Entrega deve ser a mesma. Aguenta?



O São Paulo não poderia perder o jogo para o Botafogo no Maracanã e conseguiu cumprir a tarefa. Com vários problemas ofensivos para montar a equipe, sair do Rio de Janeiro com um ponto era bom negócio para o Tricolor. Apesar do desgaste físico, a maratona que começou neste domingo pode, enfim, tirar o time de Paulo Autuori da degola.

É possível vencer Náutico e Criciúma, dois concorrentes na luta contra o rebaixamento, se a equipe repetir a entrega que apresentou contra o time carioca fora de casa.

Autuori colocou Paulo Henrique Ganso como um falso atacante quando o time não tinha a bola e o camisa 8 foi bem. Apertou a saída de bola do rival e contribuiu com desarmes. Pelos lados, Osvaldo e, principalmente, Lucas Evangelista ajudaram na marcação. Se por um lado o Tricolor não teve um homem de referência, por outro marcou muito desde o setor ofensivo.

Com a bola, Ganso chamou o jogo e Jadson outra vez esteve apagado. Para piorar, levou amarelo e será desfalque ante o Timbu. Osvaldo, outro que está longe de repetir as boas atuações de outrora também saiu. Welliton e Negueba fizeram as estreias e o primeiro perdeu chance incrível após receber passe primoroso do lateral Reinaldo.

Na defesa, Antônio Carlos repetiu o desempenho contra o Flu e foi o melhor do setor. Salvou duas bolas fundamentais. Rodrigo Caio errou quando exagerou na firula.

A semana desgastante começa de maneira positiva e mostra que é possível vencer os dois próximos duelos. A grande questão é saber se a parte física irá suportar.



MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo