Muricy e sonho da volta ao passado



“Eu pagaria uma grana para poder voltar no tempo e passar uma semana de novo nos tempos de faculdade.” Esta frase é de um grande amigo, quarentão como eu, que sente saudade de anos passados. Claro que é meu desejo também.

Lembro disso ao saber da volta de Muricy Ramalho ao São Paulo depois de longos quatro anos em que o clube acumulou fracassos e conquistou apenas a Copa Sul-Americana, uma espécie de segunda linha da Libertadores em uma final que durou 45 minutos. É, o São Paulo sente saudade do arrasador período entre 2005 e 2008 em que triturou adversários e conquistou muito, três vezes seguidas o Brasileiro inclusive.

De 2006 a 2008 eram tempos de Muricy Ramalho no comando. Com três times diferentes, com nenhum rival que ameaçasse seu domínio nacional.

A volta de Muricy ao São Paulo é como o desejo do quarentão de voltar aos tempos de faculdade. Tempos mais alegres: os primeiros salários na conta, as festas incríveis, a irresponsabilidade gostosa de quem ainda tem uma enorme vida pela frente, o futuro ainda como uma página em branco pronta para ser rabiscada do nosso jeito.

Muricy novamente vestindo a camisa polo e o boné do São Paulo leva o torcedor para tempos gloriosos e tão bons que isso cega uma visão perturbadora: o São Paulo de 2013 não é nem o São Paulo de 2008, talvez o pior dos tempos de vacas gordas. O Tricolor de hoje é como uma reunião dos estudantes vinte anos depois da formatura. Os homens com mais barriga e com menos cabelos, as meninas com jeito de mamães, mais simpáticas e menos atraentes.

A esperança que a diretoria está depositando em Muricy está no fato de que, com ele, o São Paulo foi mais feliz. Muricy é a tal grana que nos daria uma passagem para o passado para viver uma semana nos deliciosos tempos da universidade. Quem sabe esta esperança não contagie a todos e o time saia do buraco? Ninguém vive sem sonhar um pouco.



  • PH

    Tironi,

    com este seu texto, lembrei do filme “Dias Incríveis Liberados” (Old School), com o Will Ferrel no papel de um quarentão que volta a morar na moradia universitária…rs

    Abs!

    PH

  • Bom dia , mas discordo de vc Tirone, primeiro pare de desmerecer o titulo da sul americana, que não tem nada haver com segunda linha da libertadores, pois tinha galo, gremio, etc….., é um campeonato em que times da primeira divisão disputam a competição e segundo lugar foi um grande mérito ganhar de um time argentino ,e além do mais fazendo o tigre sair fugindo com medo de uma baita goleada, isso é pra poucos amigão, vc falando que ganhou com 45 minutos esta dando uma impressão de desmérito do campeonato ganho, e foi muito mérito, pq além do são paulo ser caçado em campo como foi, apanhando muito do tigres, teve a honra de jogar na bola e ganhar na bola, então seu carioca acustumado com poca coisa ,pense antes de tirar o mérito do campeão, agora de resto da reportagem sobre o muricy eu concordo !!

  • João Bosco

    Muito bão demais da conta esse texto, uai!!!

  • Renato

    Muito bem escrito Tironi. Leitura fácil, agradável e inteligente!

  • Ricardo

    A contratação de Muricy revela que, na análise da diretoria, o problema do time é psicológico. É preciso de alguém que dê uma chacoalhada nos jogadores para que joguem um futebol minimamente decente. A estratégia funcionou com a seleção brasileira. O time de Felipão é praticamente o mesmo de Mano Menezes, mas Felipão é mestre em arrancar comprometimento dos grupos que dirige. No papel, o time do São Paulo é melhor que o de Cruzeiro e Botafogo, para ficar apenas nos times que, merecidamente, ocupam hoje as duas primeiras posições na tabela. Concordo, também, com o comentário acima: Jadson, Ganso, Osvaldo e Luís Fabiano têm mais qualidade técnica que os seus correspondentes nos times de 2006, 2007 e 2008. Mas o sistema defensivo atual nem se compara ao antigo. Daí a pergunta pouco romântica: será, então, que os italianos estão certos, é a defesa que ganha campeonato e não o ataque?

  • Airnani

    Tirone,

    Relembrando o elenco passado, parece que nos reforçamos nas carências do período entre 2005 e 2008 e esquecemos de manter o que era bom.
    Luis Fabiano é melhor que Borges, Ganso e Jadson são melhores que Hugo, Souza e Leandro, mas os laterais são piores e a zaga tb.

  • Marcelo P. Souza

    Incrível como todos os 40tões tem saudade destes tempos. Até eu que sempre odiei estudar, fiz a faculdade inteira com um único caderno, gostaria de voltar pra lá. Faria muitas coisas diferentes, pegaria as garotas que não peguei, em especial uma, que volta e meia tá na minha mente. Mas o Muricy, não pode, ou deve fazer coisas diferentes, mas o resultado tem que ser igual aos do passado. Vamos dar esse ano de lambuja. Se salvar o tricolor do rebaixamento, já vai ser um título. Quanto a nós, resta viver bem o presente, pois no futuro, com certeza teremos saudades de agora.
    Abraço
    @marcelogja

  • Zara

    Excelente. Parabéns pelo texto.

MaisRecentes

Que time você torce?



Continue Lendo

E se der tudo errado?



Continue Lendo

Muita calma com Rueda



Continue Lendo