Cuca e Roth, patinhos feios, no alto



Os mineiros vão dominando o começo do Brasileiro. O Cruzeiro de Celso Roth é líder, o Atlético Mineiro de Cuca o vice-líder. É fato que se qualquer um dos mineiros cair no decorrer da competição boa parte da culpa recairá nos técnicos. Dois bons exemplos de treinadores subvalorizados do futebol brasileiro.

Sempre quando se olha o trabalho destes dois sujeitos, olha se mais pelo limite do treinador e menos para o limite do time que eles dirigem. Celso Roth levou um Grêmio limitado à disputa do Brasileiro de 2008 até a última rodada. Cuca levou um Botafogo também limitado a final de Estadual e a brigar pelo Brasileiro. Ficou marcado pelo chororô em um jogo contra o Flamengo e pela queda acentuada do time que chegou a sonhar com o título nacional.

Os dois são técnicos que erram e acertam como todos. Mas que têm um rigor injusto quando analisados.

Cruzeiro e Atlético podem cair no decorrer da competição. Mais ainda o Cruzeiro, que conta com um elenco reduzido e limitado em talentos. Roth vai levando o time até seu limite. O Galo também pode cair. Ronaldinho pode não jogar o que se espera e nem mesmo o que jogou contra o Náutico. Quedas são naturais. A culpa não será só dos treinadores.



MaisRecentes

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo

Chega de falar de arbitragem!



Continue Lendo

O juiz errou. E os outros?



Continue Lendo