AfroGames anuncia patrocínio em projeto inédito de eSports em favelas



Projeto idealizado em parceria com o Grupo Cultural AfroReggae, o AfroGames acaba de anunciar a Oi como patrocinadora oficial. A iniciativa social permite capacitar e profissionalizar jovens de comunidades para atuarem no mercado das competições de jogos eletrônicos, criando assim oportunidades para esses adolescentes.

–  Sabemos da importância do eSport e do desenvolvimento de games, mais uma possibilidade para essas crianças aprenderem de forma divertida e criativa uma nova opção de entrada para o mercado de trabalho – Afirma Bruno Cremona, gerente de Patrocínios e Eventos da Oi

O Centro de Treinamento será o primeiro especializado em eSports dentro de uma favela e está sendo construído no Centro Cultural Waly Salomão, em Vigário Geral, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O projeto irá disponibilizar 100 vagas para que os jovens da comunidade possam ter aulas de League of Legends, programação de computadores, produção de trilha sonora focada em games e aulas de inglês. Para isso, contará com toda infraestrutura necessária, desde cadeiras gamers e computadores de última geração.

– Nosso objetivo é democratizar o e-Sports no Brasil. Pela primeira vez no mundo, crianças de áreas conflagradas terão a oportunidade de treinar num centro técnico de ponta – Afirma Ricardo Chantilly

Além da Oi como patrocinadora oficial, o projeto conta também com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, dentre outros.
O programa nasceu da união entre Ricardo Chantilly, empresário do show business, responsável pelas carreiras de nomes como Jota Quest, O Rappa, Onze:20, Gaby Amarantos e de José Junior, fundador do AfroReggae e atualmente CEO da AfroReggae Audiovisual.


MaisRecentes

Em partida de despedida, Zigueira jogará contra time liderado por Patife na Game XP



Continue Lendo

Live Arena e Energia 97 promovem desafio inédito de cosplay na Anime Friends 2019



Continue Lendo

Rápida adaptação, mentalidades diferentes e maracujá: Conheçam os gringos do Vivo Keyd



Continue Lendo