caiu nas graças de grande parte dos gamers.

Talvez pensando nessa parcela dos fãs, que ansiavam por um estilo mais clássico de guerra, a Infinity Ward e a Raven Software resolveram remasterizar aquele que é conhecido como um dos melhores jogos FPS, se não o melhor, já feito até hoje.

CoD 4 foi responsável por introduzir algumas características que vem sendo extensamente copiadas desde 2007. O sistema de progressão no multiplayer, por exemplo, é um deles. Mas outro ponto fortíssimo do Modern Warfare original é sua campanha. A gente sabe que é um jogo, mas a sensação que temos é de que se trata de um filme.

Mas como mexer com algo tão importante? Os riscos são enormes, afinal, estamos falando do jogo preferido de muitos dos que fazem a base da comunidade Call of Duty. Com essa responsabilidade enorme em mãos, a Raven realizou um dos trabalhos mais incríveis dos últimos tempos, e, novamente, Modern Warfare, desta vez na versão repaginada, estabelece um novo padrão no mercado: se não for desse jeito, nem façam remasterizações.

A melhor remasterização já produzida

Nós elogiamos bastante o game original, mas a Análise Press Start de hoje é sobre a versão remasterizada. Então vamos abordar tudo o que mudou do game lançando em 2007 para o de 2016.

A primeira coisa que percebemos é quão belo o game está. Não estamos falando de uma remasterizaçãozinha qualquer. A Raven Software reconstruiu os gráficos completamente, e olha que o original já era bonito. O nível de detalhamento é impressionante, e coisas como máquinas de refrigerante e até mesmo placas mostram como tudo mudou.

E toda essa beleza nos gráficos só aumenta ainda mais o sucesso dos mapas e localidades de Modern Warfare Remastered. O design de cada um deles apenas nos faz perceber quanto a frente de seu tempo o game original foi, além de nos mostrar que nenhum de seus sucessores teve tanto êxito nesse quesito.

Mas é claro que tudo o que foi dito acima é transportado de maneira magnífica para o multiplayer. O retorno triunfal daquele que é considerado o mais divertido dos FPS online, traz 10 mapas originais, como Bog, District e Shipment. Mais conteúdo será adicionado de maneira gratuita nos próximos meses, aumentando ainda mais o nosso amor pela Raven Software e pela Infinity Ward.

No que tange a jogabilidade, nada mudou em relação o original, ainda bem! O que pode parecer bastante estranho para jovens jogadores, que foram introduzidos ao universo de CoD nos games mais recentes, traz à tona uma nostalgia imensa nos mais antigos, que viram o nascimento dessa franquia monstruosa que temos hoje.

O ritmo do gameplay é essencialmente mais lento, e isso não é demérito. Apenas nos dá a possibilidade de vivenciar os conflitos de uma guerra moderna com um sentido mais humano para a coisa. Sem pulos duplos, sem corridas pelas paredes, sem deslizar pelo chão. Apenas homens fardados e suas armas.

O multiplayer que cativou milhões de jogadores ainda é muito divertido. Subir de nível continua sendo desafiador e satisfatório, sem as moedas, chaves e supply drops dos games mais recentes.

O que também não mudou foram os modos de jogo. Todos os favoritos dos fãs estão de volta, como Search and Destroy e Kill Confirmed, e eles continuam tão bons quanto eram em 2007.

Algumas novidades foram incluídas visando ampliar a vida útil do game. Como por exemplo o dobro de níveis de prestígio, que agora são 20, no total. Além de novas camuflagens e adesivos que podem ser usadas nas armas.

CONCLUSÃO:

Call of Duty: Modern Warfare Remastered dá uma aula de como uma remasterização deve ser feita. Gráficos totalmente repaginados, enquanto o gameplay que tanto fez sucesso foi mantido intacto. Desenvolvedores do mundo todo deveriam se inspirar no trabalho da Raven Software e nos brindar com o retorno de clássicos que amamos.

PONTOS POSITIVOS: 

  • Gráficos espetaculares
  • Tudo que era bom não foi alterado
  • Vida mais longa ao multiplayer

PONTOS NEGATIVOS: 

  • Não há!

NOTA: 10

Gostaríamos de agradecer à Actvision, que nos cedeu uma cópia de Call of Duty: Modern Warfare Remastered para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Beckham é o mais novo embaixador de PES 2018



Continue Lendo

Confira as novidades do modo MyTEAM de NBA 2K18



Continue Lendo

Conheça a área Wildspire de Monster Hunter: World



Continue Lendo