Sem desespero, mas com sinal de alerta



Os 43 mil tocedores que lotaram o Morumbi querendo ver um show do São Paulo no último sábado acabaram surpreendidos por uma atuação exemplar da Chapecoense. Se a proposta de jogo do Tricolor era trabalhar a bola no meio, com velocidade e qualidade no passe, a da Chape era quebrar as jogadas e fechar as laterais.

E o São Paulo de Muricy Ramalho tem dificuldades para encarar retrancas. O Penapolense do Paulistão deu o recado, apesar de muita coisa ter mudado e melhorado. Osvaldo e Ademilson não se destacaram e Ganso foi pra lá de discreto. Alan Kardec, por outro lado, fez o que deu. Móvel e bem posicionado, pressionou a saída de bola dos catarinenses e perdeu a melhor chance são-paulina.

O problema é que o time não teve paciência para manter o estilo de toque de bola que gerou comparações com a tetracampeã mundial Alemanha. Depois de sofrer o gol de Ricardo Conceição, graças a buraco na defesa, o Tricolor foi para cima sem critério, com base na correria. Tudo errado! A partida era quase um jogo de xadrez, em que é necessário raciocinar e insistir.

As ligações diretas e bolas alçadas na área não fazem mais parte do estilo de jogo do São Paulo, que se propôs durante a pausa da Copa do Mundo a ser um time de variações táticas interessantes e inteligência na troca de passes. Já a Chapecoense jogou por uma bola. E conseguiu…

O São Paulo não deixou de ser favorito ao título do Brasileirão por perder em casa para a Chapecoense. Longe disso! Mas perder pontos nesse tipo de jogo faz falta, não dá para negar. Se é para reformular a proposta de jogo, que haja mais paciência.

O texto é de Gabriel Carneiro.



  • Mario Antonio Milare

    Muricy, já mostrou que não tem competência para dirigir um time igual ao São Paulo, ele é muito burro e teimoso.
    Insiste com jogadores limitados; embora ele também limitado tecnicamente, poucas variações.
    A diretoria precisa rever tudo isto inclusive o plantel, está na hora da faxina, chega de come e dorme….

  • LUIZ

    Tudo bem, só tem uma coisa: Se o nosso felipão/mano menezes, continuar teimando com Rodrigo Caio na zaga, Maicon e Admilson em qualquer posição, não chegaremos a lugar algum. Sinceramente, se eu fosse o Pato e um treinador me deixasse como reserva do Admilson, eu preferiria encerrar a carreira.

  • SBRUE

    o são Paulo , tem que perder a soberba , perderam o jogo porque menosprezaram a CHAPECOENCE E LEVARAM UMA CHAPECADA , aliás o time do são Paulo , é acima da média.

    VERGONHOSO ! VAI GANHAR EXPERIÊNCIA , já levaram goleada de 5 x 2 do Fluminense , por se acharem acima da média , Pato, Kaká (fim de carreira) , Ganso , Rogério Frango Ceni, Fabuloso Depto Médico, Muricy preocupado com os roedores , GRANDE SÃO PAULO DO JEITO QUE ESTÁ ESTA´ÓTIMO.

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo