Copa do Brasil não pesa o quanto vale



Os dezesseis clubes classificados para as oitavas de final da Copa do Brasil receberam cada um R$ 500 mil por terem chegado a esta fase da competição. Quem avançar para as quartas-de final abocanhará mais R$ 700 mil. Alcançar a semifinal vale R$ 800 mil. O campeão da competição receberá ao todo R$ 6 milhões.

A Copa do Brasil é o segundo campeonato mais importante do calendário nacional. Perde só para o Campeonato Brasileiro. Há, inclusive, quem defenda que a Copa do Brasil é mais interessante ainda, pela presença do mata-mata em todas as fases, jogos de ida e volta, emoção garantida. Os R$ 6 milhões para o campeão é um valor muito baixo para o que representa a competição.

Dos dezessseis classificados para as oitavas-de-final da Copa do Brasil, pelo menos metade gasta mais de R$ 3 milhões mensais só com a folha salarial. O que significa dizer que o título pode pagar um mês de salários em alguns casos. Em outros nem isso.

É claro que há dois fatores muito mais valiosos do que a premiação na conquista da Copa do Brasil: a taça em si e a classificação para a Libertadores do ano seguinte. Mas a premiação da própria Libertadores é uma mixaria. O clube ganha mesmo são com os contratos publicitários que as competições podem trazer.

Mesmo para os clubes gigantes, que têm receita de mais de R$ 100 milhões por ano, R$ 6 milhões também fazem falta, afinal dinheiro nunca é demais. Mas a premiação baixa afeta mesmo os clubes menores que têm pouquíssimas chances de fazer dinheiro de outra maneira.

A baixa premiação nas competições limita o crescimento das agremiações menores. Assim, o futebol brasileiro vive um estado de coisas que não muda nunca. Os grandes sempre ganharão mais porque seus rendimentos independem de resultado em campo. Os pequenos seguem sem poder crescer pelo mesmo motivo.

Ninguém tem dúvida da saúde financeira da CBF, que arrecada o quanto pode com a Seleção e gasta muito com seu quadro de funcionários. Mas repassa pouco para a premiação de suas competições. Vale lembrar: a Copa do Brasil é patrocinada. Aumentar a premiação para os participantes de suas competições seria uma forma, ainda muito tímida, de fomentar o crescimento dos clubes menores.



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo