O que será do Engenhão?



O gramado é ruim, muita gente reclama do acesso, o entorno não colabora, a acústica sofre críticas e até sol na cara do torcedor virou motivo para que o Engenhão raramente lote.”O Engenhão não pegou”, dizem alguns. O “carioca gosta do Maracanã”, dizem outros.

Sem o Maracanã, fechado para obras da Copa, o Engenhão virou o principal palco para o futebol carioca. Tanto que o gramado vem sofrendo. Mas fato é que a maioria da torcida apenas tolera o estádio construído para o Pan.

Por enquanto, há uso para o Engenhão. Por enquanto. Porque quando o Maracanã ficar pronto, os clássicos locais deverão ser todos lá como historicamente sempre foram. O estádio do Pan servirá apenas para os jogos do Botafogo. Shows? Só se o entorno melhorar, promessa feita antes de sua construção e que nunca foi cumprida.

O Engenhão teve custo projetado de R$ 70 milhões, mas acabou custando muito mais: R$ 380 milhoes.Assim que o Pan de 2007 acabou, apressou-se a licitação para arrendamento do estádio. O receio que virasse um elefante branco era grande. O Vasco, que já tem estádio, não se interessou. Flamengo e Fluminense espertamente pularam fora de cara. O Botafogo topou administrar o local por 30 anos.

Por enquanto, o Glorioso até se dá o luxo de recusar alguns jogos para não prejudicar ainda mais o gramado. Como aconteceu no caso do adiamento do jogo entre Flamengo x Atlético-MG. A tabela mudou, algumas partidas dos cariocas foram parar em Volta Redonda. Só que, assim que o Maracanã fica pronto, vai faltar jogo para o Engenhão. Só com partidas do Botafogo e sem clássicos, será muito pouco.

O Engenhão só não virou ainda um elefante branco como outras obras do Pan por dois motivos: porque o Maracanã fechou e o porque Botafogo arrendou o estádio. O que será do Engenhão quando o Maracanã renascer?



MaisRecentes

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo

Chega de falar de arbitragem!



Continue Lendo

O juiz errou. E os outros?



Continue Lendo