O que a FPF regulou, Patón não resolve



No embalo do início promissor de Lucas Fernandes no profissional do São Paulo, a torcida tem usado as cada vez mais barulhentas redes sociais para clamar por mais jovens no elenco. O lateral-esquerdo Inácio, o volante Banguelê e o atacante David Neres têm sido os nomes mais gritados em post, tuítes e comentários na rede.

Junta-se a isso a birra contra medalhões do plantel, e Edgardo Bauza passou a ouvir reclamações por supostamente não valorizar a base são-paulina. Acima de tudo, a acusação contra Patón não condiz com a realidade de quem não hesitou em subir Lucas Fernandes e ainda inscrevê-lo na Copa Libertadores da América.

O protesto dos tricolores contra a falta de espaço aos garotos deve ser direcionado a outras duas frentes. Primeiro, à Federação Paulista de Futebol, que impõe a um torneio enfraquecido, longo e esvaziado um bisonho limite de 28 atletas inscritos. Depois, aos dirigentes do próprio São Paulo, que compactuaram com o regulamento.

Há alguns anos, era comum ver o então presidente Juvenal Juvênio, morto em 2015, assustar a cartolagem da FPF com ameaças de usar o Campeonato Paulista para dar rodagem a garotos revelados em Cotia. Os são-paulinos não só nunca concretizaram as promessas, como baixaram o tom e aceitaram o limite de inscritos, tão prejudicial aos já afetados clubes paulistas.

Luiz Araújo se destacou na Libertadores Sub-20, mas precisou ser emprestado para não ficar parado (Foto: Divulgação)

Luiz Araújo se destacou na Libertadores Sub-20, mas precisou ser emprestado para não ficar parado (Foto: Divulgação)

O bagunçado calendário do estadual obriga os técnicos a forçarem atletas desgastados em semanas com decisões pela Libertadores ou pela Copa do Brasil. Não há como recorrer à base, nem mesmo a talentos que tenham surgido na Copa São Paulo, organizada, e desvalorizada desta forma, pela própria FPF.

E o problema vai além. A frustração não é destinada apenas Banguelê, Inácio ou David Neres, que podiam despontar diante da má fase são-paulina em 2016. Há no elenco profissional quem esteja obrigado a apenas treinar por até quatro meses devido à infame lista de 28 atletas no Paulistão.

Assim, o lateral-esquerdo Matheus Reis deixou as esperanças criadas com a ascensão sob o comando de Juan Carlos Osorio guardadas em 2015. O zagueiro Luiz Eduardo não teve a sorte de Caramelo para poder voltar a ser observado no Tricolor, muito menos o garoto Militão, o mais jovem do elenco, pôde ser testado para valer.

O São Paulo pode até ser um exemplo de valorização das categorias de base, mas não cumprirá sua missão totalmente se seguir compactuando com os regulamentos bizarros da FPF. É preciso combater, lutar pelos direitos de um clube de cofres vazios e sedento por reformulação.



  • Rodrigo Fernandes

    Emprestasse para outros times. Tem que jogar.

  • Neus Ghutk

    TODOS O JOGADORES REVELADOS NO SPFW DEVERIAM SAIR NA ”’PLAYBOY”.

    SPFW É A VERGONHA DO FUTEBOL BRASILEIRO !! SEM CARISMA !! SEM VISIBILIDADE!!
    VIVE DE ALUGAR O ”CORPO” P/ SHOWS E ALICIAMENTO DE JOGADORES NOVOS P/ VENDER.
    TEM 2.970 TORCEDORES DE VERDADE (CERVOS SALTITANTES) E 14.4 AUDIENCAI NA TV.
    ””??????” DE QUE ADIANTA TER 3 LIBERTADORES? 6 BRASILEIROS ? E NINGUEM Ô VÊ ??

    • fabio skywalker

      quanta asneiras meu deus!!

      • Faz de conta que não viu. Assim ele perde a graça de falar abobrinhas!!!

        • Sem noção

          Esse mala deve ser viado… e além de tudo desconhece regras de digitação..

          • Zartann Almeida

            O cara é doente!!!

          • Neus Ghutk

            A VERDADE PERTURBA O ZARTANN ALMEIDA.

          • Neus Ghutk

            1WP047//VT3 ´3 /( 3/VT3/VD34

    • Pedro Augusto

      Falou muita besteira sua Anta! deve ser palmeirense revoltado…kkkk
      O Palmeiras não tem sorte com bebidas…perdeu para o Red Bull, apanhou do Água Santa, e sonha que 51 é Mundial !!

      • Orley Batista

        Kkkkkkkk

    • Nostradamus

      COMO PODE UM TIME QUE SE INTITULA GRANDE E PRECISA DE AJUDA DE ARBITRAGEM… VAMOS LÁ:

      Favorecimento de Arbitragem Brasileira Pró-Kúrintia Ano 2016

      25/01/16 – Final Copa São Paulo de Jr. Kúrintia 2×2 Flamengo -> Roubaram o Flamengo num lance de escanteio que originou o gol. O Bom que no Final a justiça Foi Feita nos Pênaltis.

      11/02/16 – Paulistão Kúrintia 2×1 Capivariano -> Roubaram o Capivariano num pênalti não marcado pela Arbitragem Brasileira, Juiz marcou fora da área.

      21/02/16 – Paulistão Ferroviária 2×2 Kúrintia -> O Árbitro marca um pênalti mequetrefe a favor do kúrintia. A Bola bate no peito e depois no braço do zagueiro da Ferroviária.

      24/02/16 – Paulistão São Bento 1×1 Kúrintia -> Árbitro não marca falta de Guilherme no zagueiro do São Bento, aonde originou o gol de empate do kúrintia.

      23/03/16 – Paulistão São Bernardo 0x3 Kúrintia -> O Jogo estava 0x0 até o árbitro expulsar um jogador do São Bernardo aos 39 minutos do primeiro tempo. Facilitando assim a vitória do kúrintia no Segundo Tempo.

      XX/XX/16 – E VEM MAIS PORAÍ, NÃO É TRAVEKO H0M0SSEXUAL???… VERGONHAAAAAA!!!

  • Pedro Augusto

    Não venham com bla,bla,bla…se subirem os garotos para o profissional, não tem como a FPF se meter na escalação do time, bando de incompetentes, isso sim!

    • Orley Batista

      Pode até subir a garotada mas vai ter que deixar jogadores que ganham uma fortuna desvalorizando no banco ou até sem inscrições!!!

  • Orley Batista

    É difícil de ver isso no lance mas a matéria ficou Boa!!!
    Na verdade os clubes deveriam se unir para assim valorizarem seus elencos e baterem de frente com essas federações que só estão preocupadas com o próprio lucro!!!

  • Rodrigo

    Fala sério… Qual a importância do Paulista?
    S grana é pouca o torneio é chato e quem ganha não ganha nada de mais além de uma prospecção melhor para o Brasileiro…
    Se não fosse o problema de dar ritmo de jogo aos outros poderíamos tranquilamente usar só a base.

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo