Quando só um Mito pode fazer diferença



*Coluna escrita pelo editor Thiago Salata, na página 3 da edição do LANCE! São Paulo deste sábado (4 de agosto).

Rogério Ceni é o maior ídolo da história do São Paulo (Crédito: Ari Ferreira)

Os são-paulinos o amam. Os torcedores rivais, em sua grande maioria, o odeiam (e o odiado deve amar isso). Goste você, ou não. Ame, ou odeie. Rogério Ceni não está na lista dos comuns. E deve ser (muito) respeitado, sempre.

Aos 39 anos (faz 40, em janeiro), é difícil saber até quando o corpo irá corresponder à exigência do futebol e à cobrança pessoal do próprio goleiro. Por razões óbvias, Ceni não é o mais o mesmo. Mas continua sendo o Mito que os tricolores tanto amam.

É um baita vencedor. Um atleta que não aceita ver o clube que ama passando vergonha, como aconteceu nos primeiros sete meses de 2012 e tem acontecido com frequência nos últimos quase quatro anos. Um atleta que falou com o coração para cobrar uma reação em seu retorno.

Foi de arrepiar as imagens divulgadas pelo São Paulo, no vestiário do Morumbi, antes da goleada por 4 a 1 sobre o Flamengo. “Precisa de espírito, vontade de ganhar a porra do jogo. Eu com 40 anos quero ganhar, você tem de ganhar também”, bateu no peito o são-paulino, aos jogadores.

Ceni não precisa mais de títulos. Ceni não precisa mais de gols. Mas quem é vencedor não aceita perder. Não aceita, pior do que isso, falta de vontade dentro de campo.

A vulnerável defesa tricolor sabia, nos últimos dois jogos, que estava “supervisionada” por um gigante. O retorno acordou muitos que estavam dormindo no clube.

O São Paulo, com Ceni, será campeão em 2012? Talvez não. Derrotas ainda virão, assim como o capitão, que não é mágico, pode falhar e ver o Tricolor ser batido.

Rogério não é campeão desde 2008. Isso incomoda um vencedor. Sozinho, ele não fará o Tricolor levantar outro troféu. Mas sozinho ele é capaz de devolver o respeito ao clube, fazer jogar quem pouco joga. E dar nova esperança ao torcedor.



  • paulo roberto

    ele simplismente e o CARA

  • Rogerio Borges

    O retorno do RC. já um titulo em 2012.

  • Paulo

    Rogeriiiiiooooo, o que dizer mais do que Rogerio, o Super Capitao Tricolor, Rogeriiiioooo Ceni.

  • Sandro Cabral

    Já ouvi e ainda ouço os mais velhos (eu tenho a idade de Cenni) dizerem como foi ter visto esse ou aquele craque jogar e os mais novos não viram, ex.: Adhemir da guia, Nilton Santos entre tantos outros, que naquela época não eram tão escassos como hoje em dia.
    Pois eu me orgulho de, em pleno século XXI ter o privilégio, não só de ver, mas de ter no meu time do coração, alguém cujo a história como atleta se assemelha as dos ídolos de quem só ouvi falar. Orgulho de ser contemporâneo de Cenni. Podem odiá-lo, é normal, os sãopaulinos o amam, pois em primeiro lugar ele tem a fantástica marca de mais de 1000 jogos com a camisa do clube e isso por si só já é histórico. Tem também todos os titulos que ganhou pelo Tricolor, títulos de expressão ! E para definí-lo realmente como diferenciado, os mais de cem gols.
    Quem fala mal do Rogério só pode falar por um motivo: inveja. Porque fora isso só resta a admiração e o respeito, que foi conquistado dentro de campo, como deve ser.
    Parabéns ao Rogério Cenni e obrigado por tantas alegrias !

  • Gomes

    Baita coluna. Falou tudo. Boa Sorte ao M1TO!!!

  • Leonardo

    Raul Plassmann disse em entrevista que o RC01 é a evolução do goleiro, trata-se de goleiro completo debaixo da baliza e, ainda, sabe sair jogando e bate falta.

    Eu acrecentaria que o RC é um cara que também acerta o posicionamento do time e, principalmente, da defesa, vibra com a equipe e é um líder em campo.

    Pena que a grande parte da nossa imprensa oba-oba não gosta dele, pois o RC não é desses caras mídia trainning com resposta padrão. Acho também o que pesa para a sua impopularidade na imprensa é o fato, principalmente, dele não jogar nos Alvinegros paulistas (um preferencia da velha guarda e outro da nova geração de jornalistas).

    Mas a nossa torcida sabe o quanto vale o maior jogador que já vestiu a camisa 1 do tricolor.

    Boa sorte RC.

    • Concordo com tudo o que foi dito e mais: Torcidas de outros times não gostam dele? Só da boca pra fora, pois todos os admiram e respeitam, assim como o Marcão aposentado.
      E o porque do não à seleção? Por que ele INCOMODA e não aceita tudo o que ocorre nos bastidores!

      Parabéns, Ceni.

  • Muniz (Ramon)

    Orgulho de ser São Paulino, vou ter orgulho de mostrar videos para o meu filho recem nascido do nosso M1TO. Depois dele numca mais terá um Goleiro no MUNDO que fará historia em um Clube como o nosso esta fazendo e tenho certeza que ele não vai para esse ano. Vamos ser Campeão e vamos ganhar a Libertadores ano que veem e Mundial, aí infelismente e Felismente ele vai parar, mas sempre vai ser O M1TO do MORUMBI.

    Nas arquibancadas sempre vamos ver Bandeiras do mestre TÊLE E DO M1TO RC.

    ORGULHO, SO NÓS TEMOS!

  • Amigos são paulinos; eu posso bater no peito e dizer que jogador/homem como o mito não aparece da noite pro dia.O que Ceni já fez pelo futebol (ENTENDA-SE SAO PAULO F.C) já o coloca na galeria dos maiores ídolos do futebol mundial.Eu vi jogar pelé, garrincha,etc. verdadeiros monstros sagrados do futebol,mas o que diferencia o ceni é o carisma,a energia positiva que ele passa para nós são paulinos e espero estar vivo para assistir a sua despedida do Soberano;pois para ser soberano ceni contribuiu com tudo de melhor que um homem futebolista poderia contribuir.Saudades antecipadas.

  • Luis Gustavo Valente

    como eu sempre disse; oq o ROGERIO CENI ganhou de titulos na carreira mtos times Grandes do Brasil não tem; axo q num existe palavra pra são paulino algum definir oq o ROGERIO CENI representa pra gente

  • Jonatas

    Olá Buno Quaresma…
    gostaria que fizesse uma campanha a favor do R.C (o mito),. É preciso lembrar os torcedores que esse pode ser o último ano, do maior ídolo do são paulo futebol clube. Independente da situação do time na tabela, nós (torcedores) deveríamos lotar todos os jogos, como se fosse uma final. Garanto que isso seria um grande desejo do NOSSO mito. Entoar nossos hinos até o apito final. Fazer que todos os times saibam que nossa casa é lugar sagrado. A casa do Maior Goleiro de todos os tempos. Mais triste do que ver o time jogar mal,, é saber que esse pode ser o último ano do R.C e faltar o apoio que ele merece. Vamos para o estádio para o R.C, vamos empurrar o time pelo Mito.

MaisRecentes

‘Hudson é um bad boy elegante’



Continue Lendo

Quando se faz jus ao termo trabalho



Continue Lendo

São Paulo e as expulsões a base de anti-inflamatório



Continue Lendo