Quando ser odiado é bom



Imagine você nos tempos de estudante e surge uma lista dos “mais mais” do colégio. O mais bonito, o mais legal, o mais isso, o mais aquilo… e, claro, na lista também tem o “mais odiado”. Você ganha nesta categoria. É razão suficiente para carregar uma baixa auto-estima pela vida, motivo para gastar uma grana com análise quando adulto. Pense em você mesmo deitado no divã contando o quanto as pessoas te evitam e lembre para o terapeuta que isso vem dos tempos de escola.

Uma pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisas indicou o Corinthians como o time mais odiado do futebol brasileiro, com 14,6% dos votos. O segundo colocado é o Flamengo, com 8,6%. Se na vida pessoal ser odiado é um mau sinal, para um clube de futebol esta relação é inversa. Ou seja, ser odiado é legal.

Nos últimos anos o Corinthians ganhou muita coisa. Brasileiro, Libertadores, Mundial e um lindo estádio (que ele terá enormes dificuldades para pagar, mas essa é outra história). O Timão tem ainda o treinador mais badalado do futebol brasileiro e sua torcida é dita como uma das mais fanáticas do país. Tudo isso causa uma certa inveja da concorrência. Natural, portanto, que ele lidere no quesito “mais odiado”. Claro que a arrogância de alguns dirigentes contribui nesta visão, mas é apenas parte da questão.

O próprio torcedor corintiano tem capitalizado sobre isso, mesmo ainda sem ter os números em mãos sobre seu grau de rejeição, que agora apareceram. Os rivais passaram a ser chamados de “antis”. O torcedor do Corinthians exagera dizendo que os adversários preferem ver o Timão perder antes de ver seu time vencer. Claro que aí já é demais, mas faz parte da briga.

Talvez o pior que um clube possa ter seja a compaixão de um rival. Se o seu time está disputando, por exemplo, uma Libertadores, e todo o Brasil está torcendo por ele, desconfie. É muito provável que a camisa que você ama não cause nenhuma reação nos rivais. No limite, pode ser até que seu time não seja encarado como um inimigo perigoso de verdade, mas algo como um café-com-leite. Não tem humilhação maior do que a compaixão, pode ter certeza.

A pesquisa também indicou o de sempre: o Flamengo segue sendo a maior torcida, seguida do Corinthians e depois pelo São Paulo. O dado mais espantoso também não é novidade: 19,4% dos pesquisados não torcem para nenhum time. Este número é maior até do que a torcida do Fla (16,5%).



MaisRecentes

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo

Chega de falar de arbitragem!



Continue Lendo

O juiz errou. E os outros?



Continue Lendo