Sucessor de Mano terá menos trabalho



Os números dão força para quem criticava o trabalho de Mano Menezes. Desempenho não mais do que regular, nenhuma vitória relevante contra as principais seleções do mundo e nenhum título (não se conta o do Superclássico das Américas, por razão óbvia).

Mas é inegável que Mano Menezes construiu alguma coisa desde o cenário de terra arrasada que encontrou. Veja bem: não havia nenhum rescaldo da outra copa. De filosofia, material humano, nada. (E isso não tem a ver com o trabalho de Dunga, que considerei ótimo).

Mano fez o trabalho sujo. Garimpou jogadores, errou, acertou e foi seguindo. Até chegar no ponto atual que era promissor. Isso mesmo!

O time tocava a bola, evitava a irritante ligação direta defesa/ataque que virou o esquema muitas vezes vencedor dos times brasileiros… enfim, o time começava a ficar agradável de se ver. Bem aos poucos.

Ainda faltavam testes contra adversários poderosos, ainda faltava muita coisa. Mas havia um caminho trilhado.

Se Mano não merecia ser o técnico quando foi chamado, na mesma medida não merecia ter saído depois do que construiu. O próximo técnico terá um trabalho menos árduo pela frente.



  • Cacau Vaz

    Não consigo entender o porquê de grande parte da imprensa, e especialmente entre os da ESPN, terem considerado inadequada a substituição do Mano. O trabalho não foi bom, pra ser leve. A convocação pra olimpíada foi equivocada, ninguém leva um jogador com mais de 23 anos para ser reserva…
    A copa América foi terrível, talvez a pior participação da história da seleção brasileira. Convocou um monte de jogador que depois de serem negociados nunca mais voltaram à equipe…
    Não obteve nenhum resultado significativo em jogos importantes…

    Qual o problema então de sua substituição?

    Para mim é um mito dizer que ele fez o trabalho sujo, todo técnico faz o que ele fez, especialmente em final de carreira de alguns poucos aproveitáveis da seleção de 10. Ao contrário, ele fez o trabalho que Ele julgou que deveria ser feito, outro técnico faria de outra forma, poderia ter aproveitado mais alguns remanescentes de 2010, ter privilegiado outros jogadores, enfim, a história é aberta e não fechada, e esta interpretação me parece obscurecer as possibilidades do sujeito de fazer e refazer a história.

  • Carlos Yomuri

    Sou fa incondicional do Mano
    Mas o trabalho dele variava de irregular pra ruim
    Nao podia continuar
    Nao acertou a mao
    Dois anos é muito tempo pra comecar a demonstrar alguma coisa
    Tinha que ter saido bem antes
    Que venha o Felipao logo

  • LM_RJ

    Tironi
    qto a copa de 2014 queria fazer um off sobre o maraca
    ao entregar maraca p/ a iniciativa privada, sua gestao irá encarar o estadio não mais como um estadio de futebol, + como um “elemento” de maximização de lucro o q isto significa? por ex: o gestor do maraca podera definir e vender ingressos desde o inicio do ano para eventos distintos do futebol e que possam ter definição previa de suas datas tais como shows internacionais e lutas de UFC no entanto sabemos q muitos confrontos no futebol nao podem ser definidos com antecedencia ex: se a final da libertadores ou da copa do brasil tera algum clube carioca desta maneira poderemos ter a bizarra, patetica situação de uma equipe do rj chegar a final da libertadores ou da copa do brasil e nao poder atuar no maraca pq ja estava definido ha 6 meses ou 1 ano inclusive com iongressos vendidos etc e tal que teria um show da madonna ou lady gaga ou ate um evento de luta UFC
    quem cantou essa pedra foi roberto assaf e infelizmente ele esta certo

  • Rafael

    Não concordo! O trabalho do Mano era regular e continuava assim! Melhorou só um pouco, mas não passou de regular para bom! Mano disputou 2 competições. Foi mal na Copa América e ficou com a prata na olimpíada, sem contar que a seleção vinha jogando mal, só melhorou de uns 4, 5 meses pra cá. Tinha que ter mandado ele embora já há algum tempo. Demoraram! Em relação ao Dunga, não acho que ele fez um ótimo trabalho, fez apenas um bom trabalho porque nas principais competições(Copa do Mundo e Olimpíada) não conseguiu ganhar!

  • O que surpreendeu o público e a empresa brasileira em relação à demissão de Mano Meneses do cargo da seleção, não foi o fato dele merecer ou não a demissão, pois pelo desempenho dele à frente da amarelinha, ele merecia sair sem sombra de dúvidas, aliás há mais tempo até.O que surpreendeu foi o momento que ele foi demitido, justamente quando ele já estava formando o time, quando finalmente ele tinha uma base e quando a seleção vinha jogando o seu melhor futebol desde que ele assumiu (com exceção é claro, do superclássico das Américas).

    O que me parece bastante evidente, que a decisão foi tomada, quando o Brasil deixou de ganhar o ouro olímpico, em que era favorito, contra uma seleção que Mano mais tinha enfrentado no comando do Brasil (tudo bem que eram jogadores jovens, mas não deixa de ser uma obrigação ele conhecer bem os jovens também desta seleção), o México. Foi decepcionante, naquele momento, a maioria pedia a saída do comandante da seleção, que não tinha jogadas ensaiadas e um esquema de defesa que se defendesse bem de bolas aéreas, principal arma mexicana. Criticavam merecidamente o técnico, ainda mais quando somavam esta medalha de prata à eliminação precoce da Copa América, com quatro cobranças de pênaltis desperdiças.

    Mano até então, fazia e muito por merecer a sua demissão naquele exato momento, afinal de contas é inadimissível o Brasil não ganhar de uma seleção de grande porte nesse período de dois anos (não considero uma grande vitória contra a Argentina no clássico das Américas, pois os hermanos não jogaram com suas principais forças). Neste mesmo período, mal ou bem, Dunga, já tinha feito muito mais, o Brasil tinha ganho de goleada duas vezes da Argentina e numa delas, na final da Copa América, com uma base que não era a considerada titular da seleção brasileira.

    A grande verdade é que esperaram o fim da temporada para efetivar a demissão. O que me leva a crer, que as opções da CBF, não poderiam deixar seus cargos no meio do campeonato brasileiro. Analisando, Tite, não deixaria o timão no meio do ano, podendo disputar o Mundial. Murici também não largaria o Santos, ainda mais que tinha a Re-Copa Sul-americana pelo caminho. E Felipão ainda dirigia o Palmeiras na luta para não cair, aí que aproveito a oportunidade e tenho uma forte opinião de que ele será o nosso treinador, pois dois, três jogos antes de sair do comando do Palmeiras, Felipão tinha afirmado que não sairia do Palmeiras e que se foi campeão com o time, também seria rebaixado com a equipe,, comovente, mas nada verdadeiro, acabou que ele saiu do comando alvo e verde. Será que já não existia um combinado entre ambas as partes? Talvez sim.

    Enfim, o momento era aquele, ao término das Olimpíadas. Mas o presidente inteligentemente ou não, esperou o fim da temporada, o que ele não esperava era que Mano fosse fazer a equipe evoluir justamente neste momento, o que fez muitos criticarem essa demissão, mas mesmo assim, José Maria Marin, presidente da CBF, teve peito e manteve sua decisão (digo manteve, porque como já opinei, acho que isso já foi definido por ele há muito mais tempo) e demitiu o treinador gaúcho.

    Uma demissão que já teve momentos mais apropriados para acontecer, concordo com a demissão de Mano, e este colunista que vos escreve, que começou com o título dizendo que a hora era inoportuna, termina lhes dizendo: Antes tarde, do que nunca. Bye, bye Mano!

  • http://portaltanaarea.blogspot.com/b/post-preview?token=7rVaRDsBAAA.Y6ATjI4x4AwQATYhLtuaFQ.XAYr_Kh-mP0aqdydzvXEuQ&postId=624892257950494845&type=POST

    O que surpreendeu o público e a empresa brasileira em relação à demissão de Mano Meneses do cargo da seleção, não foi o fato dele merecer ou não a demissão, pois pelo desempenho dele à frente da amarelinha, ele merecia sair sem sombra de dúvidas, aliás há mais tempo até.O que surpreendeu foi o momento que ele foi demitido, justamente quando ele já estava formando o time, quando finalmente ele tinha uma base e quando a seleção vinha jogando o seu melhor futebol desde que ele assumiu (com exceção é claro, do superclássico das Américas).

    O que me parece bastante evidente, que a decisão foi tomada, quando o Brasil deixou de ganhar o ouro olímpico, em que era favorito, contra uma seleção que Mano mais tinha enfrentado no comando do Brasil (tudo bem que eram jogadores jovens, mas não deixa de ser uma obrigação ele conhecer bem os jovens também desta seleção), o México. Foi decepcionante, naquele momento, a maioria pedia a saída do comandante da seleção, que não tinha jogadas ensaiadas e um esquema de defesa que se defendesse bem de bolas aéreas, principal arma mexicana. Criticavam merecidamente o técnico, ainda mais quando somavam esta medalha de prata à eliminação precoce da Copa América, com quatro cobranças de pênaltis desperdiças.

    Mano até então, fazia e muito por merecer a sua demissão naquele exato momento, afinal de contas é inadimissível o Brasil não ganhar de uma seleção de grande porte nesse período de dois anos (não considero uma grande vitória contra a Argentina no clássico das Américas, pois os hermanos não jogaram com suas principais forças). Neste mesmo período, mal ou bem, Dunga, já tinha feito muito mais, o Brasil tinha ganho de goleada duas vezes da Argentina e numa delas, na final da Copa América, com uma base que não era a considerada titular da seleção brasileira.

    A grande verdade é que esperaram o fim da temporada para efetivar a demissão. O que me leva a crer, que as opções da CBF, não poderiam deixar seus cargos no meio do campeonato brasileiro. Analisando, Tite, não deixaria o timão no meio do ano, podendo disputar o Mundial. Murici também não largaria o Santos, ainda mais que tinha a Re-Copa Sul-americana pelo caminho. E Felipão ainda dirigia o Palmeiras na luta para não cair, aí que aproveito a oportunidade e tenho uma forte opinião de que ele será o nosso treinador, pois dois, três jogos antes de sair do comando do Palmeiras, Felipão tinha afirmado que não sairia do Palmeiras e que se foi campeão com o time, também seria rebaixado com a equipe,, comovente, mas nada verdadeiro, acabou que ele saiu do comando alvo e verde. Será que já não existia um combinado entre ambas as partes? Talvez sim.

    Enfim, o momento era aquele, ao término das Olimpíadas. Mas o presidente inteligentemente ou não, esperou o fim da temporada, o que ele não esperava era que Mano fosse fazer a equipe evoluir justamente neste momento, o que fez muitos criticarem essa demissão, mas mesmo assim, José Maria Marin, presidente da CBF, teve peito e manteve sua decisão (digo manteve, porque como já opinei, acho que isso já foi definido por ele há muito mais tempo) e demitiu o treinador gaúcho.

    Uma demissão que já teve momentos mais apropriados para acontecer, concordo com a demissão de Mano, e este colunista que vos escreve, que começou com o título dizendo que a hora era inoportuna, termina lhes dizendo: Antes tarde, do que nunca. Bye, bye Mano!

  • Diogo

    E Felipão costuma jogar ou com 3 zagueiros, ou com 3 volantes. Como adequar essas “promissoras” peças de hoje ao estilo do treinador? Felipão pode ser tudo, menos técnico arrojado e ofensivo. Joga na base da raça, da união do grupo e de um forte sistema de marcação, com jogadores que tenham aptidão para decidir (Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho, por exemplo).

    Vai tentar formar a família Scolari cheia de jogadores novos. E não duvido por a seleção com 3 zagueiros, até mesmo pelos 2 laterais extremamente ofensivos que possui. O trabalho de Mano só tinha um volante “cabeça-dura”: Ralf. Aliás, convenhamos que não tem qualidade para ser da seleção.

    O time base está ai e poucas opções. Concordo em boa parte da lista do colega anterior…

    SÃO CERTEZA:

    GOLEIROS: DIEGO ALVES, JEFFERSON E CAVALIERI

    LATERAIS: DANIEL ALVES, MARCELO E MAICON

    ZAGUEIROS: THIAGO SILVA E DAVID LUIZ (Opções de Rever, Dede e Castan)

    VOLANTES: RAMIRES E PAULINHO (Opções de Sandro, Lucas Leiva, Hernanes e Arouca)

    MEIAS: OSCAR, KAKA, LUCAS, GANSO E RONALDINHO.

    ATACANTES: NEYMAR E HULK (Opções de Fred, Pato, Damião, L.Fabiano e Robinho)

    Ou seja, 17 “certezas”, talvez 18 ou 19. Restam poucas vagas e pouco vai mudar. Pelo menos em termos de nomes.

  • Mário

    Tironi,
    Qualquer técnico além do Mano não faria bom trabalho. Convocar jogadores e treinar apenas uma semana é impossivel para qualquer técnico. E tem mais , os clubes reclamam se convocar mais que dois jogadores de seus times. Na minha opinião, o Mano começou a acertar quando tirou o volante fixo e colocou dois volantes que também sabem atacar (Paulinho e Ramires), e tirou também o centro avante fixo para ter outra opção de ataque. Esta alternativa fez com que o time tocasse mais a bola e até o Guardiola ficou “interessado” em assumir esta seleção.

  • Carlos

    Se o felipao for o novo tenia door da selector , dou Minha palabra que Comeco a torcer para a argentina

  • Carlos

    Se o felipao for o novo tenia door da selector , dou Minha palabra que Comecon torcer para a argentina

  • alex sandro rocha dos santos

    Boa tarde !!!!

    Tironi, eu sei que o assunto comentado não é esse, mas gostaria de saber se vc tem alguma noticia de que o São paulo estaria negociando o Montillio e o Fabio por Casemiro,Juan Cicero e João felipe, e o que vc acha disso quem sairia ganhado nessa negociações ??

  • Eduardo Junior

    Cara,

    Sabe qual foi a mudança da seleção que a fez melhorar? As entradas de Kaka e Ramires, meio de qual time? Dunga.

    Daniel Alves, Kaka, Ramires, Thiago Silva, a base de Dunga.

    O principal erro de MM foi desprezar todo trabalho de Dunga, e mais precisamente o Kaka que melhorou o ritmo de jogo da seleção.

    Demorou dois anos para achar meio time, pois nem o goleiro sabemos ainda quem vai ser.

  • radamantys

    Isso é uma piada, o mano tava colocando o time nos trilhos rs….. contra times fracos (times porq não parece seleção). não da pra marca um amistoso contra grandes seleções porq a CBF tem medo do brasil perder feio e tomar uma vaia dentro de casa. Ai fica jogando com a china

  • ONCE CALDAS DA ZL

    NA VERDADE QUEM ESTAVA TENTANDO SEGURAR O MANO SEGUNDONA ERA O ANDREEZ CARA RALADA, FEZ DE TUDO PRA SEGURA-LO, MAS ESTAVA DEMAIS A RUINDADE DO MANO, E O CARA DE ABACAXI DEVE ESTAR NA CORDA BAMBA, SÓ TRABALHA POR INTERESSE AO CURINTIAS ALEM DE SER LIGADO NO SACO POR LULA QUE INFLUENCIA EM TUDO, ALE DE SER CHEFE DA QUADRILHA DO MENSALAO.

  • ONCE CALDAS DA ZL

    CHEGA DE TECNICO RETRANQUEIRO, TEM QUE VOLTAR O VERDADEIRO FUTEBOL BRASILEIRO.

  • rodrigo

    Mas nao precisa fazer mudancas radicais Márcio Luiz, a base da seleção tem q ser essa q esta aí com algumas poucas mudancas:
    Goleiros: Diego Alves, Cavalieri e Jéferson.
    Laterais: Daniel Alves e Maicon, Marcelo e Adriano.
    Zagueiros: Thiago Silva, David Luiz, Dedé e Réver.
    Volantes: Ramirez, Paulinho, Ralf e Hernanes.
    Meias: Oscar, Kaka, Ganso (tomara q ele se recupere) e William (Shaktar Donestk)
    Atacantes: Neymar, Fred, Hulk, Lucas.

  • walter nazato

    Antes falavam que o Mano não era técnico suficiente para treinar nossa seleção, agora ficam nesse papo furado que não deveria sair. Vocês da imprensa são uns relativistas e hipócritas !
    O Mano nunca foi preferido de ninguém, não tinha bagagem e nem portfólio para treinar a seleção e ponto !
    Quer um exemplo de como vocês são relativistas? Antigamente reclamavam que nosso futebol era fraco porque não segurava craque nenhum que era isto e aquilo. E agora que temos um craque jogando no Brasil fazem campanha para ele sair, estou falando claro do Neymar !
    Eita imprensa Brasuca!

  • Como tem se falado muito em Felipão, para técnico da Seleção, não concordo por
    tratar-se de ultrapassado, ainda bem q

  • Aline

    Eu concordo com a análise, mas só tenho a lamentar pelo fato da CBF fazer da seleção brasileira a casa da mãe joana, como diria a minha avó…estou morando fora do Brasil e fico envergonhada cada vez que alguém me diz…o “Brazil” é o país da copa!!!! E eu tento explicar que td está muito nebuloso…aí eles me falam…mas a seleção brasileira não é como antes…agora vamos torcer pela Espanha, isso porque aqui o esporte nacional é o hockey, acho que eles entendem mais de futebol que a cúpula da CBF 🙁

  • Daniel

    Concordo com seu post quase inteiro, menos com a parte que o dunga fez ótimo trabalho. Como poderia ter feito se deixou o Neymar fora da Copa de 2010? Erro grosseiro, assim como o do Mano ao levar Hulk para a olimpíada

  • Antonio Prado

    Acho absurdo ouvir da imprensa que a seleção estava no caminho certo ou que o time estava se encontrando ou mesmo que o time está “encaminhado” como você disse.
    A seleção nunca foi tão ruim, nunca jogou um futebol tão feio, tão burpcrático, além das convocações que eram, no mínimo, suspeitas. Como você pode confiar o cargo a um treinador que convoca dúzias de jogadores absolutamente desconhecidos, sem nenhuma identificação com o nosso futebol(dado que muitos são levados por empresários com 13, 14 anos pra europa e perdem completamente a identidade) cujo empresário, kleber leite se não me engano, é amigo pessoal? Como aceitar que o David Luiz seja uma unanimidade? e Rafael? e Sandro(sei que o sandro foi revelado pelo inter, mas honestamente, ele é grosso. o hernanes foi eleito melhor jogador do brasileiro, melhor revelação e é o melhor segundo volante que temos, mas não serve pra esse grande time)
    Se os jogadores tivessem um trabalho psicológico correto, teriamos time para enfiar sacoladas na espanha. Lembra do time do sulamericano? com lucas, neymar, oscar e casemiro jogando juntos e livremente? Aquele sim é o nosso futebol. Quando esse jogadores chegam a um técnico medíocre e burocrata como o Mano, que faz com que eles joguem um futebol rígido e sem criatividade, o futebol deles misteriosamente some? Isso sim é culpa do técnico, não conseguir fazer com que a melhor safra de jogadores que tivemos desde 1998 jogue o futebol que tem capacidade pra jogar. E outra, Se não cultivassemos essa mentalidade de colonizado, achando que o europeu é superior e temendo ele, jogaríamos de igual pra igual, sem medo. O diferencial é o medo.
    O que o santos fez contra o barcelona foi uma vergonha e foi por conta do medo, por conta dessa espetacularização midiática que convence os jogadores que eles são inferiores aos outros. Futebol é no campo, se os jogadores lessem mais Nietzsche, perceberiam que não existe motivo pra essa adoração irracional e esse convencimento da própria inferioridade.
    Enfim, acho também absurdo cotar o guardiola para técnico. Ele não conhece nosso futebol, nosso campeonato e muito menos nosso jogadores, apesar de ser um ótimo técnico.

    estou de saco cheio da maneira como a mídia esportiva submissa ao futebol europeu está acabando com o nosso futebol, acabando com a segurança de nossos jogadores, criando uma orda de medrosos…

    Grande abraço cara.

  • Renato

    Mano mereceu ser demitido, convocou Durval – o próprio jogador disse que achou estranho -, Cássio, só chamou o Cavallieri (escancaradamente melhor goleiro do país – sou Vascaíno – ) quando o Marin exigiu, colocou o Thiago Neves de titular depois do jogador assinar contrato com seu empresário Carlo Leite, jogou toda a competição das Olimpíadas sem esquema de jogo, os treinamento não passavam do famoso “rachão”, agora tem um cara interessado chamado Pep Guardiola, que sempre diz ter se inspirado no futebol que o Brasil jogava 20 anos atrás, sinceramente não consigo entender como alguém pode querer Felipão, Tite, Muricy, Abel, todos defensores de futebol de resultado, com muita marcação e muito volante e discordar da contratação de um cara que fez o melhor time dos últimos tempos…
    isso me faz lembra do nosso diretor da seleção, esse cara tão gente fina chamado Andres Sanches, que disse que o futebol arte apresentado pelo Barcelona de Pep é “pura balela”, enquanto esse inescrupuloso A. Sanches tiver lá não tem como torcer pro Brasil…

  • Peralá, Tironi! Como assim, o trabalho do Dunga foi “ótimo”? Tenha dó, o Dunga montou um time que mal conseguia jogar futebol! O Mano também não foi bem, pois mais errou que acertou. Não tinha horizonte fácil, verdade, mas isso ele também sabia. E em nada isso atenua seus desatinos.

  • Leandro Soares

    Guardiola na seleção é o nome de impacto e conhece mito de futebol

  • Luiz Ribeiro

    O ponto atual era promissor??? Minha nossa, acho que estou em outro planeta. O Mano continuava perdidinho. Convocar mais de 100 jogadores em dois anos não me parece trabalho sério e planejado. Reforça, isso sim, as acusações de que ele se aproveitava de seu cargo para atender interesses de empresários de jogadores. O fato diferente das últimas convocações foi a posse do Marin como presidente da CBF, e o Mano começou a preocupar-se com o cargo. Desde então suas convocações oscilaram entre agradar o presidente e agradar a opinião pública mesmo tendo que engolir sapos enormes (como a chamada de Fred, que recentemente fez críticas pesadíssimas ao treinador). Adicione-se aí convocações esdrúxulas como a de Durval (dá pra acreditar que o Mano sabe o que está fazendo?), e situações no mínimo estranhas, como a manutenção do “cone” Thiago Neves como titular e a insistência em não explorar a capacidade do Lucas, mesmo com o anterior esquema do quadrado. Já esqueceu-se de que viramos fregueses do México?

  • marcos camargo

    agora as ienanas vâo se saciar a vontade. Em nenhum momento a imprensa brasileira falou sobre a dificuldade do mano em montar uma nova seleçâo. somente o zico falou sobre esse DETALHE.FelipAô e o lixo do lixo .

  • RODOLFO

    APOSTO COM QUEM TIVER PALAVRA DE HOMEM QUE O TECNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA VAI SER O FELIPAO…AGUARDEM…

  • Márcio Luiz

    E por que demorou a demitir o Mano? Dificilmente o sucessor conseguirá fazer mudanças radicais, não tem tempo pra isso.

MaisRecentes

Que time você torce?



Continue Lendo

E se der tudo errado?



Continue Lendo

Muita calma com Rueda



Continue Lendo