O Maraca e a casa da minha avó



Minha avó tinha o hábito de, de tempos em tempos, mudar a disposição de todos os móveis da sala. A estante da TV mudava de parede, o sofá também, a mesa de centro virava mesa de canto, o vaso de cerâmica saia de um lugar da sala e ia para outro. Ainda criança, todas as vezes que eu era surpreendido com uma mudança dessas tinha a impressão de que estava entrando em outra casa. Até me acostumar.

Esta sensação que havia me deixado ainda na infância voltou a me encontrar ontem assim que vi pela primeira vez o Maracanã por dentro após a reforma. O endereço é o mesmo, não há dúvida. Mas tudo é diferente: cadeiras em toda parte, enorme área vip, cobertura diferente, telões aqui e ali. Cadê a geral? Está coberta por cadeiras. Para que lado é a entrada do Bellini? E a da Uerj?

Eu só conheci o Maracanã depois de adulto. Portanto, não dá para dizer que ele tenha me acompanhado durante toda a vida. Mas vi, e bem, o estádio que existia ali antes desta reforma que engoliu até agora quase R$ 1 bilhão. E ele não tem nada a ver com este “reinaugurado” ontem com os operários que trabalharam na obra na arquibancada. E também com pompa, área vip, comidinhas, bicões, novos ricos, influentes e, registre-se, muitos funcionários, educados e prestativos.

O novo Maracanã tem aquele jeitão de estádio europeu, com muito conforto. E vamos combinar que todo mundo gosta de conforto. Neste aspecto, ponto para ele. Mas quem tem alguma ligação afetiva com o estádio não consegue enxergar ali o mesmo local que fez parte de sua vida. O torcedor que um dia chorou pelo seu time, se ontem se sentasse exatamente no mesmo lugar, não conseguiria conectar passado e presente.

A experiência de se ver uma partida no novo Maracanã a partir de agora tem de ser muito interessante, diferente, agradável e inédita. Porque a emoção que o velho Maracanã deu a seus torcedores ficou na história e nunca mais será revivida.

A casa da minha avó nem existe mais. Se outra for constrúida no mesmo endereço não vai trazer a minha infância de volta. Que o conforto, modernidade e o luxo do novo Maracanã traga aos futuros torcedores histórias inesquecíveis.



MaisRecentes

Até mais!



Continue Lendo

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo