Rodízio é um princípio de jogo e de vida



Quando se apresentou ao São Paulo em 1 de junho, Juan Carlos Osorio despejou suas teses e conhecimentos sobre o futebol e a humanidade. A filosofia que mais chamou atenção foi a usada para justificar o gosto pelo rodízio de jogadores em seus times: “Rodízio não é um princípio só de jogo, mas também um princípio de vida”.

Na os 4 a 0 sobre o Vasco, o colombiano experimentou e saboreou o sucesso de sua metodologia. Poupou Luis Fabiano e, surpreendentemente, escalou Centurión como referência no ataque. O bom desempenho do argentino também foi surpresa, com muita luta para atrapalhar a saída de bola carioca no Mané Garrincha.

A presença de Centurión ainda permitiu uma rotatividade do setor ofensivo, com Alexandre Pato e Michel Bastos alternando as pontas. Até mesmo Paulo Henrique Ganso, ainda discreto, conseguiu entrar na intensa troca de posições e ficou menos sobrecarregado com Wesley e Rodrigo Caio presentes.

A dupla, outra aposta do rodízio de Osorio, deixou a transição da defesa para o ataque mais veloz, corrigindo o principal defeito são-paulino no ano. Os dois revezaram na proteção à área, roubaram muitas bolas e incrementaram a qualidade na saída de bola do time.

A única ressalva do confronto, mais uma vez, foi a quantidade de sustos no setor defensivo. As chances claríssimas desperdiçadas pelo Vasco, todas quando a vantagem no placar já era larga, evidenciaram a dificuldade dos atletas mais ofensivos em recompor as linhas.

Outro problema é a falta de entrosamento na execução de linhas de impedimento. Houve erros com Lucão e Matheus Reis. O lateral-esquerdo, porém, merece elogio pela disposição e capacidade técnica em seu segundo jogo como profissional ao substituir Reinaldo. Osorio se preocupou em dar rodagem a ele e Boschilia (e seu gol de sorte)..



  • Raposa

    Gabriel Boschilia já não é novidade. Tem boa técnica e se movimenta muito bem. Esse garoto Matheus Reis, promete. Boas jogadas e bom passe. Falta mesmo alguma “rodagem”, mas isso é questão de oportunidades. Com cuidados e critérios, tudo se acerta.

  • Fernandao 9

    Tem que firmar a zaga, coordenar os volantes que sobem, Toloi e Lucao tem que coordenar a linha de impedimento e cair mais pelo meio, que foi onde quase sairam os gols, de resto é garimpar a faixa, rumo ao Hepta!

  • ERK

    O que resta ao Tricolor é exatamente isso, dar a oportunidade para esses jovens que estão no começo da carreira. São bons jogadores e com o tempo vão crescer dentro do time, bom pra eles, bom pro São Paulo.

  • João Pereira

    Caro blogueiro:
    A torcida, especialmente a do SPFC, é imediatista. Querem as coisas para ontem e isso não é possível. Temos que dar um tempo para que o time entenda a nova metodologia de trabalho, que o treinador conheça os jogadores em que pode confiar e para que a soma disto gere os resultados positivos. Se não esperarmos as coisas se encaixarem, vamos ficar sempre na espera “mestre” Muricy (aquele do bracinho, quem tem a cara, o DNA, a alma e o espírito do SPFC) para vir salvar o time e clube e 18 milhões de apaixonados… Isso é bem poético, mas é passado. Isso já era. É o mesmo que pedir a volta do Minelli esperando que ele seja aquele treinador de 1973 a 1977. O homem hoje tem 90 anos… Quem vive de passado são apenas 3 entidades: 1) museus, poe motivos óbvios; 2) parte de nossa torcida, que desde 2005 ainda não acordou para a vida e 3) a nossa diretoria, que faz as coisas por impulso (e aí mora e vive o perigo).

  • Concordo com o comentário da Raposa,quanto ao Matheus Reis e colocar para jogar e não esperar mais nada é um ótimo lateral,só espero que os outros jogadores da base não sejam esquecidos ex: Evandro,João Paulo,João Schimit e outros.

  • Danillo

    Na boa… Não quero ser pessimista mas achei meio que mentirosa essa vitória… Defesa totalmente vulnerável.
    Foi mais por desmerito do Vasco, do que mérito do SPFC…
    Time sem alma sem vontade de vencer….
    Vai todo mundo pro ataque e ninguém volta….
    Michel bastos está se achando muito…. Humildade é o caminho pra esse time… E ressaltar a garra e dedicação do Centurion….

  • Simões

    Boa vitoria em momento importante, mas ainda não estou totalmente convencido, é preciso mais tempo e mais rodizios com as entradas dos dois Joões o Schimdt e o Paulo e outros garotos. Já o Centurion aproveitou muito bem a chance de começar como titular e deu uma canseira na defesa do Vasco.Precisa aprimorar a zaga que está muito desatenta, e como o Rogério errou reposição de bola ontem, mas tem crédito.

  • Ronaldo Ribeiro da Silva

    Sinceramente achei um jogo regular do Spfc, pois a zaga não inspira confiança e o ataque um pouco atrapalhado. Gostaria que o técnico colocasse o Michel Bastos e o Ganso no banco e desse oportunidade para o Auro na lateral o Thiago Mendes no meio e o Rodrigo Caio na defesa.

  • Pedro

    O time jogou bem, Alexandre Pato jogou muito, mas o Centurion apoio bastante, participou dos 3 gols meio que de forma indireta.

    O primeiro ele brigou e conseguiu roubar dos dois zagueiros e rolar para o companheiro apenas empurrar para o gol.

    No segundo partiu para cima,driblou e chutou, pena que o goleiro fez boa defesa, mas por competência a bola sobrou para Wesley e este fez aquilo que se espera em um bom ataque.

    E no terceiro Centurion novamente chutou mas foi um chute bem violento e meio que sem mira, o goleiro novamente defendeu mais porque a bola explodiu encima dele do que por qualquer outra coisa e dessa vez foi Boschilia que acompanhou.

    Teve o pênalti em Pato que erroneamente não foi marcado

    O apagão ao meu ver foi devido as mexidas e falta de entrosamento. (Tirou o Ganso , peça fundamental na troca de passes e tirou o Reinaldo , não que esse ultimo seja grande coisa, longe disso, mas parecia estar entrosado com o time e sem inventar ele não fede nem cheira no time.

    Matheus me pareceu bem mais técnico,muito melhor que o Reinaldo que para mim é um jogador extremamente limitado e que esta no time apenas porque o São Paulo em sí era tecnicamente muito fraco, nesse novo time ele não cabe.

    E o Rodrigo Caio é um excelente jogador, roubou muitas bolas.
    Gosto muito do Edson Silva, simples e firme na marcação, não inventa e é seguro.

    Trocaria o Reinaldo facilmente pelo Matheus, não confio no Toloí. (Lucão é bom de bola, mas ainda me parece muito afobado).

    Uma coisa que precisa ser corrigido urgentemente é mania do Rogério Ceni lançar a bola. Quase sempre essa bola lançada acaba entrando em disputa e muitas vezes nessa disputa o adversário fica com a bola.

    Nesse jogo em especial errou quatro vezes, fazendo com que o time tivesse que pererecar para arrumar sua cagada.

  • Pedro

    Mais uma correção e mais uma mania do Ceni, não sair nas bolas nos escanteios.
    Osório deveria pegar no pé do Ceni nesses dois pontos, embora tenha visto o Rogério se antecipar ao adversários várias vezes é preciso sair do gol nos escanteios.

    Se fosse Osório trabalharia esse dois pontos com o goleiro, sair nos escanteios e o outro fundamento seria a saída de bola tocando.(também implicaria o rodízio entre o Ceni e o Renam Ribeiro).

  • Pedro

    Também treinaria marcação sobre pressão na saída de bola, embora a filosofia de defesa dele seja não levar sufoco. Quando o time sofre apagão a qualidade de saída da bola fica muito ruim.(Os jogadores tem que fazer marcação sobre pressão , mas também devem estar preparados para sofrer esse tipo de marcação).

    Em um treino reduzido de marcação sobre pressão.

    São 5 pontos:
    1ª marcação sobre pressão na saída de bola e a saída em sí.(Treinamentos para os zagueiros se virarem ao levarem pressão do adversário)

    2ª Escanteio , treinamento separado, para os goleiros saírem nas bolas e para os zagueiros tirarem as bolas e depois um treinamento com todos juntos.

    3ª Treinamento de roubada de bola no meio de campo e contra-ataque.(realização de triangulações e lançamentos)

    4ª Treinamento de finalização, estilo limpou e chutou.

    5ª Treinamento de faltas. (Repetição e mais repetição).

  • Vocês tem inveja do Santos,que humilhou vocês 4 paulistões seguidos,são freguês do Santos do magrão,o nosso rato magricela Geuvânio Bolt ! Santos tri !

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo