Levamos uma sova do “Eixo do Mal”, de Cuba e até do Cazaquistão



Em tese, o quadro de medalhas olímpico serve como parâmetro para medir a qualidade e, consequentemente, a superioridade esportiva de uma nação sobre outra.

Assim, não deixa de ser curioso olhar o quadro de medalhas de Londres e ver Cazaquistão, Irã, Coreia do Norte e Cuba à frente do Brasil. As notícias que chegam a nós sobre estes países não são das mais felizes.

O presidente do Irã não aceita o homossexualismo, o regime é fechado, vira e mexe o país é acusado de tentar fabricar a bomba atômica e faz parte do “Eixo do Mal”, nome dado pelos Estados Unidos aos países mais perigosos (?!?!?!) do mundo.

Cuba é dirigida pela família Castro desde 1959. Aqui, chegam notícias sobre paredão para dissidentes, pobreza, crise de abastecimento, prostituição, etc, etc.

A Coreia do Norte todos os dias é comparada a seu vizinho do sul. Este sim, um ‘”novo rico pulsante” que despeja SUVs nas ruas do mundo inteiro. Já o “irmão pobre” do norte é considerado o regime mais fechado do mundo, tem no poder uma mesma família desde a sua fundação, há fome, frio e dias cinzentos. Parece, está tentando também fabricar a bomba atômica e também faz parte do tal “Eixo do Mal”.

O Cazaquistão ninguém sabe bem o que é. Dirigido pelo mesmo presidente há quase vinte anos, foi uma república da ex-União Soviética. Virou potência olímpica em Londres, com seis ouros até aqui. Como comparação: o Brasil não tem nenhuma chance de alcançar seis medalhas de ouro nos jogos atuais. Torçam para acontecer em 2016.

Nunca estive em nenhum dos quatro países acima, portanto, não posso ter certeza se o que leio é verdade. E o que sei sobre os quatro é o que leio. A questão aqui é que soa no mínimo estranho medir a superioridade de um país por um quadro gelado de medalhas. E se o Brasil estivesse com 15 ouros e lá em cima, a questão seria a mesma. Porque como país não ganhamos medalha nenhuma em muitas coisas mais importantes do que futebol, vôlei ou ginástica nas argolas.



  • Rafael

    Do Cazaquistão só conheço o Borat.

  • Boa tarde Tironi, os irmãos Falcão estão na final do Boxe, a seleção masculina de futebol, seleção feminina de volei e quem sabe a seleção masculina, desta forma poderemos chegar a sete medalas douradas em caso de exito em todas as finais. Só quero saber como será seu Blog depois destas vitorias…

  • ricaperronejr

    Prezado Tirone, não concordo com o termo “potência olímpica” utilizado para estes 3 países e até mais alguns que figuram no quadro de medalhas acima do Brasil. O termo”Potência Olímpica” se dá a um país quando possui um elevado número de medalhas, sobretudo de ouro, mas em diversas modalidades esportivas. Ex : USA/CHINA/GRÃ BRETANHA/RUSSIA/ALEMANHA. Países como Cazaquistão, Irã, Jamaica, Quênia, Etiópia, Coreia do Norte investem fortemente em uma ou duas modalidades olímpicas que distribuem bastantes medalhas, e por isso o resultado positivo no quadro de medalhas. O que o brasil precisa e TEM que buscar para 2016 e depois, é tentar chegar no grupo intermediário, onde estão Coreia do Sul/França/Italia/Japão/Hungria/Australia e Hungria e Holanda.
    abs,

  • Flamarion

    Mas pessoal, o post não é contra o comunismo. Não haveria nada de errado se fosse, mas não é. É sobre alguns países estarem melhor do que o Brasil no quadro de medalhas quando estão muito piores em outras coisas, pelo menos pelo que sai nos jornais.

    O que sai nos jornais pode ser mentira? Sim, pode. O quadro de medalhas sai nos jornais, então também pode ser mentira. Será que na verdade o Brasil não está na frente de americanos, russos, chineses e ingleses e a imprensa é que que nos enganar porque é contra os dirigentes das federações esportivas? Pode ser isso também, não é?

  • Fernando Guimarães

    Na minha opinião em 2016 não chegaremos nunca a 10º colocação geral no quadro de medalhas, isto é um sonho muito distante.

    Um círculo olímpico vencedor não se faz em 4 anos, mas no mínimo em 8 anos, e com muito investimento financeiro e material.

    Acredito que em Londres teremos 15 medalhas, conforme em Pequim. Em 2016, com melhorias em algumas performances em modalidades como hipismo, handebol, boxe, futebol feminino (que foi uma lástima nesta olimpíada), volei de praia feminino, poderemos atingir algo em tono de 25 medalhas e desta forma teremos a melhor participação em olimpíadas na história dos jogos.

    Esta é a minha opinião! Um grande abraço Tirone!!!

  • Rodrigo

    E…? Mais uma dequelas sem pé nem cabeça do Sr. Tironi…como ainda esta no Lance?

  • Fernando

    “Eixo do mal”, pela minha visão são outros: EUA e seus parceiros….

  • Carlos

    Qual é a vantagem em ganhar 6 medalhas de ouro no levantamento de peso? Isso não é cultura esportiva de uma nação, é fabricação de um único tipo de atleta para figurar bem no quadro de medalhas. Quadro de medalhas, aliás que sequer existe oficialmente! Esse ranking por medalhas de ouro, prata e bronze foi criado pela imprensa e não pelo COI.

    Outro detalhe, prefiro ter medalhas no judô, ginástica, vela, volei de praia, volei de quadra, futebol, boxe, natação e ter participações dignas, no tênis, basquete, handebol, hipismo, taekwondo, etc, do que no “popular” levantamento de peso.

    Ao menos somos um país aonde existem diversas modalidades, diversos ídolos e não uma “potência” artificial.

    Abs

  • Acho que você comete um grande equívoco ao classificar, por exemplo, o Cazaquistão como “potência olímpica” e precisar se ater não somente ao número de medalhas. Das 6 medalhas de ouro do Cazaquistão, 4 foram conquistadas no levantamento de peso feminino. As demais foram em ciclismo de estrada (masculino) e salto triplo (feminino). As 3 de bronze foram uma no boxe (feminino) e 2 em luta olímpica. A filosofia deles é privilegiar os esportes que podem ganhar medalhas, o que é inimaginável no Brasil. Nossa filosofia é que devemos participar de tudo e tentar ganhar algumas.

  • luso

    belissimo post falou tudo e o engraçado é que aqui no brasil todo mundo reclama da politica mas fica conformado o politico deita e rola aumenta seu proprio salario e ainda desvia o dinheiro publico e ninguem faz nada chega as eleições e os mesmos corruptos são reeleitos e o ciclo se renova só uma coisa a acrescentar o povo merece o politico que tem.

  • bruno

    vai perder tudo!loooooooooooooooooooooooooosers

  • James Leal Borges

    Por desconhecimento da História as pessoas emitem opiniões desconexas e sem sentido. O Irã é um país governado por uma teocracia islâmica, jamais poderia ser colocado no rol dos países ditos “esquerdistas” apenas por que se opõe a política externa norte – americana.

    Resposta do blogueiro:

    Não coloquei o Irã como país com regime de esquerda, meu caro. Abs.

  • flavio

    Por favor Tironi não mencione estes países esquerdistas em seus posts porque aqueles que os defendem não entendem nada do que você falou, pois outrossim são todos fanáticos como os governantes daqueles luigares. Eu entendi perfeitamente o que você quis dizer. Um abraço!

  • Coeteris Paribus(No mais, mantidas inalteras todas as outras coisas)

    Entendi o que vc quis dizer. Mas é de se compreender… num país onde quem pode causar mudanças, está voltado pra desviar recursos pro próprio bolso. Uma carga tributária desumana, que serve apenas pra afomentar a ganancia de nossos políticos.
    Infelizmente…

  • James Leal Borges

    Seu comentário foi preciso quando afirmou que o conhecimento que tem desses países vem da leitura, ou seja da grande imprensa que geralmente demoniza aqueles que não seguem o “American Way Life”, infelizmente vivemos num mundo dominado pela alienação e o consumismo, onde há grandes dificuldades de compreender outras culturas e povos diferentes,principalmente aqueles fora da civilização ocidental, é só verificarmos os recentes casos de racismo ocorrido nestes Jogos Olímpicos.

  • Rodrigo

    E no final vc finalizou assim “Porque como país não ganhamos medalha nenhuma em muitas coisas mais importantes do que futebol, vôlei ou ginástica nas argolas.”

    O q o futebol já ganhou nas olimpiadas? Boxe, atletismo, vela, judo, Volei, VOlei de praia entre muitooos outros já ganharam mt mais medalhas que o futebol.

  • Rodrigo

    Ué, se for pensar assim, olha a posição da dinamarca, da suécia, da suiça, do canada… isso não tem nada a ver… são todos paises de primeiro mundo e q estão atras do brasil…

    Resposta do blogueiro:

    Com muuuuuitos menos problemas sociais para corrigir, certo?

    Sim, mas ora bolas, pode ficar meio confuso o q vou falar mas acho q vc caiu em contradição. Pq vamos analizar.

    Vd disse q Cazaquistão, Cuba, Corea do Norte e Irã são superiores no quadro de medalhas ao brasil sendo q eles tem mais problemas sociais que o certo?

    Ai quando eu falo que o brasil está na frente de países como Canada, Noruega, Dinamarca, Suecia, Suiça, Portugal e etc vc diz q eles tem menos problemas sociais para corrigir q o Brasil.

    Resumindo, do mesmo jeito q o brasil tem menos problemas sociais que os paises q vc citou e está atras no quadro de medalhas… ele está a frente de paises de primeirissimo mundo.

    E pra finalizar a Argentina tem só 1 medalha e de bronze e somos o melhor sul-americano no quadro. Pelo menos no nosso continente somos os primeiros kkkkk

  • João Pedro

    QUANDO VC FOR FALAR DE ALGUM PAIS, FAÇA UM PESQUISA PARA NÃO FALAR BOBAGEM. VC É UM JORNALISTA E NÃO UM PAPAGUAIO DE PIRATA DO EIXO DO MAL: OS ESTADOS UNIDOS QUE APOIAM OS JUDEUS PELO FIM DA PALESTINA.

    Respota do blogueiro:

    Tem certeza de que você entendeu o que escrevi?

  • Rodrigo

    Ué, se for pensar assim, olha a posição da dinamarca, da suécia, da suiça, do canada… isso não tem nada a ver… são todos paises de primeiro mundo e q estão atras do brasil…

    Resposta do blogueiro:

    Com muuuuuitos menos problemas sociais para corrigir, certo?

  • Miguel

    Tironi, me explica o que tem a ver o país ser comunista, fechado, ditatorial e o escambau com performance nas olimpíadas? Pelo amor de deus, o fato de eles serem o que são é JUSTAMENTE o que os credencia a tal campanha! Desde que o mundo é mundo que regimes ditatoriais tentam mostrar a si mesmos e ao mundo inteiro que são bons e estão certos através de conquistas no esporte…

  • Raphael

    Criticar do sofá de casa ou da cadeira do trabalho é mole. Vcs jornalistas são pífios, pq ao invés de falar mal do brasil no quadro de medalhas não comenta sobre a falta de incentivo no esporte? ou sobre os colégios publicos q nem educação fisica tem? e qd tem é um professor q coloca o futebol 5 pra cada lado e acabou, não tem mais nada. Brasileiro só sabe cornetar. Pra mim quem vira reporter esportivo são pessoas q tentaram algum esporte e fracaçaram. pra mim só de ter brasileiros lá já ta de bom tamanho. Conquistando medalhas então nem se fala.

    Resposta do blogueiro:

    Tem certeza de que vc entendeu o que eu escrevi?

  • O programa olimpico, desses paises vem da antiga, uniao sovietica, o casaquistao nao é ainda uma potencia,olimpica, apesaerr das 6 medalhas de ouro que consequiu, ainda que nao se mantem entre os primeiros a cada quatro anos, ja cuba, um gigante esportivo a beira da decadencia, nao asssusta mais ninguem nem nas lutas, basquete,volei,atletismo, nao representa a mesma força na epoca que recebia, investimentos do regime sovietico, o rasil nos ultimos anos,vem brigando cabeça com cabeça, com cuba,nos jogos, pan -americanos, ja e melhor que canada, logo seremos, segunda força das americas. O projeto para rio e brasil ficar pelos entre os 10 primeiros.

  • Jonas

    EU prefiro 2 medalhas de ouro no volêi pro exemplo, do que 4 no levantamento de peso.

  • Maicon

    Acho que ainda temos chances de alcançar seis ouros! Futebol masculino, vôlei de praia masculino, vôlei masculino e feminino. Essas quatro mais os dois que já temos. E ainda temos lutadores no boxe e taekwondo com relativa chance..

  • Antonio de Assis

    Entendi a mensagem que você quis passar com seu post. Porém, ao afirmar que o Brasil não tem nenhuma chance de conseguir seis medalhas de ouro, você forçou a barra, não que eu acredite que vá conseguir. Ainda temos chance de ouro em:
    – Final do futebol masculino
    – Final do volei de praia masculino
    – Semifinal do volei masculino
    – Semifinal do volei feminino
    – Irmãos Falcão na semifinal no Boxe masculino
    – Diogo Silva na semifinal do Taenwondo

MaisRecentes

É “mimimi” ou tem preconceito?



Continue Lendo

O clássico esvaziado e o golpe da CBF



Continue Lendo

Mimimi ou verdadeiro?



Continue Lendo