Declarações de Isinbayeva escancaram como o mundo do esporte é reacionário



Pela maneira como como apaixona e influencia comportamentos, o esporte poderia ser uma grande ferramenta de transformação da sociedade. Poderia ajudar o mundo a ser mais tolerante, democrático e, quem sabe, honesto.

Mas os exemplos que entidades e atletas insistem em dar vão exatamente na direção contrária. A última veio da supercampeã do salto com vara Yelena Isinbayeva. Na melhor das hipóteses ela se atrapalhou toda em entrevistas e acabou por defender a preconceituosa legislação anti-gay aprovada recentemente na Rússia, sua terra natal. Disse ela que em seu país existem “pessoas normais” e que “homens se relacionam com mulheres”.

A declaração foi motivada pela atitude da atleta do salto em altura da Suécia Emma Green-Tregaro, que pintou suas unhas com as cores do arco-íris para defender a causa gay. A Iaaf (Associação Internacional de Federações de Atletismo, em inglês) entrou em ação e sugeriu que ela mudasse as cores do esmalte.

Se lamentavelmente não se respeita a liberdade no esporte, malandragens em geral são toleradas e até elogiadas, tais como a falta cavada no futebol ou o cartão amarelo tomado de propósito, vide Valdivia e Paulinho recentemente.

Já corrupção é assunto proibido dentro de campos, quadras ou piscinas. Quantos atletas que você conhece já levantaram a voz contra a malfeitos de entidades esportivas?

O esporte e feito essencialmente por jovens. Infelizmente, a força transformadora que pessoas desta faixa etária mostram em outras áreas não aparece no campo esportivo.



  • Ridículo, perdeu a chance de ficar quietoooo.

    Quer fazer média com quem, eu te pergunto?

    O problema é que o certo ficou errado, estamos perdidos mesmo.
    Eu não concordar com o comportamento Gay não significa que eu seja Homofóbico, isso e coisa de politico que precisa de voto dessa camada da sociedade.
    Tenho um filho de 2 anos e vou sim ensinar a ele os preceitos corretos com base na palavra de DEUS, isto independe de religião.

    Meu filho, acorda..

    E viva a DEMOCRACIA.( Falta de segurança / Fim da Famílias etc )

    As vezes da saudade da Ditaduraaaaa.

  • Fernando Ruiz

    Quando será que haverá um protesto em massa dos jovens novamente?, agora é hora de protestarmos ferozmente contra essa ‘corrente’ que jornalistas, políticos, cantores, artistas e roteiristas homossexuais querem nos fazer engolir!!! Nosso País Não Pode virar um Covil de Promiscuidades!!! Vamos proteger os nossos filhos dessa nojeira: gays adotando inocentes crianças!!!, meu Deus, onde esse mundo vai parar?! Querem cometer homossexualismo?, então sejam discretos e façam escondidos, pessoa voltadas á Família não são obrigadas a apoiar! E Viva a Rússia!!!

  • Alex

    Penso que é moda ou uma imposição, em todos os canais de tv, jornais, outdors, revistas, internet só se comenta a tal liberdade gay querem em todas as esferas social, educacional, profissional e etc. colocar goela abaixo a tal da ditadura gay, poxa tenho que concordar agora com toda essa parafernália da mídia agora? eu que tive uma educação com conceitos que vão de encontro com toda essa imoralidade, descrença, imbecilídade, não sou homofóbico até porque eu acredito que existe gay desde que o mundo é mundo, agora ninguém pode dar uma declaração contrária a toda essa patifaria homossexualista que caem de porrada dizendo que a pessoa é ultrapassada que a pessoa segue um dogma, que é uma pessoa irracional, que transformação de avanço é essa hein Tirone? aonde estamos evoluindo? me diga aonde estamos evoluindo? O Esporte penso eu que não foi feito para a tal libertinagem humana não Tirone liberdade que extrapola os limites, cada um no seu quadrado respeitando para ser respeitado.

  • Enderson Fabiano

    Fred Ferreira, primeiramente duas crianças não tem que trocar carícias, mesmo sendo heteros, quem acha bonitinho uma menina dando beijinho em menino está incitando a sexualidade em inocentes, pra mim errado, criança tem que ser criança e pronto. Quando tiverem opinião formada e decidirem a sua sexualidade, tem de haver o respeito mútuo da sociedade.

  • Eduardo

    a imprensa de um modo geral quer porque quer de todo o jeito incutir na mente das pessoas o conceito gay. nos acusam de ser intolerantes com o homossexualismo mas são igualmente intolerantes com quem não aceita a homossexualidade como algo normal/natural. quer dizer então tirone, que se alguém tem a opinião diferente da sua é reacionário? vc se acha mente aberta por aceitar a homossexualidade? e aonde está a sua mente aberta para aceitar opiniões alheias divergentes da sua? se liga, meu. vc não é dono da verdade. pode e deve ter a sua opinião mas tbm deve respeitar e não criticar a opinião alheia, principalmente se ela for o contrário da sua. quem é que lhe disse que homossexualidade é algo normal/natural. por acaso conhece alguém que ao nascer, já é homossexual. se homossexualismo é normal/natural, porque condenar a pedofilia? se é normal, deveria ter a prática incentivada desde a infância. te pergunto: qual pai/mãe gostaria de ver um filho, criança ainda ter relação com pessoa do mesmo sexo? vc gostaria?

  • André

    Só porque o mundo quer impor goela abaixo das pessoas hoje em dia as coisas,não quer dizer que todos deveriam engolir.
    Em nenhum momento ela ofendeu os homosexuais,pelo contrário mostrou até que nem pensa muito no assunto,quando não soube nem definir essa situação (de homossexualismo) e definiu como problema.

    Todo mundo defende e se revolta contra o preconceito,ri das boiolices do Feliz na novela mas como disseram ai,como seria nossa reação se fosse nosso filho??

  • Luiz Eduardo

    Basta alguém levantar uma opinião que seja diferente do “politicamente correto” para ser criticado pela imprensa – é é politicamente correto porque não acredito que um pai quer ver seu filho dormindo e fazendo sexo com um outro homem (ou gay não faz sexo?? todo mundo acha LINDO SER GAY, MAS NUNCA, NUNCA OUVI PAI NENHUM DIZER COM ORGULHO “QUANDO MEU FILHO NASCER QUERO QUE ELE SEJA UM SUPER GAY”).
    NADA CONTRA A OPÇÃO SEXUAL DE NINGUÉM mas NÃO QUERO QUE MEU FILHO SEJA GAY -friso:NÃO SOU HOMOFÓBICO, SÓ NÃO ACHO QUE É NATURAL e tenho o direito de não querer isso para meu filho.
    ASSIM COMO EU RESPEITO A OPÇÃO E A OPINIÃO DE CADA UM, ACREDITO QUE TODOS TEM ESSE DIREITO – a Yelena Isinbayeva também.
    Ah! em tempo – todos os atletas homossexuais, heterossexuais, transexuais, sem sexo ou seja la o que for, todos os cidadãos de todas as classes tem o dever de bradar contra todo tipo de tirania, corrupção, fobias etc etc.

  • Antonio

    É incrivel o poder da minoria gay e cia. ltda. de fazer barulho.

    Cara, não tenho nada com quem dá sei lá o que, mas os caras dão e ainda ficam cacarejando igual uma galinha depois que bota um ovo.

    Entre 4 paredes cada um faz o que quer, ninguém tem nada com isso, mas fazer propaganda da boilice e querer que todo mundo goste, é o fim da picada.

    Tô de saco cheio desse politicamente correto de ter que achar que gay e outras boiolices é o máximo.

    Façam o que tem vontade, mas não fiquem gritando ao mundo que é bicha e é feliz, os heteros também são felizes e nem porisso vivem fazendo escandalo por aí.

  • André Almeida

    Não vi nada de reacionário na declaração dela. Ela expressou sua opinião e isto já bem positivo num ambiente onde os atletas não expressam, ou não tem, opinião por interesses de marketing.
    Acho que mais pessoas tem que dar declarações exaltando a família, sim. Chega dessa onda de apologia ao homossexualismo…

  • JK

    Para com isso, Tironi… esse negócio de ficar patrulhando o que o ser humano pensa quando ele não é obrigado à entrar nesse lobby gay que infesta a grande mídia tá demais.

  • Alexandre

    Quanta “babaquice” em texto só!!!
    As pessoas (incluindo os esportistas) têm o direito de ter opinião e expressá-la, contanto que não agrida diretamente outra pessoa. Pode-se ser contra ou a favor das práticas gays; ser de direita, esquerda ou até mesmo de centro; ser mais conservador ou liberal (ou até ficar em “cima do muro”, ora tendo uma atitude mais liberal, ora tendo uma atitude mais conservadora etc). Fico imaginando como seria a “chatice” de um mundo em que as pessoas pensariam de uma mesma forma, teriam as mesmas opiniões, ou seja, em que todas as pessoas teriam opiniões “politicamente corretas”. A divergência é saudável e proporciona o debate. Esses comentaristas poderiam “baixar a bola” e parar de condenar quem pensa diferente.

  • João

    Discordo completamente da opinião da isimbayeva e das autoridades Russas. Acredito que qualquer tipo de discriminação, seja por escolha sexual ou qualquer outra, deva ser reprovada. Entretanto, não podemos esquecer que a atleta russa tem todo o direito de expressar a sua opinião, por pior que ela seja, e que a Russia não tem obrigação nenhuma de modificar as suas leis para satisfazer o desejo de países estrangeiros. Se há algum atleta incomodado pelas leis russas, a única coisa a se fazer é não participar dos jogos, infelizmente. Pode ser uma solução radical, mas não há o menor sentido em exigir que o russos modifiquem suas normas que vigoram legitimamente no país para dar qualquer satisfação a estrangeiros.

  • SHEIK

    pq vc não fala do beijo do emerson sheik de frutas???? ou do Emerson sheikira?????
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    vai C urintiaaaaaaaaaaaaaaa
    quero dizer bambiriiiintiaaaaaa!!!
    to rindo ate agora!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marcelo

    Democracia é a vontade da maioria e esta maioria não aceita demonstrações homosexuais em público, temos que ser respeitados não queremos nossos filhos assistindo carícias homosexuais em locais frequentados por pessoas normais, respeito a opção sexual de cada um ,mas suas demonstrações devem ser restritas sim, afinal não devem confundir principalmente a cabeça de crianças , que estão em formação, homosexualismo não é natural, não é uma conduta da maioria e o desejo de uma minoria não deve ser imposto a maioria e sim o contrário

  • José Carlos

    Embora não comungue com o dito pela saltadora russa, reconheço que ela tem todo o direito de mostrar o que pensa.
    Afinal, o direito de falar tem só uma mão?
    JC

  • Fred Ferreira

    Gostaria de saber o que as pessoas achariam de ver um filho seu, pequeno , trocando beijos e carícias com outro menino?

    Isso é normal?

  • Alex

    Tava indo bem até falar do 3o cartão amarelo.

  • Salamanca

    Concordo com o Mário.
    “os comentaristas e jornalistas vivem reclamando q os atletas não tem opinião , mas quando um tem, descem a porrada por que não é a “politicamente correta”.
    Ora. a expressão “politicamente correta” é uma mostra bem clara do que é uma maldição imbecil e que pode atingir a grandes parcelas de pessoas.
    Não existe essa idiotice de “politicamente correta”. Isso é o que os Senhores da mídia formadora (!) de opinião quer que todos pensem.
    Fujam das lavanderias de cérebros e rápido.
    Toda e qualquer pessoa tem direito a ter sua opinião e todos devem aprender a respeitar o diferente.
    Simples assim, falô??????

  • Peixão Leste

    Declaração reacionária? desde quando pederastia e lesbianismo é progresso?
    Vc paga de democrata mas ta mais pra ditador, não aceitando a opinião dela.

  • BRUNO

    O Tirone está correto, os esportistas deveriam se posicionar sobre o que realmente importa…

  • Alexandre Lemos

    Sim, algumas frases foram infelizes como a que vc mencionou no texto, mas penso que ela quis apenas dizer que o lugar em que cresceu existe um costume ( talvez dogma ) e que pessoas de fora não possam fazer apologia a uma prática que vai contra as suas raízes.

  • Mario

    os comentaristas e jornalistas vivem reclamando q os atletas não tem opinião , mas qnd um tem dessem a porrada por q não é a politicamente correta ou a q eles queriam , sem falar q vcs nem pensam ou consideram entender a cultura russa e seu orgulho pelo pais sendo q eles se sentem ofendidos qnd pessoas de fora querem se meter nos assuntos internos deles , é um asssunto muito delicado.

    sobre a Russia espero com sinceridade q eles evoluiam , parem com essas ideias atrasadas e libertem as garotas da banda Pussy Riot.

    agora os atletas brasileiros q se levantem e deem a cara p/bater como a Isimbayeva e a Green-Tregaro, cada um q se posicione , mas respeitem a opiniões diferentes.

    se tirar a malandragem do futebol tambem tem q tirar a bateria das escolas de samba , a guitarra das bandas de rock , o tempero da comida e etc , o q não se pode ter é excessos.

  • Tironi. Para este texto combina mais falar do Sheik do que do Valdívia… ele “tá dando” mais ibope…… kkkkkkk

MaisRecentes

O recado é: simular falta funciona!



Continue Lendo

Eles querem ter a posse de bola



Continue Lendo

Boas entrevistas à vista



Continue Lendo