Erros de arbitragem têm pesos diferentes em rodadas diferentes



Na 7a rodada do Brasileiro o Corinthians enfrentou o Coritiba em Curitiba e deveria ter saído com a vitória por 1 a 0, não fosse um impedimento mal marcado em gol de Jô. A partida terminou 0 a 0 e o Timão somou um ponto quando deveria ter somado três. Antes do jogo, o time era líder com 19 pontos contra 18 do vice-líder Grêmio.

Na 17a rodada, o Corinthians enfrentou o Flamengo em Itaquera e poderia ter saído com a vitória se não tivesse um gol de Jô anulado em um impedimento muito mal marcado. A partida terminou 1 a 1 e, antes de aquela rodada começar, o time já tinha uma liderança bem folgada no Brasileiro: 41 pontos contra 33 do Grêmio, vice-líder.

Na 24a rodada o Corinthians venceu o Vasco por 1 a 0, mas poderia apenas ter empatado se não tivesse um gol de mão de Jô validado incorretamente. A distância para o vice-líder permanecia folgada no começo da rodada: sete pontos de vantagem.

Na 25a rodada o Corinthians empatou com o São Paulo em 1 a 1 em partida que poderia ter perdido, não fosse um gol mal anulado de Eder Militão na parte final do segundo tempo, quando o Tricolor já vencia por a 1 a 0. A vantagem corintiana na tabela antes de a bola rolar era de sete pontos para o segundo colocado.

Ninguém pode contrariar os números: o Corinthians foi duramente prejudicado no começo do campeonato e docemente ajudado em jogos mais recentes. Assim, matematicamente a justiça está feita.

Mas o campeonato por pontos corridos tem algumas particularidades. Embora cada vitória signifique três pontos, cada empate um e cada derrota zero, o momento em que elas acontecem tem diferente influência psicológica dentro de um time. O Corinthians poderia ter um segundo turno trágico até aqui, com quatro pontos em seis jogos. Mas tem um segundo turno de razoável para fraco, contando com quatro pontos conquistados a mais (vitória contra o Vasco, empate contra o São Paulo). Dois resultados adversos nestas duas partidas trariam um outro momento psicológico a equipe.

Em vez de o debate de hoje ser a arbitragem ou a incompetência colossal dos rivais, ele seria sobre o momento técnico do time de Carille, muito abaixo do que já foi.

Se serão os erros a favor do Corinthians que vão garantir o título do Brasileiro? Não, de forma alguma. A maior contribuição para a conquista terá sido a competência do time de Carille, que pulverizou recordes no primeiro turno como nenhuma outra equipe havia feito até então. Por outro lado, os erros das últimas rodadas deram ao Timão resultados suficientes para que um início de crise não surgisse. Na frieza dos números, o time não perde no Brasileiro há duas partidas e fez a lição de casa: venceu em casa e empatou fora. Sem erros grosseiros de arbitragem, a história seria outra.



MaisRecentes

Camisas 9 são os nomes da Copa



Continue Lendo

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo