Jogador sub-21 é importante para os clubes, sim!



Em 1958 Pelé assombrou o mundo ao brilhar na Copa do Mundo com apenas 17 anos. Como um garoto naquela dade, ainda não adulto, poderia fazer tudo aquilo?

No fim de semana, Gabriel, que completou 18 anos recentemente, foi um dos destaques da vitória do Santos contra o Palmeiras no clássico disputado no Pacaembu. Antes que algum apressadinho esperneie imaginando alguma comparação entre os jogadores, adianto que não será nada disso. Nem mesmo sobre os jogadores trata este texto.

O assunto é que o espanto causado por um garoto de 17 anos em um campo de futebol em 1958 era um. Hoje em dia a presença em campo de atletas mal saídos ou ainda na adolescência é bem diferente, muito mais comum. Neymar começou a brilhar aos 18 no Santos, Messi aos 17 no Barcelona. Exemplos não faltam.

Toda esta introdução é para analisar a convocação da Seleção Brasileira sub-21 para um torneio amistoso na China (?!?!) e para um período de treinos (?!?!) em Manchester (!??!) no exato momento em que os dois mais importantes campeonatos nacionais estão em sua fase final. Dos 12 maiores clubes brasileiros, dez serão prejudicados por esta convocação.

Assim como outros esportes, o futebol mudou sensivelmente nas últimas décadas. Entre as mudanças está a idade em que os jogadores estão prontos para atuar em alto nível. Hoje é muito comum que os times tenham jogadores com menos de 21 anos atuando como titulares. No Brasil isso se torna ainda mais sensível pelo fato de os clubes não conseguirem segurar seus atletas por muito tempo.

Soa espantoso que a CBF não leve esta questão em conta quando convoca a sua Seleção Sub-21 para torneios sem nenhuma relevância. A frase de Alexandre Gallo, técnico da Sub-21, desejando “sorte” aos clubes desfalcados é emblemática. Revela o desprezo que a CBF tem com relação aos clubes ou, na melhor as hipóteses, que a entidade não percebeu que jovens com menos de 21 anos formam boa parte da força de trabalho dos clubes brasileiros.



MaisRecentes

Satisfeitos com pouco



Continue Lendo

Calma, Corinthians!



Continue Lendo

A imagem da semana



Continue Lendo