O líder técnico tem de aparecer no São Paulo



Na entrevista coletiva de sexta-feira (20/02), um abatido Muricy Ramalho foi perguntado se o seu São Paulo sente falta de um líder dentro de campo, que possa empurrar o time quando as coisas não vão bem. A resposta, surpreendente, foi no ponto.

– Falta, sim. Nosso time é muito bom tecnicamente, todo mundo é amigo, mas é muito calado. Ninguém fala nada.

Liderança não é um fundamento que pode ser resolvido com treinamento, como melhorar o desempenho do chute com a perna ruim, por exemplo. Trata-se de uma daquelas características inatas à pessoa. Mas um time podem prescindir deste tipo de liderança se conseguir impor seu jogo. E para isso é necessária uma liderança técnica. Em outras palavras, um time com jogadores tecnicamente bons, pode dominar o adversário sem precisar recorrer a um “doping” moral para funcionar.

Sobre a liderança dentro de campo, Muricy não poderia ser mais claro. Falta isso ao São Paulo. Mas a liderança técnica deveria estar ali, representada pelo camisa 10 do time, Paulo Henrique Ganso. Na derrota contra o Corinthians, a presença de um xerife que gritasse poderia acordar o time do estado aparentemente de letargia e promover algum tipo de reação.

No caso da liderança técnica, ela não existiu. Ganso se entregou à marcação (muito forte, é verdade) e sucumbiu. Em uma partida tão difícil, o líder técnico tem de aparecer. É ele quem pode desequilibrar até moralmente o adversário, com um passe, uma jogada, um gol.

O São Paulo formou talvez o seu elenco mais técnico desde o bi-mundial com Telê Santana. Este elenco precisa mostrar sua liderança. Ganso precisa mostrar que, quando as coisas estão complicadas, a bola para ele é uma espécie de salvação.



  • Geraldo Figueiredo

    Ganso vai completar dois anos e meio no São Paulo e seu brilho tem sido esporádico. O mais comum são participações opacas, caracterizadas por lentidão, pouca mobilidade, fácil entrega à marcação, nenhuma gana de gol, omissão, indiferença ou excesso de irritabilidade. Enfim, um jogador que tem determinado ao clube uma relação custo/benefício desfavorável. Consta que Muricy tem se empenhado bastante para modificá-lo, mas, pelo que se vê, com pouco ou nenhum resultado. Eu, pessoalmente, já desisti de Ganso e não alimento expectativas de que possa ser algo mais significativo para o time são-paulino. Torço para que o São Paulo consiga negociá-lo e compense ao menos uma parte do prejuízo que a sua contratação tem representado. . Quem sabe em outras paragens Ganso consiga ressuscitar o belo futebol que exibia nos bons tempos de Santos.

  • Paulo Henrique
  • marcio jose natalino miranda

    ontem;foi muito bom o meu tricolor mas uma coisa observei o Muruca estava ligado gritando avisando enfim deu outra dinâmica ao time,se sabemos que não temos um lider que grite com os jogadores,então vamos dê muricy.

  • Weslley

    Acho que esse líder no #SPFC não será o PH Ganso e sim o LF9, já demostrou isso neste sábado, jogando para o time. olha estou quase achando que e mais negocio ficar com o #pato que com o Ganso …

  • Sérgio Bernardi

    O Muricy é um bom técnico… O Tite foi na Europa e fez curso de futebol moderno… Quero ver quando o São Paulo for enfrentar “los hermanos”, que correm muito e são raçudos… Com essa moleza do nosso time não sei se nos classificaremos… O time todo parece estar sofrendo de moleza crônica, mais conhecida por “ameba”…

  • cristian

    meu amigo quando uma equipe esta arrumada taticamente cada jogador sabe o q fazer e só se preocupa em jogar. o Muricy durante os jogos ele só cobra e xinga, observe o tite, esse se preocupa em orientar o atleta.

  • Luiz Paulo

    Ganso, como todos os usuários de camisas 10 dos times brasileiros, tem que assumir a “marra” e a responsabilidade de ser o Camisa 10 dos times.
    Tecnicamente temos craques que armam jogo, mas quase nenhum que chama a responsabilidade ppara si quando o jogo está degringolando. O 7 x 1 que serve de exemplo.

MaisRecentes

Mimimi ou verdadeiro?



Continue Lendo

Acharam um novo culpado: a religião



Continue Lendo

Jogo bom. No Brasil



Continue Lendo