Tietagem e profecia de taxista em Florianópolis



Assim que a delegação do São Paulo pisou no gramado da Ressacada, estádio do Avaí em Florianópolis, diversos jogadores das categorias de base do clube catarinense se acomodaram nas arquibancadas.

A animação era nítida. Os jovens, empolgados, tentavam identificar cada ídolo tricolor em campo. Kaká e Rogério Ceni foram os que provocaram maior frissom entre os garotos.

– Caraca, o Rogério Ceni é um mito mesmo – comentou.

A ausência de PH Ganso e Alexandre Pato, suspensos para o jogo com o Figueirense assim como Alvaro Pereira, também foi comentada. Um dos meninos reclamou:

– Se o Pato estivesse aqui eu ia me apresentar pra ele – brincou.

Garotos da base do Avaí correram para assistir ao treino do São Paulo na última sexta

Garotos da base do Avaí correram para assistir ao treino do São Paulo na última sexta

Se os avaianos se mostraram deslumbrados com a presença do São Paulo, a torcida do Figueirense não apresentou a mesma recptividade em Florianópolis.

A vitória do Criciúma sobre o Tricolor por 2 a 1 na última quinta-feira deixou os alvinegros animados para o confronto de amanhã contra os paulistas pela 18 rodada do Campeonato Brasileiro.

Na chegada à capital catarinense, a reportagem consultou um taxista sobre a distância entre o terminal rodoviário e o estádio Orlando Scarpelli. A resposta veio acompanhada de previsçao otimista.

– Vou te ajudar. É perto, fácil de chegar, no máximo uns dez minutos daqui da rodoviária. E já deixa a matéria pronta, porque vai ser 2 a 0 para o Figueirense – profetizou.

 



MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo