Problema de Pato, a princípio, não é de ambiente



Quem conviveu com Alexandre Pato no Corinthians notou a relação fria e distante do atacante no Parque São Jorge. No São Paulo, no entanto, esse não parece ser um problema.

Pato, antes da chegada de Kaká, se acostumou a andar com os jogadores mais jovens do elenco. O atleta mais próximo a ele, porém, parece ser o volante Hudson.

Nos Estados Unidos, por exemplo, dificilmente um era visto sem a companhia do outro no resort. Desde que Kaká retornou ao clube, Pato ganhou mais um companheiro  próximo.

Em processo de recuperação física, Kaká fica mais tempo no gramado do CT. Mesmo liberado, Pato não abandona o companheiro. Nos treinos, é possível ouvir palavras de incentivo de Kaká a Pato até mesmo quando os dois são adversários.



MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo