Em teste de luxo, Muricy afunila a disputa para o Majestoso e deve apostar em reforços



Rogério Ceni, Bruno, Rafael Toloi, Dória e Reinaldo; Denilson, Souza, Ganso, Michel Bastos e Centurión; Luis Fabiano. Ao que tudo indica é esse o time que Muricy Ramalho deverá utilizar na próxima quarta-feira, na estreia na Libertadores, contra o Corinthians, na Arena. Ou pelo menos é o que tem na cabeça pelo que se desenhou no clássico ontem.

A começar pela entrada do garoto Ewandro, de 18 anos. A surpresa de Muricy deixa evidente que o técnico não pretende formar o ataque com Alan Kardec e Luis Fabiano. Sem Pato, que não terá condições de atuar por estar emprestado pelo rival, Ewandro é o que mais se assemelha ao estilo de jogo do meia-atacante argentino recém-contratado.

Desta forma, com Michel aberto pela direita, Ganso centralizado e Ewandro (Centurión), mais Luis enfiado, o Tricolor dominou a primeira parte do jogo e mostrou que está criando corpo, tendo a cara que o comandante admitiu ainda procurar. Mas só baseado nesta parte do jogo.

Preocupante a defesa, razão pela qual Muricy deve “apressar” também a estreia de Dória. O lado esquerdo acumulou sustos.

Em que pese ainda mais a pouca disposição no segundo tempo, fica evidente que, além de corrigir as falhas, o Tricolor precisa de mais intensidade, agredir mais. A velocidade e ousadia do hermano pode ser uma boa aposta. Pode?

No sábado, o último teste contra o Bragantino. Dória e Centurión devem estrear. Passa por mais esse teste o futuro no Majestoso.



MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo