Na Seleção, Ganso teria de jogar perto dos atacantes



Por Rodrigo Cerqueira, editor de Futebol Internacional do L!

No esquema de jogo adotado por Felipão na Copa das Confederações, Oscar até que se posicionou como um camisa 10 (sem, de fato, utilizar a camisa). Mas o time adotou mesmo esquema com jogadas abertas pelos lados do campo, com Neymar, Hulk e o próprio Oscar alternando a movimentação.

Além da chegada dos laterais Marcelo e Daniel Alves. Nos últimos testes, Ramires ganhou força. Hulk, com isso, seria sacado da equipe e o volante/meia do Chelsea faria a composição do meio de campo, com Neymar e Fred mais avançados. Neste cenário, Ganso brigaria por vaga com o próprio Ramires/Hulk e Oscar. Com três atacantes, dificilmente ele joga.

Felipão precisa de homens no meio que encostem nos atacantes e apertem na marcação. Porém, sem o terceiro homem de frente, Paulo Henrique Ganso poderia jogar encostando nos atacantes, organizando o jogo da Seleção Brasileira. A presença do meia são-paulino seria útil nesse esquema se tiver uma oportunidade.



MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo