‘Candidatos’ ao título decepcionam



Após a vitória no clássico contra o São Paulo, Mano Menezes voltou atrás no que havia dito anteriormente e decretou: o Corinthians está na briga pelo título. Depois disso, o time teve dois jogos contra adversários que estavam na parte de baixo da tabela, Figueirense e Atlético-PR. Duas derrotas, nenhum ponto conquistado é o G4 vai ficando mais longe. Com 13 pontos de distância para o líder Cruzeiro, pensar em título neste momento parece absurdo. Resta a briga pela Libertadores. A questão que aparece agora no horizonte é a situação de Mano Menezes, que decepciona até aqui e vê crescer a sobra de Tite, ainda desempregado, mas querendo voltar ao trabalho. Justiça seja feita, ontem o Corinthians tentou, chegando a ficar sem volantes em campo de tanto buscar o ataque. Mas o problema é que seu time sofre muito contra times que se fecham.

Após a vitória contra o Cruzeiro, o São Paulo se apresentou como o time que poderia ameaçar o título dos mineiros. A diferença caía para quatro pontos. Depois disso, o Tricolor disputou 12 pontos e conquistou um. Em casa, fez um único ponto em seis disputados. Falar ainda em luta pelo título parece loucura. Resta o discurso de ter brio até o fim do ano e garantir a vaga na Libertadores, que já não parece tão segura assim, com a ameaça dos constantes Grêmio e Atlético Mineiro.

Com exceção do Cruzeiro, líder e constante, o desempenho de todos os outros times neste Brasileiro é tão irregular que torna a disputa emocionante e imprevisível. O candidato de hoje é a decepção de amanhã. Grêmio, Galo e Inter são os times da vez. Precisam agora comprovar que podem mesmo ameaçar. Enquanto isso, o Cruzeiro administra a vantagem: não perde pontos que não pode perder, perde pondo que pode perder.



MaisRecentes

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo

Chega de falar de arbitragem!



Continue Lendo

O juiz errou. E os outros?



Continue Lendo