Joias do River Plate terão espaço após lesão de Quintero - Toco y me voy

Joias do River Plate terão espaço após lesão de Quintero



O River Plate venceu o Independiente por 3 a 0 no Monumental, neste domingo, pela vigésima terceira rodada da Superliga Argentina. Além da hierarquia do time mandante, o jogo foi marcado pelas ótimas atuações das joias do clube e pela lesão do camisa 10, Juan Fernando Quintero.

Em um dos melhores momentos de sua carreira, Quintero sofreu a ruptura dos ligamentos no joelho esquerdo e ficará sem jogar por pelo menos seis meses. Após saída de Pity Martínez para o Atlanta (EUA), o meia se converteu na maior promessa da temporada e herdou a lendária camisa 10 do time millonário. Tudo indica que Quintero voltará a jogar oficialmente em outubro de 2019. Isso acontecerá desde que sua recuperação ocorra dentro do tempo normal.

Desta forma, o colombiano perderia o final da atual Superliga (que tem duas rodadas restantes), o início da Copa Argentina, a Recopa (marcada para 22 e 29 de maio) e, se a equipe de Marcelo Gallardo avançar na Copa Libertadores, “Juanfer” só poderá reaparecer nas semifinais. O jogador também ficará de fora da seleção colombiana na Copa América, que será disputada de 14 de junho à 7 de julho.

Em quase cinco anos de gestão, Marcelo Gallardo já demonstrou que o River Plate está acima de qualquer atleta, mas naturalmente e logicamente a hierarquia de seus jogadores dão entidade ao coletivo. Desta maneira, a lesão do camisa 10 é a maior preocupação da temporada. Os nomes que surgem para substituir o colombiano são Cristian Ferreira e Julián Alvarez.

Aos 19 anos, Cristian transita sua explosão na Primeira Divisão com importantes atuações e gols nos últimos jogos, incluindo a Copa Libertadores. Contra o Independiente teve atuação exemplar, tanto em ótima movimentação (que gerou chances ao River) quanto em cobranças de falta e escanteio. O jovem é visto como um ótimo substituto de Quintero, já que o talento em bolas paradas também pertence ao colombiano.

Devido às constantes mudanças que realiza Gallardo, existe a possibilidade de um atacante no lugar do camisa 10. Com Lucas Pratto, Borré, Suárez, Ignácio Scocco e a joia Julián Alvarez há variantes neste sentido. Com características de armadores, o elenco também conta com o uruguaio Nicolás de la Cruz e Ignacio Fernández.

Julián é outro jovem promissor no time do Monumental. O garoto disputou os minutos finais da final de Copa Libertadores no Santiago Bernabéu, contra o Boca Juniors. Neste domingo, na primeira chance que teve, girou e finalizou com classe abrindo o marcado para o time da casa. Ele entrou aos 12 minutos do segundo tempo, no lugar de Quintero que saiu lesionado, e apenas oitenta segundos depois marcou o seu primeiro gol na primeira divisão. O clássico também foi seu primeiro jogo em 2019 com a camisa do River, já que vem de disputar o Sul-Americano sub-20 com a seleção argentina.

Para Gallardo, Alvarez é uma das joias com maior projeção ao lado de Cristian Ferreira e Exequiel Palacios. Agora, o garoto viajará para a Espanha para alguns amistosos de preparação dos juniores para a Copa do Mundo da Polônia.

O River Plate entra em campo novamente no próximo sábado contra o Talleres, pela penúltima rodada da Superliga Argentina. O time de Gallardo lutará por mais três pontos para sacramentar a classificação à Copa Libertadores de 2020. No momento, os millonários se encontram na quarta posição com 42 pontos, cinco atrás do rival Boca Juniors, e precisam apenas de uma vitória para o feito. O time xeneize, assim como Racing e Defensa y Justicia já estão classificados para a máxima competição continental do ano que vem.

 



MaisRecentes

Messi tem retrospecto negativo contra o Brasil



Continue Lendo

O fim da peregrinação: San Lorenzo volta a Boedo



Continue Lendo

Maturana, o fantasma da Argentina contra a Venezuela



Continue Lendo
%d blogueiros gostam disto: