Vitórias da alegria e muito trabalho ainda para fazer



A primeira semana de Muricy Ramalho em seu retorno ao São Paulo não poderia ser melhor. Simples: sem blablablá de futebol bonito, padrão tático ou qualquer outro aspecto, a equipe precisava mesmo era vencer. Venceu Ponte Preta e, neste domingo, o Vasco. Não importa como, venceu.

As duas vitórias são fundamentais para remediar o maior problema da equipe desde que Paulo Autuori assumiu: o psicológico. Em São Januário, viu-se um time mais confiante e a tendência até o próximo jogo é uma melhora neste aspecto. É uma questão gradativa e o impacto da chegada do técnico, abraçado com a torcida, já foi importante. Mas nem tudo são flores.

Muricy já havia atentado para as deficiências do time após a sua reestreia e os problemas voltaram a acontecer em São Januário. A equipe finalizou menos, normal fora de casa, mas pecou sobretudo no setor defensivo. A limitada equipe do Vasco teve muito espaço.

Muricy abandonou a variação 4-4-2/3-5-2 utilizada contra a Ponte Preta e utilizou a primeira opção desde o início. Medida inteligente para inibir os três atacantes do Vasco, mas os espaços dados por Reinaldo a Willie e, principalmente, Paulo Miranda a Marlone foram preocupantes. Muito sustos. Desnecessários.

Mas, como já disse, não é o mais importante agora. Quarta-feira, contra o Atlético-MG, a equipe terá um teste excelente para consolidar a ascensão. Muricy ainda terá muito trabalho pela frente, para corrigir posicionamento e dar mais consistência a um time que começa a sair do buraco. Denilson estará de volta e vai aumentar as opções do treinador, que começa a achar um time.

Além do resultado, muito bom o aproveitamento da dupla Maicon-Ganso no meio. De se comemorar. Sem exageros.



  • bom aos pouco vamos sair dessa.

  • michell

    o jason voltouuuu

  • gleydson

    com isso da pra ver o poblema era aquele volante pessimo do wellinton o cara nao rouba uma bola so arma jogadas perigosas contra o time

  • Luiz Humberto

    SE TU TENS AQUELE AMIGO CÚr11nt23ÁNUS QUE ESTÁ TE DEVENDO UMA GRANA E SUMIU DA ÁREA, SÓ PRA NÃO TE PAGAR, SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!! BASTA GRITAR: MEU TIME É TETRA CAMPEÃO MUNDIAL!!!
    AGUARDE 2 MINUTOS, ELE PODE ESTAR ATÉ DEBAIXO DA TERRA, QUE MESMO ASSIM VAI APARECER RAPIDINHO SÓ PRA DIZER:
    MENTIRA, LIGA NA FIFA!

  • esta acontecendo quem achava que o meu tricolor ia cair, se cuida porque com 17 rodadas , 51 pontos em disputa, com o nosso time tudo pode acontecer, e o velho muricy chegou, chegou para sacudir, e arrebentar, vamos para a sulamericana , e quem sabe libertadores com a mediocridade desse gambas da vida, bacalhaus, peixe frito, quem viver vera. nao se brinca com um time que ‘e por fato e direito 6 vezes campeao do brasil sem precisar de ajuda, para unir titulos de 1900, e 3 vezes fomos passear em toquio e trouvemos 3 trofeuzinhos que causam INVEJA, MUITA INVEJA. HELDER. SAI DA FRENTE QUE MEU TICOLOR VOLTOU….PROXIMA VITIMA A MINERADA…VAI ENTRAR NO PAU ‘E AMANHA.

  • SÓCRATES CACHAÇA

    CRAQUE NETO, UM NA BOCA DOIS NO RETO, UM É MEU OUTRO DO BETO.

  • tricolor

    Faltam seis vitórias e três empates, para sair da zona do rebaixamento.

  • Luiz Humberto

    ESTE É CONTROL C + CONTROL V

    E A ROUBALHEIRA NÃO PARA!!!!

    O Ministério Público Federal – MPF – requisitou nesta terça-feira junto à Arena Itaquera S/A, empresa responsável pelo estádio do Corinthians e ao Banco Nacional de Desenvolvimento – BNDES – o fim do sigilo bancário da Arena Itaquera S/A. O pedido foi feito depois de a Caixa Econômica Federal se negar a dar informações sobre o financiamento da obra.

    Depois de ter problemas para apresentar garantias e receber por meio do Banco do Brasil R$ 400 milhões em empréstimo do BNDES, Corinthians e Odebrecht, empreiteira que toca o projeto do estádio, anunciaram que chegaram a um acordo para obter a verba pela Caixa.

    Segundo o MPF, no entanto, a Caixa alega que não foi assinado nenhum contrato de operação de crédito para viabilizar o repasse do empréstimo do BNDES. O MPF também questiona essa informação.

    O MPF comunicou que “caso a Caixa e a Arena Itaquera S/A continuem se negando a prestar as informações, contrariando a ordem jurídica, o MPF adotará as providências judiciais e extrajudiciais cabíveis”, podendo entrar na Justiça Federal contra as duas empresas.

    Além dos R$ 400 milhões do BNDES, Corinthians e Odebrecht contam com mais R$ 400 milhões em Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento, espécie de títulos de isenção da prefeitura de São Paulo, para financiar o estádio.

  • BISCATAIADA REUNIDAS…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Luiz Humberto disse:
    16 de agosto de 2013 às 22:30
    QUE BELA COINCIDÊNCIA! ELOIZA MARIA ISABEL CAMPOS DE SAMPAIO, VEREMOS:
    1-ELOIZA, NOME DA MINHA VÓ MATERNA.
    2-MARIA, NOME DA MINHA AVÓ PATERNA.
    3-ISABEL, NOME DA MINHA ESPOSA.
    4-CAMPOS, MEU SOBRENOME.

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo