Gostamos mais de arbitragem do que de futebol



Foi um fim de semana trágico para a arbitragem. Duas marcações contestadas e uma suspeita grave em um clássico do futebol. Os homens de preto foram muito contestados.

Se você acha que o parágrafo acima é sobre Internacional x Palmeiras, errou. Falo do clássico inglês Chelsea x Manchester United. Os erros do arbitro Mark Clattenburg foram a expulsao de Fernando Torres, atacante do Chelsea, por simulação e a validação de um gol em posição irregular do Manchester.

Imagine se em jogo entre são Paulo e Fluminense, por exemplo, um árbitro errasse desta maneira. Era pauta para uma semana de debates na TV, análise de comentaristas de arbitragem, entrevistas com membros do STJD, milhões de ângulos do tira-teima, debates acalorados sobre o uso de tecnologia no futebol, suspeitas de favorecimento deste ou daquele time, etc, etc…

Pois na Inglatera os dois erros graves provocaram reações mínimas. Não se gastou tempo em TV, espaço em jornais e internet… quase nada. Analistas reconheceram que Mark Clattenburg teve uma dia muito ruim, mas nem de longe foi cogitada a possibilidade de haver um esquema de favorecimento do Manchester, o time que foi beneficiado com as lambanças.

Em vez disso, uma outra acusação ganhou espaço na imprensa inglesa: a de que o árbitro teria feito insultos racistas a jogadores negros do Chelsea. A FA (Federação Inglesa) abriu um inquérito a partir da acusação formal de pessoas ligadas ao Chelsea.

A arbitragem no Brasil vive uma crise enorme. Mas lá fora também se erra muito. No mesmo fim de semana da lambança inglesa, um árbitro na Itália acertou a marcação de um lance, mas resolveu atender orientação de um auxiliar e validou um erro.

O problema é que aqui, falar de erro de juiz virou o nosso principal esporte, nossa discussão mais acalorada no bar da esquina. Gostamos mais de falar sobre isso do que falar sobre… futebol. Afinal, a gente gosta de que? Do jogo, da arbitragem ou de teorias conspiratórias?



  • samueL

    A GENTE GOSTA DE JUSTIÇA.

  • Hudson

    Não sei o que é pior: Se é aturar esses juizes roubando contra o Vasco durante todo os campeonato, se é ver tanto jogador ruim jogando no mesmo time no caso o Vasco ou se
    é aturar uma diretoria incompetente, que faz tanta besteira ao mesmo tempo!
    Por que vender os melhores jogadores no início do campeonato se a intenção é ganhar o campeonato? Por que contratar tantos jogadores ruins ? Por que um time da imensidão que é o vasco tem um departamento de marketing que não usa sua imagem para arrecadar e investir no time? E ainda, São januário não vai mais sediar o rugbi nas olimpíadas, por que? Só a diretoria sabe! na verdade nós tambem sabemos que a incompetência reina em São januario e que assim
    fica dificil! Possivelmente muitos outros “PORQUES” surgiram, resta a nós vascaínos exercitar
    a paciência e torcer! Saudações vascainas!

  • Geraldo Castilho

    Pode ser que não haja esquema montado, o que não é muito difícil pensar assim, pois as evidencias são gritantes eu particularmente acho que há um favorecimento para o time da Unimed, basta enumerar as ocorrências no BR2012. Isso me deixa bastante depressivo acredito em algumas partidas de futebol, mas não no BR2012. Tá muito descarado. O pior é que tem gente que quer nos convencer do contrario, será ingenuidade por nunca ter ouvido falar em “rei do tapetão” ou é malandragem demais.

  • Massara

    Primeira vez que visito seu blog. Voltarei. Suas considerações resumem o que se passa no futebol brasileiro hoje. Está chato demais esse papo infindável sobre erro de arbitragem.

  • Cello

    Se o Chelsea for eliminado de um campeonato por causa de um erro de arbitragem, isso nem arranha seus cofres. Mas aqui, não. O clube faz um planejamento e investe, visando uma competição, e se não der certo, é um prejuízo enorme. Se esse “não der certo” for por causa de arbitragem, a dor é ainda maior. Por exemplo: Vamos imaginar que, por causa de erros de arbitragem, o Flamengo fosse rebaixado, e por isso a Adidas desistisse de patrocinar o clube. Isso abalaria os já combalidos cofres do clube. Por isso, entendo que aqui a arbitragem assuma sim uma importância maior do que na Europa.

  • Washington

    A arbitragem deve ser pauta de discussão sim. Quem não se lembra de resultados combinados no campeonato Italiano e de árbitros punidos por corrupção aqui no Brasil? Erros acontecem, mas quando eles são exagerados é necessario investigação.

  • caiozinhuu

    Espanto mesmo, não somente a arbitragem no Brasil que é fraca, mas os Jogadores que culmivam a provocar isso, vejo muitos lances, que o jogador sofre falta e o juiz só não marca, por o jogador sofre a falta, se joga, cai, reclama, chora, espernea…

    Se os nossos jogadores, jogassem bola, inves de ficar no cai-cai, na malandragem, na choradeira, talvez nossos juizes fossem mair imparciais, o futebol fosse mais corrido e talvez seriamos novamente os melhores do mundo, esquecemos de jogar bola, os jogadores veem, esquecem de jogar, justificam salarios com questionamento de conspirações alheias e novamente não somos os melhores do mundo depois de 4 copas com a melhor seleção…

    Por a midia hoje ve isso e o jogador ve isso o torcedor ve isso e ninguem admita que falta muito a todos nos para voltarmos a algo que a europa já e regra, o futebol bem jogado.

    Com palavras do Paulo Cesar Caju, o futebol hoje é de pitacos e não de talento.. não falta amor a camisa, mas ao esporte, ao futebol bem jogado, E JOGADO, nao reclamado, chorado e fingido .

    abrax

  • Robson Pacheco

    Luiz Pragama, não pense que é um privilégio do Fluminense ter uma campanha “incontestável” contestada, ano passado o Corinthians a quem vc mesmo se refere passou quase 80% do campeonato em 1º lugar, teve erros a seu favor, assim como teve erros contra, como todo time, em todo campeonato, em qualquer país, em qualquer ano desde que a rivalidade deixou de ser saudável e passou a fazer com que as pessoas entendam que seu “amor” pelo clube é mais importante que o respeito pela integridade, a honra e até a vida de quem prefere um uniforme de outra cor ou um escudo com outro formato.
    Tenho certeza de que o Fluminense tem seus méritos por estar nessa condição hoje. Foi beneficiado em algum lance??? Óbvio!!! Foi prejudicado em outros??? Claro que foi!!! Assim como os outros que foram campeões ou se classificaram pra uma Libertadores, uma Sulamericana, foi rebaixado, enfim…mas também tenho certeza de que os tricolores que hoje se indignam com suposições sobre favorecimento ao seu time, ano passado engrossaram o coro de que CBF, Nike, Lula, Ronaldo, Kia, FBI, CIA e KGB, os Iluminatti, Voldemort estavam todos envolvidos num esquema pro Corinthians ser campeão!!!
    Ah, depois de lerem meu post vai ter um monte de talebã dizendo: “mais (sic) o Curintia (sic) eh (sic) campiaum (sic) pq robaru (sic)”…
    Amigão, ser pedra é fácil, difícil é ser vidraça!!!

  • Jorge

    Parece que atingimos, finalmente, o ponto de saturação em relação ao jeitinho, à malandragem, à desonestidade e à incompetência. Desconfiamos de tudo e de todos, lamentavelmente com razão. Do momento em que saímos de casa ao momento em que a ela regressamos, precisamos estar vigilantes para não sermos enganados, trapaceados, chantageados, assaltados, ofendidos, etc. A sociedade brasileira atingiu um ápice momentâneo em sua degradação, muito bem ilustrada pelos episódios recentes no futebol e no STF. Podemos escolher discutir corrupção e impunidade à luz da política, do futebol, da saúde, da educação ou de qualquer outro ponto de vista. Se o melhor do Brasil é o brasileiro, então não resta mesmo esperança.

  • Eduardo

    Tirone, é que no Brasil o jornalismo, via de regra, é feito com paixão clubística. Essa é a única explicação que encontrei para tamanha perda de tempo. Os editores e diretores deveriam cobrar mais conteúdo de seus profissionais.

  • eustaquio

    voces, toda midia esportiva + sporttv, adoram ficar, cada um querendo exlicar o inexplicavel
    sobre arbitragem em geral, como se fossem os donos da verdade, qanto ao futebol em si, ha uma
    discriminacao em cima de alguns times, quanto a comentarios positivos, quem da ibope para voces e curintias,framengo, o resto e resto, tentem voces mesmos, a midia, reformar essa maneira de reportagem nociva ao futebol, verao que as torcidas terao menos odio uma das outras em funcao do que voces falam e acirram o embate qto a juizes e time (entre aspas)
    beneficiado

  • Capitão OTÁVIO

    Com relação ao jogo do dia das bruxas – 31OUT12 -(urubu x galo), tenho a declarar o seguinte, caro TIRONI:

    Chora seu treinadorzinho FILHO DA CUCA, tu não sabes fazer outra coisa, desde o histórico chororô do Botafogo. Timinho incompetente, essa galinha choca, empatou na marra jogando contra 10. Brigaduuu urubuzada o FLUZÃO agradece. Em agradecimento até torcerei pra vcs não cair (rsrsrsrsrs).
    Quanto a esse pseudoárbitro, SANDRO RICCI, não foi novidade nenhuma a sua péssima atuação. Um autêntico soprador de apito, quer aparecer mais que todos. É um deslumbrado, que se julga o tal, e o que pior, é prestigiado por essa Comissãozinha de Arbitragem que vive o escalando para jogos decisivos. Por isso, em todas as rodadas não se fala noutra coisa: ARBITRAGENS, ARBITRAGENS, ARBITRAGENS (ou melhor, falta dela).

  • Lucas Mansur

    Parabéns pelo texto.

    Estava pensando exatamente isso hj. Ontem vi vários programas esportivos em TODOS, mas de 50% do tempo se falava em arbitragem. Exatamente da mesma maneira que vc falou.

    Parece que criticar a arbitragem dá mais audiencia que um gol…

  • Jaime

    o público gosta de FUTEBOL a imprensa gosta de POLEMICA, simples assim !!!

  • Luiz Pragana

    Mas o problema é esse! É que é o Fluminense que está sobrando nesse brasileirão, é do Flu a melhor campanha e com todos os méritos. Aí a imprensa no geral, inclusive a carioca que é muito imparcial, como não quer falar dessa excepcional campanha do Flu, fica gastando um programa inteiro falando sobre arbitragem. E sempre falam que gostariam de estar falando de futebol! Então por que não falam? Não temos bons jogos? Belos gols? Belas jogadas? Não falam pq não é o flamengo nem o São Paulo ou Corinthians que está disparado na frente. É o FLUMINENSE!!!

  • Bob Jr.

    Tem gente que gosta de futebol, do esporte em si, e tem gente que usa o futebol como muleta para aplacar problemas pessoais, usam como fuga, como forma de aumentar a sua autoestima e de se sentirem parte de algo importante.

    Para os primeiros, o futebol é diversão e derrotas são consideradas normais.

    Para os segundos, o futebol é questão de honra, de vida ou morte, e a derrota não pode ser aceita de jeito nenhum, sob pena de ruir os alicerces sobre os quais a sua vida e seu mundo se sustentam, ou seja, a derrota os faz perder o sentido da vida…

    Entre esses do segundo tipo, alguns se limitam a esbravejar, outros procuram teorias da conspiração mirabolantes, enquanto outros partem para a porrada pura e simples.

    Os do segundo tipo, apesar de todos os problemas que causam, são os preferidos de jogadores e dirigentes de futebol. Afinal, essa atitude de atribuir todos os problemas aos outros faz com que cartolas e jogadores tirem de suas costas o peso de sua própria incompetência…

  • val mg

    Quanto ao seu texto meu caro Tironi está coberto de razão, mas deveria falar isto aos comentaristas da ESPN que fazem um BB inteiro, todos os dias para falar de arbitragem, vcs fazem parte deste movemento sem nexo que so denigre o futebol em geral. Abçs. SRN..kkk

  • Eduardo

    Ué se falam pra usar os recursos tecnológicos, reclamam que o futebol perderia o charme, a “discussão”, se os árbitros erram reclamam, não tem jeito. Errar eles vão errar sempre, são humanos, estão sujeitos a falhas como qualquer outro ser.

  • Ora Tironi! Os maiores responsáveis por essa mania aqui no Brasil são vocês jornalistas. Nos programas de debate esportivo, vocês só falam em arbitragem. Então caros jornalistas esportivos… Reflitam sobre isso e mudem de assunto. Querem uma sugestão? Falem do Fluzão Tetra Campeão.

  • Francovieira

    O (X) do problema hj no quesito apito é q os arbitros não evoluiram, tanto técnicamente como fisicamente e, o nivel de exigencia do futebol, dinamica, jogo, clube e torcedor passou a ser muito mais “visto”, então os homens de preto q não são MIB, estão penando pra karamba…Abs!!!!

  • Rafael

    Vai para a Europa então!

  • Flavio

    Ola Tirone.

    Concordo plenamente com seu texto. Assisti ao jogão entre Chelsea x Manchester United e sabe do que me lembro deste jogo ? primeiro, do gramado perfeito. Segundo dos visitante Manchester jogando para VENCER e não empatar. Depois das belas jogadas, do incrivel acerto de passes, do número irrisório de faltas, dos belos gols, da reação do Chelsea buscando o resultado depois de estar perdendo de 2×0, da magistral cobraça de falta do Mata (melhor meia-armador que está jogando por ai), do acerto do arbitro em expulsar o zagueiro do Chelsea que agarrou o atacante por trás quando este ia em direção ao gol, do erro aceitável do assistente lateral, que não conseguiu enxergar impedimento do Chicharito no 3º gol (todo mundo percebeu o impedimento somente depois do quadro parado e ainda assim, com o auxilio digital do tira-teima deles. Enfim, um jogão… Ah, é verdade, o árbitro errou ao expulsar o Torres por simulação… errou assim como erraram os jogadores ao chutarem para fora um lance de área, assim como erra o narrador, o comentarista, o sorveteiro, o médico, o motorista, a dentista, o tenista, a gente…

    Abs

  • @R9Sal

    Concordo, e como diria o mestre Carlos Alberto Parreira, o torcedor é uma caixinha de ressonancia e é a imprensa esportiva que impõe essa pauta de arbitragem, arbitragem e arbitragem. Torcedor inglês não passa 1 semana discutindo impedimento de 5cm porque a imprensa de lá não fica discutindo a semana inteira impedimento de 5cm.

    Desculpa falar, mas a imprensa esportiva brasileira criou toda uma geração de torcedores que não sabe nada de futebol e essa é alias, uma das causas da decadencia do futebol brasileiro

  • Aldrey

    Na verdade amigo TIRONI….

    Nós que gostamos do FUTEBOL não temos muitas opções pois convenhamos que eles estão roubando a cena, chega a ser tão rídiculo que o futebol fica em segundo plano.

    Ta dificil de corrigir mas existe uma forma, o que falta é vontade amigo tironi.

MaisRecentes

Corrida de técnicos



Continue Lendo

Até a Chape sofre com a torcida



Continue Lendo

Morte de torcedor não incomoda mais



Continue Lendo