A falta que faz o bom senso



Numa semana em que jogadores fizeram a maior manifestação já vista da categoria na história do futebol brasileiro, dirigentes foram na direção inversa e mostraram falta de bom senso em suas atitudes.

Cartolas do Flamengo anunciaram um aumento escandaloso no preço dos ingressos para a final da Copa do Brasil. Os argumentos são quase todos legítimos e compreensíveis: não se trata de um jogo qualquer, o clube precisa urgentemente fazer caixa. Não falta amparo legal para a decisão, mas falta bom senso ao excluir boa parte da torcida do Flamengo até de tentar ir ao jogo.

Do outro lado da Via Dutra, o São Paulo se agarrou ao regulamento da Conmebol e fez valer o seu direito de não jogar a semifinal da Sul-Americana no Moisés Lucarelli pelo fato de o estádio não ter laudo atestando capacidade para 20 mil torcedores. Vale ressaltar a estranheza do regulamento: a Lei só se aplicaria caso o São Paulo exigisse (coisas da Conmebol). E o clube exerceu o seu direito, absolutamente legítimo, de tirar o jogo de Campinas. Não faltou amparo legal para a diretoria do Tricolor, mas faltou bom senso de abrir mão do que poderá representar uma vantagem na disputa. O Moisés Lucarelli não é muito mais perigoso do que vários outros estádios do Brasil e América do Sul, desde que os agentes de segurança saibam controlar a situação. Vale lembrar que no último clássico São Paulo x Corinthians houve briga na arquibancada. O jogo foi no Morumbi, com capacidade para mais de 60 mil.

Os braços cruzados, as faixas e as trocas de bola sem combatividade no começo das partidas do Brasileirão mostram o surgimento de uma união entre os agentes mais centrais do futebol, os jogadores. Preços de ingressos abusivos e exigência de aplicação de uma lei desnecessária mostra que outros agentes ainda precisam de bom senso.



  • mauro

    Tironi…boa tarde!

    Vc não acha que faltou bom senso da Ponte Preta, quando no primeiro turno do brasileirão arrumou um laudo da policia militar de campinas, para impedir a entrada da torcida são paulina , por falta de segurança…

    Comenta isso aí também…

    O pior nada foi feito nesse estadio de lá para cá… De repente tudo voltou ao normal e a Ponte Preta posa de boazinha…

    Comenta aí…

    att…Mauro

  • mauro

    Tironi…boa tarde!

    Vc não acha que faltou bom senso da Ponte Preta, quando no primeiro turno arrumou um laudo da policia militar de campinas, para impedir a entrada da torcida são paulina , por falta de segurança…

    Comenta isso aí também…

    O pior nada foi feito nesse estadio de lá para cá… De repente tudo voltou ao normal e a Ponte Preta posa de boazinha…

    Comenta aí…

    att…Mauro

  • Francisco

    Caro Tirone, há varios problemas, primeiro não há organização que seja coerente. Segundo é a intervenção do governo querendo determinar como os clubes devem se comportar.
    Se os clubes cobrarem pouco, eles tem de pagar pouco aos jogadores ou quebrar (como muitos se acham nessa situação). Pagando pouco aos jogadores eles vão para a Europa a um preço acima do pouco que eles estão ganhando, a tendencia é de ficarmos com jogadores de menor qualidade. Caindo a qualidade dos jogadores, quem vai pagar para assistir um futebol de má qualidade. O melhor é deixar o mercado determinar quanto os clubes vão cobrar por ingresso e quanto vão pagar os jogadores. Outra coisa que eu não entendo são os contratos, porque as leis trabalhistas tem de intervir. Se existe um contrato é porque as duas partes
    concordaram de livre espontanea vontade em faze-lo. O que é que o governo tem com isso.
    Abraços.

  • Ale

    “Bom senso” é parar de encontrar o “jeitinho brasileiro” pra tudo, em detrimento de regulamento e de segurança. A catástrofe da boate de Santa Maria poderia ter sido evitada se, antes da trajédia, os proprietários demonstrassem o “bom senso” de cumprir os regulamentos de segurança e de respeitar o limite de capacidade do público. O mesmo se aplica ao caso do jogo ABC x Palmeiras, neste ano, pela 2a Divisão, no Frasqueirão. Mas a imprensa também tem memória curta! É muito mais fácil tentar colocar o SPFC como vilão da história, quando este clube pede apenas para que seja cumprido o regulamento.

  • hipocritas ???, agora fazer valer a regra que é assinada pelos dirigentes antes de começar o campeonato, é ser mesquinho???, ha ha ha, hipocrita é quem critica a atitude do dirigente são paulino, ele não deu nenhum jeitinho brasileiro para conseguir isso, apenas fez valer o que se foi assinado de comum acordo pelos dirigentes, tanto do são paulo como o da macaca chorona e sem argumento, o cambada de povinho que adorar dar um jeitinho pra burlar o sistema , eeeeeee brasillll , por isso esse pais ta nessa merd…………………… hipocritas , e tem até comentarista da ESPN criticando a postura do são paulo, ou seja , até um cara estudado e comentarista de um canal de opinião esportiva do nivel da ESPN , achando que o dirigente do são paulo nao precisava disso, pelo amor de deus , onde vamos parar, fazer valer o que se foi assinado e acordado entre todos é errado então, a vao te catar vai seu hi po cri tasssss

  • hipocritas ???, agora fazer valer a regra que é assinada pelos dirigentes antes de começar o campeonato, é ser mesquinho???, ha ha ha, hipocrita é quem critica a atitude do dirigente são paulino, ele não deu nenhum jeitinho brasileiro para conseguir isso, apenas fez valer o que se foi assinado de comum acordo pelos dirigentes, tanto do são paulo como o da macaca chorona e sem argumento, o cambada de povinho que adorar dar um jeitinho pra burlar o sistema , eeeeeee brasillll , por isso esse pais ta nessa merd…………………… hipocritas , e tem até comentarista da ESPN criticando a postura do são paulo, ou seja , até um cara estudado e comentarista de um canal de opinião esportiva do nivel da ESPN , achando que o dirigente do são paulo nao precisava disso, pelo amor de deus , onde vamos parar, fazer valer o que se foi assinado e acordado entre todos é errado então, a vai te catar vai seu hipocrita

  • falta de bom sendo meu caro ???, agora fazer valer a regra que é assinada pelos dirigentes antes de começar o campeonato, é ser mesquinho???, ha ha ha, hipocrita é quem critica a atitude do dirigente são paulino, ele não deu nenhum jeitinho brasileiro para conseguir isso, apenas fez valer o que se foi assinado de comum acordo pelos dirigentes, tanto do são paulo como o da macaca chorona e sem argumento, o cambada de povinho que adorar dar um jeitinho pra burlar o sistema , eeeeeee brasillll , por isso esse pais ta nessa merd…………………… hipocritas , e tem até vc comentarista da ESPN criticando a postura do são paulo, ou seja , até um cara estudado e comentarista de um canal de opinião esportiva do nivel da ESPN , achando que o dirigente do são paulo nao precisava disso, pelo amor de deus , onde vamos parar, fazer valer o que se foi assinado e acordado entre todos é errado então, a vao te catar vai seu hi po cri tasssss

  • SAULO

    Tironi, que comentário infeliz. O regulamento de uma competição já existe antes de a mesma começar. Então não é de bom senso fazê-lo ser cumprido? Tenha dó!

  • eder

    Nao fala besteira!
    Entao, vai lá e deixa o time jogar no estadio(que nao permite) apenas por coleguismo? e o Bom senso da Ponte em avisar que o estadio nao comporte, teve? o que é bom senso entao?
    acusando o sao paulo de aliciar e pedir bom senso ao sao paulo e agora para mostrar bom senso a ponte nao precisa?

    por isso que o pais é pilantra e jornalistas com menos credibilidade cada vez mais.

  • Bruno MD

    Nao acho que faltou bom senso ao Sao Paulo em relação ao jogo contra a Ponte. O time de Campinas sabia do regulamento e que provavelmente jogariam a semifinal “fora de casa” (sera que eles acreditavam que chegariam tao longe?). Desde que nao seja ilegal um time deve lutar pelo que acha ser melhor para ele e nao pensar no adversario. Sou Palmeirense e caso o jogo fosse do Palmeiras gostaria que a diretoria agisse da mesma maneira.

  • gilberto

    Achar bom sendo no futebol brasileiro é algo para o Diógenes.
    O São Paulo está com medo, utiliza-se de argumentos para minimizar sua incapacidade. Está sendo ridículo.
    O Flamengo só tem tamanho, busca muitos meios para refazer os desmandos de sua diretoria,
    nem a forte mídia carioqueira consegue ajudar.
    Algo para ser analisado: “Elite, é o que há de melhor em uma sociedade ou grupo” (D.L.P.)
    Assim formou-se um chavão popular ou clichê jornalístico
    Quem assistiu a rodada deste fim de semana, percebeu que a “elite” está na série A e B e o Pacaembu seu principal estádio.
    No futebol brasileiro sobram os “mágicos de bom senso” (???)

  • Fernando de Freitas

    Em relação ao assunto “preço de ingressos”, a maior falta de bom senso é tentar contrariar a lei da gravidade, ou a lei de mercado (a popular oferta x procura). Quantos torcedores do Flamengo gostariam de assistir ao jogo ? Vejamos. A população da cidade do RJ tem hoje 6,6 milhões. Digamos que 50% não se interesse por futebol. Sobram 3,3 mi. Destes, segundo algumas pesquisas, o Fla teria 55%, ou seja, 1,8 milhões. Vamos especular que metade teria efetivo interesse em ir ao estádio, afinal, é final de Copa do Brasil. 900 mil ! E como vc proporia a escolha dos 70 mil privilegiados que veriam o jogo ? Imagine o ingresso a R$ 40 (40 é um preço “acessível” ?), e imagine ainda o tumulto, as filas, o sufoco que seria todo esse “povão” se degladiando nas bilheterias atrás dos ingressos ? Imaginou ? Nem imagine. Ou seja, além de fazer o clube perder a oportunidade de ganhar algum dinheiro, provocaria um verdadeiro caos (que aliás seria um prato cheio para a imprensa…). Portanto, pensar por um viés populista é sempre tentador, mas isso sim, carece quase sempre de bom senso.

  • Alexandre Lemos @alexandre_pol

    Boa tarde!

    A frase “….ao excluir boa parte da torcida do Flamengo até de tentar ir ao jogo.” ficou menos ofensiva (preconceituosa) em relação a frase que foi usada por vc no Programa Bate Bola dos Canais Espn.

    COMENTÁRIO DO BLOGUEIRO:

    Qual foi a frase que utilizei na ESPN?

MaisRecentes

Eficácia no Brasileirão



Continue Lendo

São Paulo é como uma obra que nunca acaba



Continue Lendo

Brigões não se importam



Continue Lendo