Levir, o homem que resolve problemas



No clássico “Pulp Fiction” (1994), de Quentin Tarantino, Harvey Keitel interpreta Wolf, cujo trabalho consiste em “resolver problemas”. No filme, Wolf é chamado para desaparecer com um corpo e limpar todos os vestígios após um disparo acidental de uma arma. Ele entra em cena, dá uma série de ordens e a tarefa está concluída.

Fazer o “trabalho sujo” que muita vezes dirigentes não conseguem fazer tem virado função de especificamente um treinador brasileiro: Levir Culpi. Foi ele quem fez a limpa no Atlético Mineiro após a conquista da Libertadores e parece começar a fazer agora no Fluminense. O indício disso é A rusga entre ele e Fred, o principal e mais caro jogador do elenco tricolor.

Lembrando de Levir no Galo: chegou em um momento em que alguns dos principais jogadores do elenco campeão sul-americano já não rendiam mais ao mesmo tempo que tinham tamanho para seguir com prestígio junto à torcida, caso sobretudo de Ronaldinho Gaúcho. O treinador limpou a área, reformou o time e conquistou a épica Copa do Brasil em 2014. No ano seguinte foi vice-campeão brasileiro.

Este ano Levir chegou ao Fluminense que já se notabilizava por ser um moedor de treinadores. Eduardo Baptista, Cristovão Borges, Enderson Moreira e Ricardo Drubsky, em sequência, fracassaram na tentativa de fazer o time jogar. Levir foi trabalhando em silêncio, os resultados começaram a aparecer, o time chegou à final da Primeira Liga e se classificou para a fase final do Campeonato Carioca. Em nenhum momento titubeou em substituir Fred do time.

Levir estava aposentado, com a vida ganha, não precisava mais trabalhar até receber a proposta do Galo. Topou, mas parece ter feito uma condição a ele mesmo. A de ser sempre sincero e de não se agarrar ao cargo a qualquer custo. Assim ele limpou o time de quem não lhe interessava.

No Flu, parece seguir a mesma filosofia. A ponto até de brincar outro dia quando perguntaram por que ele aceitou dirigir o Fluminense: – Pelo dinheiro, ele respondeu.

Acontece que este desprendimento está fazendo bem ao treinador, que não vê problema em ter contra ele o principal astro do time. Ele quer é limpar a área. Parece que a maioria está do seu lado. E se não estiver, provavelmente Levir pegará suas coisas e irá para casa. Sem nenhum sofrimento.



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo