O teste do preço do ingresso



O São Paulo fez uma promoção de ingressos como forma de atrair torcida para o Morumbi e ajudar a tirar o time da lama em que se encontra. A ideia vinha sendo amadurecida e foi sacramentada na tarde de ontem.

Os preços altos ingressos em nossos futebol têm sido assunto desde que o Brasileiro começou. Analisando o público apenas das novas arenas construídas para a Copa do Mundo a média de gente é razoável, 27,7 mil. Perde apenas para as ligas da Alemanha (42 mil), Inglaterra (35 mil) e Espanha (28 mil). Mas no total nossa média segue vergonhosamente nanica: 14.151 a terceira pior desde 2006, pouco melhor do que a do ano passado, sem os novos estádios.

Preço do ingresso, violência, qualidade do espetáculo e falta de conforto são as justificativas mais ouvidas para o deserto de nossos estádios. A promoção do São Paulo colocará tudo isso à prova.

Preço não será problema, porque serão ingressos populares. Vale lembrar que a diretoria são-paulina já faz uma promoção em alguns setores do Morumbi, a ideia é ampliar. Qualidade do espetáculo: bem, se há um espetáculo com qualidade muito baixa hoje em dia este são os jogos do São Paulo. Conforto: o Morumbi, reformado, está entre os estádios considerados confortáveis do Brasil. A violência segue presente.

Das quatro justificativas, a mais sensível é o preço dos ingressos. Se o São Paulo conseguir levar gente para ver um time ruim atuar, isso servirá de parâmetro para se saber o que realmente está causando o desinteresse da torcida. Quem sabe sensibilizará quem determina o que está sendo cobrado por aí. Se o Morumbi ficar vazio, o mistério continuará. E os preços atuais mantidos.



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo