Dunga contaminou Neymar



“Não estamos aqui para agradar ninguém”, disse Neymar em Pequim, local em que o Brasil enfrenta a Argentina em amistoso neste sábado. A maneira Dunga de ver futebol já contaminou nosso maior astro, o único símbolo de um futebol inventivo e diferente que surgiu no Brasil nos últimos anos.

Dunga entende o futebol como aquele esporte em que primeiro é vencer, segundo vencer, terceiro vencer. E para vencer é necessária alta dose de sofrimento e ausência total de arte e ousadia.

Quando declara que o importante é vencer a qualquer custo, mesmo que não agrade ninguém, Neymar afina seu discurso com o do chefe.

Desde que surgiu, Neymar foi o último traço de arte do futebol brasileiro. Nossa reserva de futebol brasileiro em um mundo da vitória a qualquer custo. Neymar é nossa pequena área verde no meio da cidade entupida de prédios e fumaça. Dunga parece querer transformar este espaço verde em um condomínio fechado. Tudo pela vitória.



MaisRecentes

Agora vai?



Continue Lendo

Corrida de técnicos



Continue Lendo

Até a Chape sofre com a torcida



Continue Lendo