Argentina x Brasil cancelado. Ainda bem!



O eletricista ou quem quer que seja o responsável pelo apagão no estádio de Resistência deveria receber a condecoração máxima de Argentina e Brasil. O cancelamento de uma pelada que não tem apelo nem motivo para existir era o que de melhor poderia acontecer. No mínimo, o sujeito merece os parabéns.

Poupou o público de assistir a uma pelada que não enganaria ninguém e, melhor, desgastou menos os jogadores dos clubes que estão na reta final do Brasileirão (jogos que, aí sim, importam ao torcedor).

O mico internacional ainda serviu como um tiro no pé na estratégia populista da presidente argentina Cristina Kirchner de levar a seleção para um dos lugares mais pobres do país.

Por fim, escancarou o nível com que nossa Seleção vem sendo tratada. Não dá para o futebol pentacampeão do mundo se sujeitar a jogar em qualquer buraco. Simplesmente assim.

O regulamento prevê que, em caso de cancelamento, uma nova data deverá ser escolhida para ver quem fica com o troféu do “superclássico das Américas”. Menos mal que já se descartou a possibilidade de o jogo acontecer. Sugestão: entreguem a taça ao eletricista.



MaisRecentes

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo

Chega de falar de arbitragem!



Continue Lendo

O juiz errou. E os outros?



Continue Lendo