A invasão corintiana contada por um louco



Tentaram me convencer que eu ia ao Japão para ver um time caseiro. Diziam que nem os cinco títulos brasileiros, nem mesmo o título invicto da Libertadores, serviam para fazer o Corinthians extrapolar sua circunscrição paulista. Que sua torcida era numerosa, mas territorialmente inexpressiva no restante do país, ignorada no exterior, blá, blá, blá….

foto

Não sei se viajaram ao Japão 10, 20 ou 30 mil corintianos. O que sei e o que vi foi Tóquio pintada de preto e branco. Das estações de trem mais afastadas até as mais movimentadas, dos restaurantes estreitos e tradicionais do tsukiji market até os mais modernos de Ginza, do templo de Asakusa até as travessas em Harajuku, o mantra “Vai Corinthians” era entoado com poder, sem parar – inclusive por milhares de japoneses.

No domingo ensolarado da final contra o Chelsea, o caminho entre a estação de trem e o Nissan Stadium parecia mais a Major Natanael. O primeiro restaurante do caminho foi transformado num boteco com direito a percussão e cavaquinho. Mais adiante um sujeito vendia coxinha e bandeiras do Timão. No quarteirão seguinte, uma placa escrita churrasco, em bom português, com direito a linguiça e isopor com cerveja.

foto (4)

Na entrada do estádio, os japoneses, atônitos e com suas modernas filmadoras, rendiam-se ao poropopó. Mesmo aqueles com uniforme do Chelsea queriam ao menos uma foto, um registro que fosse com o bando de loucos. Impressionante.

Do meu lugar no campo, eu via a Gaviões da Fiel e suas bandeiras. Tatuapé e Pirituba estavam representadas? Claro que sim. Mas também estavam Paranavaí, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Recife. No meio do bando havia uma bandeira de Israel, outra Fiel Austrália, uma faixa Brasil-Canadá, bandeira do Peru, Timao-Japão. A cantoria era de arrepiar.

foto (2)

No dia seguinte, exibindo orgulhosos o manto sagrado, minha mulher e eu fomos abordados por três jovens japoneses que queriam fotos com os bi-campeões do mundo. Antes que pudéssemos perguntar seus nomes, eles foram logo se apresentando, peitos estufados: “Lomalinho”, “Paurinho”, “Cassio”.

foto (3)

É… O Corinthians é mesmo um time caseiro. Mas hoje sua casa é o mundo. Vai Corinthians!!

Luiz Augusto Klecz, 41 anos, advogado, foi um dos loucos a encarar viagem ao Japão para ver o Corinthians campeão do mundo.



  • Jose Maria

    Primeiro quero dizer que haviam 30 mil corinthianos em Toyota, atestados inclusive pela CNN americana.

    Segundo quero dizer que haviam 60 mil corinthianos em Yokowama. Neste jogo haviam pouquissimos lugares que não houvessem corinthianos.

    Até a Fifa comentou sobre a numerosa torcida do Corinthians! Não interessa da onde vieram os corinthianos, o que importa é que eram corinthianos legitimos.

  • No trem bala, corintianos se misturavam aos japoneses em todos os vagões, cantos de incentivo foram entoados, mas ainda com certa timidez e angústia. A bela paisagem na janela, com vista para o Monte Fuji, foi o destaque da viagem. Nesse momento, os torcedores destacaram a posição de turista e um cantinho próximo a janela direita do trem foi cobiçado por todos. Em breve vamos fazer uma visita ao pé do relevo mais famoso do Japão.

  • rogerio

    Coitado desse valdir, estamos pouco lixando se ele não acredita que haviam mais de 40 mil corinthianos na final em Yokohama, eu estava lá e posso falar, já esse invejoso nem isso pode falar, só resta tentar desmerecer o feito histórico com mentiras.

    Pegue as filmagens de quando os bambys e cholorados estiveram no Japão, não conseguiram levar mais que 2 mil torcedores, a maioria esmagodora no estádio era de japoneses expectadores que nem entedem de futebol, por isso o silêncio no estádio nas finais deles, quando havia barulho era basicamente de palmas e ruídos de “óóóóhhhhh”.

    Tem outra, os 8,5 vistos referem-se aos emitidos apenas nos últimos 2 meses no Consulado Japonês em SP, não foram contabilizado os vistos que foram tirados antes (desde julho quando ganhamos a Libertadores Invictos), nem os vistos tirados por meio da Embaixada do Japão em Brasília ou nos Consulados Japoneses em outras cidades.

    Tentam esconder também a massa de corinthianos que foram ao Japão mas que moram e saíram dos E.U.A., Europa, Austrália, Nova Zelândia, etc.

    Não precisa dizer também da Fiel que reside no Japão e que deu mais força à essa invasão histórica.

    Agora eu seu o motivo de tanto medo dos antis do Corinthians disputar o mundial no Japão, sabiam que iríamos repetir as invasões que já fazemos em outros estados no Brasil e mostraria como essas outras torcidas são nanicas e inexpressivas comparadas à FIEL.

    VAI CORINTHIANS!!!!!!!!!!!!!!!!

  • corinthiano

    Acho que o Tevez era opção melhor… Ou o Montillo. Atacantes já temos – e dos bons.

  • Eduardo

    VALDIR, QUEM É Q TE DISSE Q SÓ SAÍRAM CORINTHIANOS DO BRASIL? O PRÓPRIO AUTOR DA MATÉRIA DISSE TER VISTO BANDEIRAS DE TORCEDORES Q PARTIRAM DE OUTROS PAÍSES. S/ CONTAR OS Q FORAM MAS Q NÃO QUISERAM LEVAR BANDEIRAS OU OUTROS APETRECHOS Q OS IDENTIFICASSE OU IDENTIFICASSE O LUGAR DE ONDE PARTIRAM. OUTRA COISA: SE VC SE REFERE COMO TÍTULO INVICTO DA LIBERTADORES O BICAMPEONATO DO SANTOS EM 63, SAIBA Q O TIME JOGOU APENAS 4 PARTIDAS P/ SER CAMPEÃO. PESQUISE E VEJA Q AQUELA LIBERTADORES CONTOU C/ APENAS 8 PARTICIPANTES NA FASE DE GRUPOS.ISSO MESMO. TEVE 2 GRUPOS C/ 3 PARTICIPANTES E 1 GRUPO C/ APENAS 2 PARTICIPANTES. O SANTOS APENAS DISPUTOU SEMI-FINAL CONTRA O BOTAFOGO E FINAL CONTRA O BOCA. DISPUTAR 4 PARTIDAS APENAS? ISSO É GANHAR INVICTO?

  • PAULO ROBERTO

    Esse Valdir é um lixo mesmo !!!

    Ganha a libertadores com 4 times é facil , é mole é lindo

    Eu quero ver ganhar a libertadores com 14 jogos invictos !!!

    Aqui é corinthiansssssss seu trouxa !!! vai postar as merdas do teu time

  • Valdir

    Caros Jaeder, é que na verdade a imprensa disse que o Corinthians foi o único campeão invicto ppor que é interessante pra eles empurrar guela abaixo dos Corintianos essas mentiras porque vcs tem o hábito de acreditar em qualquer besteira, mais se vc pegar o histórico, vai ver que a verdade é outra. Aqui no Brasil mesmo, tem time que ganhou a Libertadores invicto. Pesquise e vai ver.
    Outra coisa, no jogo de Yokohama em 2005 tinha no estádio mais de 70 miil torcedores e isso não significa que eram todos sãopaulinos, alii havia muita gente convidado ou que foi somente para prestigiar o espetáculo, assim com nesse jogo entre Corinthians x Chelsea, na verdade, o consulado Japonês emitiu uma nota dizendo que 8.300 pessoas desembarcaram em solos Japones e que nem todos estava indo para ver os jogos do mundial. Calcula-se que, pelo menos 6.000 torcedores foram para Japão que nada mais é a mesma quantidade que São Paulo e Internacional de Porto Alegre levaram. Pare de acreditar nessas imprensas tendenciosas e parcial, vc deve de ter acesso a internet aê na sua casa, dá uma pesquisada e verás. Não sou eu que digo, estou apenas reportando os fatos.

  • Mauro

    Isto é Corinthians…

  • Júlio

    Caro Roger, legal seu relato. Quer dizer que você acha que subestimaram a quantidade de Corintianos por aí?

  • agora eu quero ver os outros dizerem que somos sem titulos,um dia eles teriam que nos engolir e este dia chegou,agora nos fazemos parte dos campeoes ,e diga se de passagem invicto da libertadores,coisa que ous outros ainda nao conseguiram.

  • Deixe de ser burro Mário Gobi

    Opções muito melhores que o Pato: Wagner Love, Henry, Leandro Damião, Tevez.

  • Corinthiano revoltado

    Revoltante ver o Milan tomando dinheiro dos clubes brasileiros. Deve ter sujeira por trás dessas contratações absurdas.

  • Corinthiano revoltado

    O Wagner Love joga muito mais que o Pato e nem se compara em termos de raça.
    Será que o Mário Gobi andou bebendo?

  • Corinthiano revoltado

    Lamentável é a diretoria do Timão pagar esse caminhão de dinheiro num jogador medíocre como o Pato, que não tem mais mercado na Europa.

    Daria para contratar o Montillo, Wagner Love, Marcos Assunção e jogadores nas posições que o time precisa, como zagueiros e laterais.

    Deve ter sujeira por tras disso, será a pior contratação da história do Corinthians, mesma coisa que jogar dinheiro fora.

    O Mário Gobi foi péssimo nessa, retrocesso total. Levaram 6 meses para conseguir patrocínio e agora irão desperdiçar com um só jogador que não tem necessidade nenhuma.

    Seria muito melhor trazer o francês Henry.

  • Tirone,moro em nagoya,ate hoje os japoneses aqui falam de Corinthians e de sua alegre torcida,estive nos dois jogos,com amigos japoneses eles mesmo comentam que nao entendem a propria FIFA relatar 25 mil corinthianos,se no estadio estavam 68mil pessoas,pois que que viram parecia jogo de apenas uma torcida!vae Corinthians!!

  • Celo

    Ótima matéria …. Parabéns …… realmente ser CORINTHIANO é diferente mesmo …. só nós mesmos para dizer o quão prazeroso é …. essa torcida realmente é incomparável inatingível inemitável …. depois dizem poraí que tem torcida maior que a nossa …. Outro abusurdo que cairá por terra ….. Hoje em dia as pessoas não são tão manipuláveis assim ….antes a globo enchia a cabeça dos nossos irmãos Nortista e Nordestinos com seu bairrismo carioquês …. mais hoje em dia amigo … as pessoas teêm opção de escolha … os caras estão tão desesperados que arrumam pesquisas fora de época só para causar rivalidade onde não existe … isso td para entrar na mídia as custas do Timão … o desespero é tanto que anunciam patrocínio de camisas como o maior de tds …. sendo que a coisa nem aconteceu ainda…. estão muito longe de nós em td …. Renda … Estrutura …. Estádio …. Marketing …. e principalmente Torcida que na minha opinião nunca chegou nem aos pés da FIEL . VAI CORINTHIANS

  • Reinaldo W Zietlow

    Caro Luiz Augusto

    O que voce quis dizer é que somos um time caeiro, pois aonde quer que estejamos a casa é nossa.

    Só tenho que pedir desculpas por não poder ter estado com voces no Japão.

    Abraços

  • jorge

    Emocionante, e ano que vem tem mais. Esse é o gostoso do futebol o desafio começou de novo, novos jogos e novas histórias de arrepiar no esperam.
    VAAAAAAIIIIII CORIIIIINNNNNTHIAAAANNNSSS!!! Marrocos nos espera!!!

MaisRecentes

Trabalhos incompletos favorecem jogo reativo



Continue Lendo

Uma espécie em extinção



Continue Lendo

Decifrando o Corinthians?



Continue Lendo