Quem consegue decifrar este jogador?



Dias antes de a bola rolar, a pressão sobre ele era enorme. Sem outros protagonistas do time em campo, não havia outra saída: ele tinha que tomar conta do jogo decisivo e garantir uma improvável classificação.

Depois do jogo, ouviu-se isso da boca do líder e maior símbolo da equipe: – Ele jogou pra car…

Ao mesmo tempo, eu recebia um torpedo animado de um amigo (que torcia contra o time que havia, afinal, se classificado). – Ele bem é ótimo para o Brasil!

Ainda ao mesmo tempo apareciam comentários nas mídias sociais diminuindo sua atuação. – Não jogou nada. Osvaldo foi quem decidiu. – Se isso é tudo o que ele pode fazer, custou uma fortuna.

A esta altura você já deve saber que o personagem em questão é Ganso, o indecifrável camisa oito do São Paulo.

Passados seis meses de sua conturbada e badalada contratação, ninguém sabe o que esperar de Ganso. Ou melhor: se espera sempre o melhor Ganso possível, presente em uma temporada da carreira, quando ainda atuava pelo Santos. Menos do que isso, é um fracasso. E esta exigência é muito injusta com o meia tricolor.

Contra o Atlético Mineiro, ele não errou passes, se movimentou o quanto seu físico frágil permitiu e fez o lançamento decisivo e milimétrico para o segundo gol do São Paulo, aquele que garantiu a classificação para as oitavas-de-final da Libertadores. Se Jadson (que não estava em campo) tivesse produzido o que Ganso produziu seria alçado a peça indispensável do time e com obrigação de ser chamado para a Seleção. 

Mas de Ganso exige-se sempre mais. Pelo preço que custou, pelo salário que ganha. Mas também por sermos órfãos de um tipo de jogador que não existe mais.  Ganso não tem culpa disso.



  • Passados seis meses de sua conturbada e badalada contratação, ninguém sabe o que esperar de Ganso. Ou melhor: se espera sempre o melhor Ganso possível, presente em uma temporada da carreira, quando ainda atuava pelo Santos. Menos do que isso, é um fracasso. E esta exigência é muito injusta com o meia tricolor.

  • Catriel Chamusca

    Minha opinião sobre o Ganso é só uma. Ele é um ótimo jogador. Está em processo de adaptação no São Paulo e sua evolução em campo aconteceu com a merecida titularidade. Cobrar do Ganso aquele futebol de 2011 é pedir demais, afinal, nem o Neymar tá jogando a bola que jogava em 2011. Eu como São Paulino estou satisfeito com Ganso, principalmente por saber que, mesmo tendo muito a evoluir, já está jogando um futebol muito últil ao São Paulo. Tenho certeza que Ganso, Jadson, Osvaldo e Luis Fabiano ainda vão dar muito o que falar este ano.

  • Naquele dia, era mais fácil identificar qual seria a tendência em campo, já que a defesa do São Paulo estava muito vulnerável nas jogadas aéreas: tinha sofrido 8 gols em 24 finalizações. Não deu outra: dos 3 gols que sofreu do Palmeiras, 2 foram em jogadas pelo alto (o outro foi em falta direta).

  • Luciano

    Falou tudo.

  • sônia

    Excelente Eduardo você disse tudo smepre se espera mais de craques e se ele não tivesse ido bem nesse jogo com certeza estaria todos o críticando!!

  • O Ganso não será o jogador que a nação brasileira espera, talvez um novo Zico digamos… Mas é inegável que tem um talento ímpar, uma espécie de Ademir da Guia do século XXI.

  • Denis

    Discordo da sua opinião. Jadson faz lançamentos tão excelentes quanto o que Ganso fez no segundo gol e não tem a mesma badalação. A situação é justamente contrária, a cada bom lançamento de Ganso, a mídia toda diz que é craque, enquanto Jadson faz muito mais em mais jogos, mais regularmente e não é devidamente reconhecido.
    Tem sim uma expectativa enorme em relação ao futebol do Ganso, talvez não que ele repita 2010, que pode ter sido um ano de exceção, mas pelo menos que o camisa 8 jogue tanto quanto o camisa 10, que teve que ir para a direita para acomodá-lo. Com mais movimentação, maior influência no jogo, tal qual fazem os melhores lá na Europa, e que são frequentemente comparados com Ganso.

  • guilherme

    joga muito!! paciência, ele vai dar muita alegria pra nossa torcida.

  • Glaucio Dhalsim

    Exigem demais do Ganso pois ele mesmo diz que esta la para resolver, não se espera deians dele, mas sim o que ele mesmo com suas palavras afirmou que iria fazer.

  • É uma pena que boa parte da imprensa, inclusive os bons jornalistas da espn Brasil, não tenham jogado futebol e não saibam como funciona a forma de pensar de um jogador… De um “diferenciado”… Jogar é um prazer. Jogar com casa cheia, com torcida a favor (ou contra), imprensa falando (bem ou mal), provocando… tudo isso faz um grande jogador se soltar mais ainda…

  • Marcelo Cesario

    Então o sr. acha que jogador tem que render muito por causa o salário???
    Então vamos começar exigir que jornalista não vai poder escrever bobagens..Porque jornalista também ganha muito para falar e escrever idiotices…

    Ninguém deve ficar comentando sobre salário de ninguém..isso é muito pessoal.
    Acho que vocês jornalistas não gostariam que o ganha pão fosse divulgado, concorda?

    Abraço!

  • Luiz Fernando

    Concordo em gênero, numero e grau!!!

  • paulo

    Bem, não acho que o Ganso fez partida memorável coisa nenhuma. Acertou um passe que qualquer jogador de qualidade acertaria a partir do momento que o Atlético estava todo no ataque e havia tirado um volante. Se a partida que o Ganso fez foi grande coisa, vamos ser esmagados na Copa do Mundo. O padrão aqui é: uma partida boa é craque. Enquanto isso o time inteiro do São Paulo se matou em campo para conseguir o resultado. Até o goleiro que jogou com Raí, Muller e Palhinha disse que o cara desequilibrou. Aff… O nível tá baixo mesmo.

  • julio cesar cezzarotto

    Paulo Henrique Ganso estará vestindo a camisa 10 da seleção na Copa de 2014

  • Quem ousa criticar a atuação do Ganso na quarta não entende NADA de futebol. O cara jogou demais, teve uma entrega tática fora do comum e ainda cadenciou o jogo, manteve a bola com a gente e armou o time. A diferença do Ganso de hoje para o que fez sucesso no Santos é que a importância tática de hoje não aparece tanto no jogo, só nos detalhes. E esses, meus amigos, a mídia NUNCA verá pois precisa causar polêmica para ter audiência.

  • O Ganso é sim um excelente jogador. É que a torcida quer ver o Ganso do Santos e esse nunca iremos ver porque são times diferentes, com táticas diferentes. Já perceberam que todo jogador que o São Paulo contrata e que estava em alta em outro clube não se destaca no tricolor, o problema é que o São Paulo não dá tempo para que o jogador se adapte e acaba desanimando o jogador. O São Paulo precisa aprender a dar valor nos seus jogadores.

  • paulo leme

    Menos, nem tanto, contenha-se
    verdade, o Ganso fez o melhor jogo dele
    mas muito aquém do que se espera, e pelo que se pagou
    o Rogério apenas encheu a bola dele
    mas fez uma injustiça com o Oswaldo, q jogou muito, o nome do jogo
    barbarizou e desequilibrou
    deu o passe pro Aloísio no pênalti
    e propiciou o lançamento do Ganso
    e deu o gol pro Adenilson

  • Bruno MD

    O Ganso é uma das maiores enganações do futebol. Vive do seu passado no Santos. Atuar em um time com Neymar, Robinho e Elano jogando muito ate eu sei.

  • Felipe

    GANSO JOGA DEMAIS

  • Felipe

    OBVIO QUE É O M1TO!!!!

  • Mario

    fala a verdade , o Galo tremeu e o Ganso não jogou tudo isso , a verdade é q o Rogerio Senil quis levantar a moral do Ganso e exagerou

  • Júnior

    Sou Palmeirese, assisti o jogo (SPxCAM) e concordo: Ganso não foi genial o jogo todo. Foi marcado individualmente por Pierre (um monstro no meio campo faz muitos anos) e conseguiu encaixar uma bola sensacional. Craque?? Talvez… Essencial para a vitória? Sim!

  • Valéria

    Perfeito seu texto! Comentei exatamente sobre isso. Se ele fizesse essa partida pelo Santos, jogando o que jogou seria alçado a gênio novamente. Destacariam o passe milimetrico, os desarmes, a movimentação. .. mas ao que parece por mais que ele se esforce ainda não é suficiente.

MaisRecentes

Waldir Peres foi um herói improvável



Continue Lendo

A nova moda dos técnicos



Continue Lendo

Trabalhos incompletos favorecem jogo reativo



Continue Lendo