Faltou “passe” na convocação



Dunga convocou terça-feira sua primeira Seleção Brasileira em sua nova passagem pelo cargo. Foram dez remanescentes da era Felipão e apenas dois da sua outra vez no comando, na Copa de 2010.

É cada vez mais raro grandes debates sobre quem foi convocado e quem ficou de fora. Os 22 chamados por Dunga poderiam estar em listas de “técnicos” do Brasil inteiro, com uma ou outra mudança. Até pelo cardápio mais enxuto, não existe mais no futebol brasileiro o injustiçado unânime.

Assim, tão importante do que os convocados vale o debate sobre a forma que o time pretende jogar. E Dunga disse isso: “A Copa do Mundo trouxe para perto de nós o quanto é importante a parte coletiva. Elogiamos a Alemanha, vamos ter oportunidade de fazer esse trabalho, buscar eficiência com qualidade, trabalhar muito. Todos devem estar imbuídos de colocarem seu talento em prol da Seleção. Os times hoje jogam num espaço muito curto, com marcação fechada. Eles marcam e criam espaço para contra-atacarem. Defendem e atacam em 11, diminuem o espaço do adversário e aceleram no momento justo.”

O treinador brasileiro falou em jogo coletivo. A essência do jogo coletivo é o passe, talvez o fundamento mais pobre no Brasil atualmente, vide o que acontece no Campeonato Brasileiro.

O treinador falou em espaços curtos. Uma das forma de se abrir espaço é trocando passes. A Copa do Mundo mostrou o que a Europa tem mostrado nos últimos anos: o futebol mais moderno do mundo é trocado com alto aproveitamento e objetividade nos passes. Segunda-feira, o Chelsea de Mourinho chegou a um de seus gols contra o Bunrley em sua estreia na Premier League trocando absurdos 25 passes.

A Seleção de Dunga pode até empolgar nos amistosos que vai disputar. Mas depois da aula de futebol bem jogado que sofremos na Copa do Mundo em nosso quintal, pensar na troca de passes como forma de jogar seria um alento. Será que o novo treinador está pensando nisso?



  • reinaldo de barros

    Na verdade, o Brasil não tem mais futuros craques, não existe, estão matando no ninho, quem for inteligente entende o que quero dizer, os alemães disseram após a copa que SE O BRASIL QUISER GANHAR UMA COPA DO MUNDO tem que fazer o que eles fizeram, ORGANIZAR, CRIAR UM GRUPO JOVEM E ENTRROSAR, no caso deles teve um entrosamento de 8 anos fora a organização de 10 anos, coisa que aqui não se cogitam em fazer, apenas vender os meninos nas categorias de bases e não entrosar um grupo, o próprio Dunga e Gilmar falam muito, mas na pratica eles estão desfocando que são empresários e já arrumando um culpado pelo futuro fracasso, o NEYMAR, ele disse que o neymar tem que ganhar uma copa para ser craque, NESSE CASO O DUNGA FALOU UMA TREMENDA BESTEIRA, MESSI, CR7, ZICO, SOCRATES, FALCAO, CEREZO, eram considerados craques e nunca ganharam uma copa do mundo, e no mais, foram mais de 1 copa, media de 2 a 3 cada um, e o Neymar nem terminou a sua prmeira e nem foi ele que desclassificou o Brasil, o Sr Dunga tinha que criticar quem desclassificou o Brasil e não falar do Neymar. Não é homemde falar noc ara a cara e fala via imprensa, eu queria muito falar pessoalmente com o Sr Dunga.

  • reinaldo de barros

    Teria uma opção que precisa de uma carga de sal no traseiro, o GANSO, sabe passar como nunca, mas entra em campo meio dormindo, acho que se pegar u treinador fudido ele acorda, enfiar o dedo la no fundo mesmo.
    O Oscar é fogo de palha, esperava-se dele na copa e sumiu, o Neymar tinha que vir buscar a bola no meio de campo e quando tinha que trocar passes com alguém os seus colegas se escondiam entre os marcadores, Fred, Oscar, Hulk, Paulinho, todos amarelaram e não ajudaram o Neymar que apanhou feio e todos os demais afinaram. A maior prova disso que contra a Alemanha e Holanda todos sumiram invés de mostrarem que não dependiam do Neymar, então a ausência do Neymar nesses dois últimos jogos mostrou ao mundo que a seleção sem Neymar não era de nada, FOI PROVADO EM CAMPO.

  • Cezar

    Passe na seleção com os jogadores que temos no Brasil e no mundo, não tem como. Passadores só Ronaldinho dentuço (indiciplinado, desagregador e estrela) Kaká (nao está bem já faz tempo), Alex do Coritiba (não vai pra próxima Copa) e o Oscar (que é bom jogador) o único. Para se terbons passadores na seleção brasileira é preciso ajeitar e torcer que os jogadores CONCA e D’ALESSANDRO ACEITEM SER NACIONALIZADO BRASILEIROS. ELES TEM VAGA BRINCANDO NA SELEÇÃO DE QUALQUER PAÍS. É o que eu acho…

MaisRecentes

Dérbi não vale. Mas vale!



Continue Lendo

Agora vai?



Continue Lendo

Corrida de técnicos



Continue Lendo