Felipão pode trazer a Copa. Mas não vai trazer nosso futebol



Felipão volta ao comando da Seleção Brasileira. Vai ganhar a Copa? Não faço a menor ideia, mas eu sei exatamente qual será o nosso discurso assim que acabar o mundial de 2014. Será o seguinte: “Agora, temos que resgatar a essência do nosso futebol”.

É assim desde 1994, quando a Seleção de Parreira encerrou um longo jejum de títulos, sem mostrar um futebol bonito que emplogasse de fato. Este, deu as caras pela última vez em 1982, nos tempos de Telê Santana.

O comando do futebol brasileiro se especializou neste discurso de jogo bonito. E se especializou em não dar a menor chance para que isso aconteça. Guardiola? quase fecharam as fronteiras do país para que ele não entrasse aqui. E se fosse necessário, os técnicos brasileiros empunhariam um fuzil e se pintariam de soldado camuflado para impedir esta invasão estrangeira ao país pentacampeão do mundo.

Há menos de dois anos da Copa, o negócio é trazer o caneco de qualquer maneira para não passar novamente o vexame de ver os outros fazerem festa em nosso quintal. Modo de jogar, essência do nosso futebol, nada disso entra em discussão nesta hora. Isso vira assunto para depois que a Copa acabar, vira assunto para um outro momento, pra amanhã, pra depois. Como sempre desde 1994.

Felipão pode trazer a copa. Viva! Só não vai trazer o nosso futebol.



MaisRecentes

Camisas 9 são os nomes da Copa



Continue Lendo

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo