Corinthians conquistou o mundo. Falta o Brasil



Em um ano, o Corinthians aniquilou os principais combustíveis que os rivais utilizavam para tentar diminuir o tamanho do clube. Foi campeão da Libertadores, terá seu estádio e foi campeão do mundo pela via “normal”, ou seja, passando pelo título continental antes.

Com isso, viu sua marca ganhar o mundo e deixou de ser o time “sem passaporte” e desconhecido além das fronteiras nacionais. O que mais falta ao Corinthians?

Diante de um panorama tão favorável, o clube tem mais um passo pela frente a ser dado. Ampliar também seus domínios dentro do Brasil.

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha e publicada sábado passado na “Folha de S.Paulo” reforça o que outras pesquisas (como a realizada periodicamente pela parceria LANCE!/Ibope) já mostraram: enquanto o Corinthians tem a maioria de seus fãs concentrada dentro do Estado de São Paulo, o Flamengo tem torcedores espalhados por todo o Brasil. Aí estaria a diferença que separaria o tamanho de uma torcida e outra, com vantagem para o Rubro-Negro.

O Corinthians foi o clube de 2012 e nunca em sua história teve tanta exposição na mídia. Após a conquista da Libertadores o Alvinegro dominou a programação de TVs, rádio, internet, além de ocupar amplo espaço em jornais. Ontem, a partir de 7h da manhã, canais abertos e canais a cabo transmitiram incessantemente a festa da chegada. Tudo visto por todo o Brasil. Combine isso com uma estratégia de marketing eficiente e, quem sabe, o frase do lindo hino corintiano poderá virar realidade: “És do Brasil o clube mais brasileiro”.



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo