O esqueme é do craque



e o time do São Paulo voltou da parada da Copa do Mundo em uma versão 2.0 para enfrentar Bahia e Chapecoense, o “software” usado por Muricy Ramalho parece ter sido atualizado para enfrentar o Goiás.

No treino de ontem no CT da Barra Funda, o comandante repetiu estratégias reproduzidas pelo LANCE! às vésperas da vitória sobre o Bahia e, principalmente, se concentrou para reparar os erros apresentados contra a Chape.

A grande novidade, obviamente, foi a entrada de Kaká. O craque foi escalado na vaga no jogo-treino contra o time sub-17 de Osvaldo e recebeu a missão de ocupar o lado esquerdo do campo ofensivo.

Como Alan Kardec definiria momentos depois em entrevista coletiva, o novo esquema girou em torno do camisa 8. Se Kaká recuava e centralizava, Ganso buscava aproximação e Ademilson se apresentava na grande área.

Se o meia buscava jogadas na ponta, Ganso comandava as ações no meio e Ademilson abria na direita com o dever de recompor a defesa. Em muitos momentos, até Alan Kardec voltou mais para ajudar a defesa do que o próprio Kaká.

O esquema foi criado para o craque. E o craque não decepcionou. Mais experiente, alternou jogadas de velocidade e arranque, com direito a “canetas” e bons dribles, com lances de cadência.

A presença de Kaká deixou Ganso livre até para entrar na área e fazer bonito gol por cobertura que inaugurou a vitória sobre o sub-17. Os jovens, talvez deslumbrados com Kaká, pouco incomodaram a nova defesa de Muricy.

Sem Maicon e com Rodrigo Caio de volante, o time ganhou na marcação e agilidade, mas perdeu na qualidade dos passes. Souza prefere carregar a bola do que passar, como fazia Maicon até sábado.

O grande mistério fica sobre Rafael Toloi. Em treinos anteriores, o beque parecia pesado, mas foi pouco testado no jogo-treino de ontem. Na comissão técnica, porém, o discurso é de confiança por uma boa atuação do zagueiro.



  • Paulo

    Só uma perguntinha…….
    O jogo em que o Kaky vai estrear é tambem de R$ 10,00???
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo