Relembre quem sucedeu e antecedeu Muricy



Muricy Ramalho ouviu do presidente Carlos Miguel Aidar que terá tranquilidade e sequência no cargo. Do vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro, que tomará todas as decisões no departamento.

Em 2009, foi demitido por Juvenal Juvêncio por estar desgastado e o clube nunca mais conseguiu segurar tanto um treinador. Relembre as tentativas do Tricolor.

Ricardo Gomes
Anunciado logo após a demissão de Muricy, esteve perto do tetra consecutivo no Brasileiro de 2009 e da final da Libertadores de 2010. Foram 73 jogos em um ano e dois meses no cargo.

Sergio Baresi
Respaldado por título na Copa São Paulo, comandou o time profissional 14 vezes no segundo semestre de 2010.

Paulo Cesar Carpegiani
Agradou a torcida inicialmente com futebol ofensivo, mas perdeu comando após atrito com Rivaldo e goleada para o Corinthians em 2011. Fez 46 jogos.

Adilson Baptista
Foram 22 partidas no comando do Tricolor, com a demissão sacramentada após derrota por 3 a 0 para o Atlético-GO no Brasileirão de 2011.

Emerson Leão
Em 44 jogos, sofreu com eliminações no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil, ambas em semifinais, em 2012.

Ney Franco
Teve início promissor em 2012 e conquistou a inédita Copa Sul-Americana. Na temporada seguinte, se envolveu em atrito com Rogério Ceni e foi demitido com 79 partidas.

Paulo Autuori
Campeão da Libertadores e do Mundial em 2005, teve retorno melancólico com apenas três vitórias em 17 confrontos.



  • olha não sei o que acontece com esses jogadores do tricolor, desde os tempos do mestre telê santana que o são paulo nunca mais foi o mesmo nunca mais mesmo,enquanto ele não tiver um cara de respeito no comando do meio campo igual no passado tipo Raí já mais o são paulo vai ter sucesso igual os anos 80/90,s mesmo com o comando do muricy. sem mais!

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo