Esperneamos tarde demais



Deve haver alguma intenção ainda não revelada para Jérôme Valcke ter dado um chute no traseiro da boa educação e dizer o que disse sobre o Brasil. Mas ele possivelmente também pensou que neste país em que tudo é feito no improviso, uma chacoalhada dessas não teria consequências ruins para o seu lado porque nosso negócio é mesmo a festa. Respeito, educação, contrato, preto no branco, compromissos… nada disso é levado muito a sério por aqui.

O pior de tudo é que ele tem razão. O problema é: como bons brasileiros que somos, sabemos de todas as nossas mazelas. Mas ai de um gringo que fale uma verdade dessas no nosso nariz. Aí não aceitamos. Brigamos, botamos o cara pra correr, mostramos que “somos brasileiros com muito orgulho e muito amor”. (tem música mais mala do que essa?).

O repórter Larry Rohter, do “New York Times” quase foi expulso do país durante o governo Lula por ter dito que o então presidente bebia demais.

Subir nas tamancas é a nossa especialidade quando falam mal do nosso país. É o que acontece quando alguém de fora critica Pelé, por exemplo. Aí, enchemos o peito para defender “o atleta do século”.

Nós mesmos falamos que o Rei “calado é um poeta, não pode abrir a boca porque senão só sai besteira.” Nós podemos desqualificar Pelé até onde quisermos.

Quando o governo brasileiro topou fazer do país a sede da Copa do Mundo sabia que a Fifa viria com a faca em nosso pescoço com suas exigências. Além disso, qualquer pessoa de bem sabia que o blablabla de estádios construídos com dinheiro da iniciativa privada era conversa pra boi dormir, bem como as obras de infraestutura que surgiriam.

O grito de independência que queremos soltar agora quando um gringo nos dá um pontapé no traseiro e nos manda trabalhar deveria ter saído de nossa garganta lá atrás, quando essa ladainha toda nos foi enfiada goela abaixo e calamos, acreditando que a Copa seria para todos (já viu o preço dos pacotes vip?) e que um novo país surgiria.

Agora, é tarde demais.



MaisRecentes

Até mais!



Continue Lendo

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo