Técnicos graúdos não precisam de entidade protetora



Nomes graúdos do futebol brasileiro se reuniram com toda a pompa em São Paulo, segunda-feira, para anunciar a criação da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol (FBTF). A entidade pretende defender os direitos dos técnicos, sobretudo uma certa estabilidade no emprego.

Muito interessante como teoria, a iniciativa só valerá a pena realmente se servir para algo mais além de proteger seus filiados da demissão. A principal bandeira defendida pela nova entidade têm pouca relevância para nomes graúdos que ganham altíssimos salários por onde passam, têm nome suficiente para não ficarem desempregados por muito tempo e têm ainda reservas financeiras para, se for o caso, ficar um tempo estudando enquanto uma proposta nova não apareça.

Portanto, a vida dos treinadores graúdos do futebol brasileiro, muitos dos quais participaram da cerimônia de lançamento da FBTF segunda-feira, não é lá uma desgraça, muito pelo contrário.

Além disso, a chegada e a saída de um técnico de futebol em um clube são traumáticas, cada uma à sua maneira. Quando chega, o treinador muitas vezes têm carta branca para dispensar jogadores e indicar reforços que sejam de sua preferência, levando em conta apenas suas preferências.

Quando o treinador é demitido, deixa como herança os jogadores que ele indicou e que podem não agradar o próximo e muitas vezes um passivo financeiro enorme para o clube. Um exemplo: o Flamengo deve atualmente R$ 2,5 milhões a Joel Santana e R$ 325 mil a Luxemburgo.

Outra iniciativa da FBTF será criar cursos de capacitação para seus filiados. Talvez aqui se pudesse encontrar benefícios para o futebol brasileiro. Porém, Luiz Felipe Scolari, do alto de toda a sua importância, minimizou a relevância de um processo de atualização de treinadores brasileiros. Para ele, o Brasil produz o que há de melhor neste campo.



  • Ronaldo Santos Farias

    Mas o que dizer, quando um treinador está desenvolvendo um bom trabalho em um clube pequeno ou médio, e recebe uma proposta de um clube chamado grande,e simplesmente ele abandona o projeto do time pequeno por dinheiro e posição ?

  • Mario

    quero ser se eles vão acabar com essa de tecnico se oferecer p/clube q já tem tecnico mas esta numa fase ruim , como muitos deles fazem

  • João Paulo

    Impressionante como nossos treinadores desfilam prepotência. E é impressionante como o treinador da seleção afirma sem pestanejar que a classe não precisa de atualização.

    Piadista.

MaisRecentes

E se der tudo errado?



Continue Lendo

Muita calma com Rueda



Continue Lendo

Muitos jogadores, nenhuma ideia



Continue Lendo