O Palmeiras grande



A imagem de Zé Roberto no vestiário mandando seus companheiros de time baterem no peito e gritarem: “O Palmeiras é grande!” foi uma das marcas deste “novo” Verdão. Palmeirenses se orgulharam da atitude enquanto rivais ironizaram a grandeza do clube.

Foram 20 jogadores contratados, mais um técnico, todos com uma missão estabelecida: mostrar que o Palmeiras continua grande, por mais óbvio que isso seja e que todo mundo saiba que é. Mas de qualquer forma havia uma prova a ser dada.

Por mais que o discurso de que o time está em formação servisse em caso de fracasso, ninguém exatamente saberia qual seria a reação quando ele viesse.

O enorme desafio se colocou na frente do Palmeiras neste domingo, contra o time mais temido do Brasil no momento e no palco mais cruel para qualquer adversário.

A linda defesa de Fernando Prass no canto esquerdo baixo do gol, na ultima cobrança de pênalti lavou a alma palmeirense. Não valeu só a classificação para a final do Paulista conquistada diante do maior rival na casa adversária. Foi o sinal de que o Palmeiras grande está aí, vivo, incomodando e fazendo adversários capitularem diante da poderosa camisa verde.

Zé Roberto sentiu a necessidade de alertar seus companheiros para a grandeza do Palmeiras. Domingo ele não estava em campo, mas o que ele viu deu mais sentido a suas palavras no começo da temporada.

O Palmeiras está acreditando e fazendo os rivais acreditarem que ele segue sendo o que sempre foi: enorme!



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo